Atualidade   Notícias  

Harvey Weinstein entrega-se às autoridades

25 May 2018
By Mónica Bozinoski

Na sequência do que serão duas acusações distintas formalmente apresentadas, o produtor entregou-se à polícia esta manhã, na cidade de Nova Iorque.

Na sequência do que serão duas acusações distintas formalmente apresentadas, o produtor entregou-se à polícia esta manhã, na cidade de Nova Iorque.

©Getty Images

Depois de a 5 de outubro de 2017 o diário norte-americano The New York Times ter revelado os escândalos sexuais em que Harvey Weinstein estava envolvido, o produtor entregou-se nesta manhã de sexta-feira às autoridades, numa esquadra da polícia em Nova Iorque. O momento chega na sequência do que serão duas acusações distintas, de duas alegadas vítimas - segundo o The New York Times, o produtor norte-americano poderá ser acusado de violação, e a agência Associated Press indica a possibilidade de Weinstein ser acusado do equivalente à figura portuguesa de ato sexual de relevo. 

Citando fontes próximas do processo, a CNN avançou que a procuradoria geral de Manhattan deverá acusar Weinstein de violação em primeiro e terceiro grau num dos casos, e de ato sexual de relevo em primeiro grau no segundo caso. A mesma fonte indica que o produtor, de 66 anos, deverá apresentar-se ainda hoje em tribunal. Sobre a entrega de Harvey Weinstein às autoridades, a revista New Yorker avança ainda que a polícia de Nova Iorque, mais precisamente a unidade Special Victims Devision Cold Case Squad, tem estado a ouvir várias mulheres no âmbito da investigação, entre elas a atriz Paz de la Huerta, uma das 66 mulheres que avançaram com denúncias de assédio ou violação por parte do produtor. 

A atriz Rose McGowan, que acusou o produtor de a ter violado em 1997, foi uma das primeiras figuras a reagir à notícia, num comunicado onde se disse sentir "um passo mais perto da justiça". Recorde-se que as acusações e escândalos sexuais ligados a Weinstein originaram importantes movimentos de apoio e solidariedade às vítimas como #MeToo, e foram ainda um dos temas centrais de protestos na passadeira-vermelha ou discursos inspiradores na cerimónia dos Globos de Ouro. Mais recentemente, durante a 71ª edição do Festival de Cinema de Cannes, Asia Argento acusou o produtor de violação, num comovento discurso.  

Mónica Bozinoski By Mónica Bozinoski

Relacionados


Lifestyle   Tendências  

Onde está o queer nos contos de fadas?

22 Jun 2024

Moda  

Open Call | Hide and Seek

21 Jun 2024

Atualidade   Curiosidades  

Junho, o mês do orgulho

21 Jun 2024

Moda   Compras   Tendências  

Trend Alert | Deep V

20 Jun 2024