Artigo Anterior

Belle du jour: Scarlett Johansson

Próximo Artigo

Deixem o amor-próprio em paz

Tendências 26. 11. 2019

Pele e hormonas: como sincronizar os seus cuidados de rosto com o seu ciclo

by Ana Morales

 

A Vogue investiga a forma como as hormonas e o ciclo menstrual afetam a saúde da pele, e o porquê de usar produtos diferentes, dependendo da altura do mês, poder ser o segredo por detrás de uma tez perfeita.

© Fotografia de Alexandra Leroy para a edição de julho de 2019 da Vogue Portugal. 

Entre o síndrome pré-menstrual acentuado e as ocasionais borbulhas que surgem nos dias antes da menstruação, as hormonas e o ciclo menstrual desempenham um papel fundamental na saúde da nossa pele. É algo que também afeta o nosso couro cabeludo - já notou que o mesmo fica mais sensível e produz mais sebo (alerta, cabelo mais achatado e mais oleoso) nos dias que antecedem a menstruação

Apesar de notarmos estas mudanças hormonais, são raras as vezes em que fazemos algo em relação a elas - acabamos sempre por usar os mesmos produtos e torcer para que se adaptem ao estado da nossa pele. Contudo, o segredo está na mudança, diz a dermatologista Rosa del Río, diretora da Unidade de Dermatologia Estética do Grupo Pedro Jaén. "As características da pele mudam, dependendo da fase do ciclo menstrual em que nos encontramos, e é por isso que precisamos de adaptar os produtos que usamos às necessidades que sentimos", explica del Río. 

A farmacêutica Marta Masi concorda: "Algumas mulheres notam mais do que outras, mas é verdade que as alterações hormonais afetam a nossa pele. A pele não precisa do mesmo tratamento quando está a ovular e quando está na fase pré-menstrual, e isso é algo que normalmente não temos em atenção quando aplicamos o mesmo produto no decorrer de todo o mês." 

Como nos explica Masi, o tipo de produtos que usamos também depende do nosso tipo de pele. Por exemplo, uma pele seca com tendência a ficar ainda mais desidratada durante os primeiros dias do ciclo não vai precisar dos mesmos cuidados de uma pele naturalmente oleosa, que tenderia mais para uma tez mista na primeira fase. Escusado será dizer que o segredo é observar a sua pele e adaptar os produtos que aplica às três fases cruciais do ciclo menstrual: a fase folicular, a fase lútea e a menstruação.

O produto herói de Masi? As ampolas de uso único, que permitem mudar o seu sérum dependendo da altura do mês. "Estes extratos são simples de combinar e é fácil construir uma rotina à volta deles, e permitem que use um novo produto todos os dias", explica. "As ampolas também evitam a oxidação dos príncipios ativos devido à contaminação por contacto." A farmacêutica também recomenda o uso de máscaras de rosto, uma boa forma de dar um tratamento específico à pele, dependendo daquilo que esta necessita. 

Como é que as três fases afetam a sua pele - e os melhores produtos para aplicar em cada uma delas 

© Fotografia de Alexandra Leroy para a edição de julho de 2019 da Vogue Portugal.

A fase folicular (da menstruação à ovulação) 

Vamos dizer que esta é a melhor fase do ciclo para a sua pele. "Nesta fase, os níveis de estrogénio estão muito elevados, e estes são os responsáveis pela sua pele estar mais hidratada e luminosa durante esta parte do ciclo, o que significa que não precisa de tantos cuidados", diz del Río. 

Tendo em conta que a nossa pele está geralmente mais hidratada e luminosa durante esta fase do ciclo, de Río recomenda que dê prioridade "à proteção solar e a ingredientes ativos como a vitamina C, os alfa-hidroxiácidos (AHA) e os retinoides", de modo a potenciar o estado natural da sua pele. 

A fase lútea (da ovulação à menstruação) 

Nesta fase, há menos produção de estrogénio e a progesterona entra na equação, aumentando a atividade das glândulas sebáceas. "Os níveis mais altos de progesterona são responsáveis pela oleosedade da pele e pelo aparecimentos de borbulhas, especialmente nos primeiros dias", explica del Río. Para muitas pessoas, como dizem Masi e del Río, estas borbulhas têm tendência a aparecer no queixo e na zona do maxilar. 

Como sugere del Río, a prioridade nesta fase é usar um bom produto de limpeza e esfoliante, de modo a controlar o excesso de sebo e manter a pele o mais limpa possível nos dias que antecedem a menstruação. Masi recomenda ainda utilizar um produto com extrato de quinoa, que ajuda a limpar profundamente e a refrescar a pele cansada, bem como ácido hialurónico para ajudar a potenciar a hidratação. 

A fase menstrual (durante o período) 

Os níveis de estrogéneo e de progesterona diminuem no decorrer desta fase do mês, o que explica o porquê da pele ficar "mais seca, mais sensível e irritada", diz del Río. "Graças à progesterona diminuir, a pele também fica menos oleosa e mais matificada." 

Visto que esta é a fase do ciclo em que a pele fica mais sensível e irritada, del Río recomenda usar produtos leves, que não irritem a tez. Masi sugere produtos que incluam ingredientes como água termal, aloé vera, calendula, centelha asiática, óleo de argão e glicogénio marinho - que são gentis e suaves para a pele. 

Artigos Relacionados

Tendências 19. 11. 2019

Cinco formas de fazer um upgrade à rotina de Beleza no inverno

Quando a temperatura desce, a nossa pele precisa de mais cuidados para além do creme hidratante – e fazer alguns ajustes à rotina são a garantia de uma pele protegida até ao verão. De mudar o seu produto de limpeza aos ingredientes must-have no seu cuidado esfoliante, este é o guia da Vogue para enfrentar os meses mais frios.

Ler mais

Palavra da Vogue 14. 11. 2019

Qual o melhor conselho de beleza de sempre? As editoras da Vogue respondem

Falámos com as beauty experts que todos os meses observam tendências, investigam técnicas, testam produtos e escrevem sobre o cosmos da Beleza para as páginas da Vogue. Muitos números depois, editoras e diretoras de Beleza de todo o mundo respondem: qual o melhor conselho de beleza de sempre?

Ler mais

Tendências 23. 4. 2019

Como aliviar as dores menstruais sem medicamentos

Sentir algum tipo de dor durante a menstruação não é normal, mas é comum. Mais comum do que se pensa. Além da toma de analgésicos, que alternativas existem para aliviar o desconforto? Fomos investigar e descobrimos vários produtos, desde supositórios vaginais a aparelhos de eletroestimulação.

Ler mais

Tendências 6. 11. 2018

Menstruação: os métodos alternativos

Quando o tema é menstruação, existe um mundo para além dos convencionais pensos e tampões. A Vogue foi investigar os métodos alternativos para um período mais feliz.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK