Artigo Anterior

Um #ThrowbackThursday aos visuais de Beleza da redação da Vogue

Próximo Artigo

Ela é demais

Tendências 26. 8. 2019

Em nome da Lua, vou embelezar-te

by Catarina Parkinson

 

Vamos construir toda uma rotina de Beleza que tem como maior aliado a energia da Lua. Não acredita no seu poder? Olhe que ela castiga.

© iStock.

Lua, esse poderoso corpo celeste que é para muitos o irmão bastardo do Sol, sem direito à sua própria luz, eternamente presa em órbita em torno da Terra, chamada invejosa por Shakespeare e cuja superfície é feita de rochas e pó. Calma, nem tudo é mau ou pior para a Lua. Estando relativamente próxima da Terra, a Lua atrai a água à sua superfície com o seu peso gravitacional, dando origem ao fenómeno da subida e da descida das marés. A sua influência é maior que a do Sol neste fenómeno, que tem uma massa muito maior que a da Lua, mas fica a uma distância muito superior. Mas como se estivesse destinada a ser para sempre menor que o astro rei, até este seu poder foi distorcido. Seguindo a lógica das marés, filósofos da Grécia e da Roma antiga acreditavam que sendo o cérebro o órgão mais húmido do corpo humano, estaria sujeito à mesma influência da Lua. Foi assim que nasceu a expressão lunática (inspirada na deusa romana da lua, Luna), utilizada para descrever todas as pessoas que eram momentaneamente levadas à loucura, sempre que a Lua completava o seu ciclo lunar (para o fazer demora entre 27 e 29 dias).

Como se isto não bastasse, a Lua teria ainda o poder de transformar homens em lobisomens e tornar realidade todo o tipo de rituais. Lendas à parte, não nos podemos esquecer que o corpo humano é feito de pelo menos 70% de água. Assim, numa teoria relativamente mais evoluída (ou plausível) que aquela apresentada pelos filósofos, não é assim tão impossível de acreditar que ela possa influenciar o nosso estado de espírito. Porque ela, tal como nós, passa por fases de transição. E não pode haver maior cumplicidade que esta (desculpa, Sol).

Mais interessante ainda é pensar que a sua energia pode intensificar as nossas intenções e os nossos gestos, principalmente se estes forem ao serviço da Beleza. Para estarmos em constante harmonia, criámos um diário de cuidados que acompanham o seu desenvolvimento, para no fim brilharmos tanto quanto ela em noites de Lua cheia. Pode não ser ciência, mas mal também não faz.

Lua Nova

É aqui que tudo começa, com as energias perfeitamente alinhadas e em sintonia. Como uma folha em branco, tudo pode acontecer por isso, dizem os entendidos, é o momento de arriscar mudanças e novas direções. Seja uma dieta alimentar diferente, uma rotina de Beleza que envolva mais (ou menos) passos ou simplesmente adotar um estilo de vida completamente oposto, vai ter todas as condições a seu favor para que seja uma mudança de sucesso (ou que pelo menos dure mais que a última tentativa).

Lua Crescente

Com a Lua no início da sua fase de desenvolvimento, pensa-se que o corpo está especialmente recetivo a todo o tipo de nutrientes e ingredientes. Aproveite para hidratar e reparar a pele todos os dias com cremes e óleos ricos, alimentar o organismo com sumos, batidos verdes ou até suplementos alimentares e fazer tratamentos especializados em spas, para potenciar a sua eficácia. É também uma fase em que começa a sentir-se gradualmente mais energética e pode aproveitar para experimentar novas modalidades de exercício físico ou adotar hábitos diferentes na sua rotina de fitness (vá lá, aumente de uma vez por todas a velocidade na passadeira).

Lua Cheia

Atingiu o seu potencial máximo e projeta imensa energia. É a altura em que supostamente mais mexe com as nossas emoções, por isso é importante conseguirmos manter o equilíbrio e sermos especialmente pacientes e compreensivas connosco. Com as noites intensamente iluminadas pelo seu reflexo prateado, é a altura ideal para celebrar a nossa Beleza. Dedique tempo a maquilhar-se, recorrendo a alguns dos seus produtos preferidos. Imagine aquele batom que tem superpoderes e nunca falha em trazer-nos
 uma dose extra de confiança. Experimente fazer novos penteados com o cabelo, mas sem arriscar mudanças drásticas. Por estar especialmente sensível, não vale a pena sujeitar-se a algo que possa ter um desfecho incerto e possa ser vivido de forma demasiado intensa. Apesar disso, por ser uma fase que antecede a novo ciclo, diz-se que é o momento certo para cortar o cabelo se queremos que ele cresça mais rápido, forte e saudável.

Lua Minguante

Depois de tanta energia acumulada e de um período emocionalmente conturbado, é necessário purificar o organismo, para fazer reset e preparar o corpo para um novo ciclo. Detox é a palavra-chave e não há nada como banhos de imersão (enriquecidos com sais de banho) e sessões de sauna para ajudar a abrir os poros e libertar todas as toxinas indesejadas. Ao contrário da fase de Lua cheia, esta é a altura em que vai decrescendo de tamanho, como se fosse perdendo energia. Por isso, qualquer tipo de corte — seja cabelo, fazer a depilação ou arranjar as sobrancelhas — será prolongado. Até uma coloração terá um efeito mais duradouro. Acredita-se que todos estes gestos de Beleza, que podem implicar alguma dor (depende do método que escolher) têm a vantagem de ser mais fáceis de suportar nesta altura.


Artigo originalmente publicado na edição de outubro 2018 da Vogue Portugal.

Keywords

Beleza Lua

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK