Lifestyle   Notícias  

A emoção e o fado de Gisela João estão de volta

05 Mar 2021
By Rui Matos

A espera acabou. Depois de um interregno de cinco anos, Gisela João revela Louca, o primeiro single extraído do terceiro álbum de originais, Aurora.

A espera acabou. Depois de um interregno de cinco anos, Gisela João revela Louca, o primeiro single extraído do terceiro álbum de originais, Aurora.

Fotografia de Rodolfo Magalhães
Fotografia de Rodolfo Magalhães

“Voltam as borboletas na barriga e a inquietação aguçada.” É assim que Gisela João nos descreve o seu regresso à música e aos temas originais, cinco anos depois de ter editado o álbum Nua, em 2016. Na verdade, Aurora estava previsto para a primavera de 2020, mas como é já do conhecimento comum, a Covid-19 mudou-nos os planos. “Com o mundo a passar por um teste gigante, que mais parece um filme de terror, não fazia sentido focar-me apenas no meu umbigo,” começa por nos contar a fadista sobre a decisão de adiar este novo projeto por um ano. “Eu vivo em sociedade e, por isso, sinto a responsabilidade social de também pensar no outro - é por isso também que gosto de cantar histórias que me traduzem a mim e aos outros. Não tinha de ser naquele momento, não era a hora.” O sabedoria popular diz-nos que quem espera, sempre alcança e com a nova estação a florescer já ao virar da esquina, a primavera de 2021 vê nascer Aurora, o próximo álbum de originais de Gisela João. 

É com Louca, uma música inspirada pelas mulheres e pela resiliência, que Gisela João dá o pontapé de saída. Uma escolha que não foi premeditada, foi natural. “Na verdade não era suposto ter um single. Tenho desde 16 de Março de 2020 uma história contada em vídeo. Todo o disco é uma história. Com o tempo que ganhei com esta pandemia, percebi que talvez a minha vontade fosse contar a história de outra forma e a [música] Louca, de forma muito natural, apoderou-se do lugar de single,” confessa. 

Este novo capítulo, é o mais pessoal e intimista da sua carreira, revelando pela primeira vez o talento de João para a escrita e composição de músicas. Se a voz de Gisela já nos enchia as medidas, com Aurora a fadista abraça uma nova dimensão vocal com um poder impressionante, que nos provoca arrepios. Michael League, o produtor que co-assina este novo álbum, afirma, em comunicado, que: “Ser considerada uma das mais genuínas cantoras de fado e escolher gravar um álbum como este - que leva o género aos seus limites - requer coragem e determinação.” 

O que podemos contar sobre este novo capítulo, perguntamos a Gisela. A fadista não nos deixou revelar muito e disse apenas: “Posso contar que sou eu mesma. Posso contar que o processo de traduzir a nossa cultura para o Michael League, que produziu as músicas, para conseguir assim fazer o disco que queria, foi maravilhoso. Posso contar que pela primeira vez canto letras que escrevi e músicas que escrevi também. Posso contar que o meu disco conta uma história.” Mas e o que é que podemos descobrir da Gisela com este novo trabalho? “Que continuo livre e muito feliz por trabalhar com criatividade. Que a coisa mais bela para mim continua a ser a simplicidade e o brio com que se deve fazer música deixando o ego de lado,” responde Gisela e apesar de ser via email, sentimos o seu sorriso caloroso.

É já no próximo dia 09 de abril de 2021 que Gisela João edita Aurora, mas até lá ainda voltamos com mais novidades sobre este novo capítulo. 

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Compras  

Trend Alert | Power Suiting

02 Oct 2023

Lifestyle   Entrevistas  

To be Continued | Diz-me qual é a tua rotina... com Gigi Vives

29 Sep 2023

Curiosidades  

Qual é coisa, quem é ela?

29 Sep 2023

Guestlist  

Quem disse que o estilo e o conforto não podiam coexistir?

29 Sep 2023