Artigo Anterior

Janis Joplin: a vida de uma lenda do rock

Pessoas 7. 2. 2022

And Just like That… estes foram os melhores momentos de Moda de Carrie Bradshaw

by Rui Matos

 

Craig Blankenhorn / HBO Max

Ou se ama, ou se odeia. Não há meio termo quando o assunto é And Just Like That… De um lado atiram-se pedras pelo jeito forçado, e por vezes cringe, com que o argumento incluiu diversidade nesta história, por outro lado há quem fique com um sorriso e orelha a orelha por ver Carrie, Miranda e Charlotte de volta ao pequeno ecrã - e sim, também gostávamos de ver o regresso de Samantha, mas está na hora de seguirmos em frente. 

Mas no meio de toda a discórdia, a Moda está aqui para nos unir. As escolhas de estilo de Carrie Bradshaw sempre foram um personagem principal, digamos que o quinto elemento do quarteto original. Afinal quem mais é que nos poderia pedir para “jurar em Chanel” se não Carrie? Com o regresso da nossa colunista preferida ao pequeno ecrã, regressaram também alguns coordenados que jamais esqueceremos.

Neste artigo reunimos os melhores looks da primeira temporada (esperemos que não única) de And Just Like That…

Se ainda não viu And Just Like That... ler este artigo pode ser perigoso. #SpoilerAlert

A Alta-Costura

© Craig Blankenhorn / HBO Max

Este pode até ser um dos últimos coordenados que Carrie usa, mas, com certeza, que ocupa um lugar de destaque nesta lista. Temos Paris como pano de fundo e Carrie Bradshaw numa das cenas mais emocionantes desta temporada. O vestido tangerina é uma criação de Pierpaolo Piccioli para a coleção de Alta-Costura da primavera/verão 2019 da Valentino. E como em tempos a própria disse: “Uma relação é como a Alta-Costura, se não encaixa na perfeição, é um desastre.” E Carrie sabe isso.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por SJP (@sarahjessicaparker)

 

As mil e uma camadas

© HBO Max

Não são muitas as séries que têm um arquivo de moda tão rico como Sex and the City. Nas seis temporadas tivemos momentos que jamais esqueceremos, entre eles o naked dress da DKNY ou o newspaper dress de John Galliano. Mas foi quando se mudou para Paris com Aleksandr Petrovsky, uma decisão que podemos considerar um verdadeiro faux pas, que Carrie usou um dos vestidos mais emblemáticos da sua vida. Falamos claro do Mille Feuille, uma criação do Atelier Versace (avaliada em 80 mil dólares). Agora, 18 anos depois, esta obra de arte voltou ao pequeno ecrã num momento nostálgico para Carrie e para quem se emocionou ao ver este vestido uma vez mais. 

O tutu, versão 2022

© Craig Blankenhorn / HBO Max

Como esquecer o genérico de Sex and the City e o maravilhoso tutu que durante seis temporadas nos gracejou antes de o início de qualquer episódio? É impossível, é uma daquelas imagens que jamais esqueceremos, mas que podemos sempre atualizar e tal aconteceu quando no quarto episódio de And Just Like That… Carrie Bradshaw sai de casa (aquele estúdio incrível no Upper East Side Manhattan) com uma saia tutu comprida que combinou com uma camisola às riscas, uma tote bag de pano, uma carteira Fendi e umas botas Chanel. Pode um look gritar mais Carrie do que este?

Perfeição, apenas

© Craig Blankenhorn / HBO Max

De volta aos encontros românticos (mais ao menos), Carrie Bradshaw aposta num vestido que abraça o corpo e evidencia a forma escultural que sempre conhecemos. Trata-se de um vestido azul bebé de Norma Kamali, com o nome de Diana, o blazer Max Mara em seda e a clutch Paco Rabanne completaram este coordenado. Effortless chic, sempre.

The power suit

© Craig Blankenhorn / HBO Max

O vintage tem dominado a indústria e um revival é sempre bem-vindo. Para apresentar o seu novo manuscrito, Carrie foi ao baú das memórias e de lá trouxe um look total Jean Paul Gaultier, da primavera/verão de 1997, que consiste num colete e calças de fato cinzentas, uma camisa polka dot e uma gravata vermelha. O blazer roxo serviu como cereja no topo do bolo para este coordenado workwear.

Brilho, brilho e mais brilho

© Craig Blankenhorn / HBO Max

Três meses de fisioterapia depois da cirurgia à anca, Carrie está de volta aos saltos altos - é importante notar que esse foi o objetivo estipulado quando se apresentou no primeiro dia de fisioterapia. É claro que os sapatos mereçam toda a atenção, uns pumps dourados com cristais, autoria de Christian Louboutin. E porque brilho nunca é um exagero, o vestido que Bradshaw escolheu foi um long cardigan às ricas da italiana Missoni.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Danny Santiago (@the_danny_santiago)

 

Quando o azul turquesa encontrou o verde esmeralda

© Craig Blankenhorn / HBO Max

“É tão vibrante. Um esmeralda e um turquesa - são cores profundas e saturadas, eu adorei vê-la a andar de um lado para o outro no seu apartamento” afirmou Molly Rogers, responsável do guarda-roupa em entrevista à Variety. Quando Carrie decide vender o apartamento onde vivia com Mr. Big, num último olhar a nossa protagonista dá uma última volta pelo lar que construiu com o amor da sua vida com uma blusa azul turquesa vintage, cortesia de Yves Saint Laurent, e uma saia verde esmeralda, também ela vintage, com bolsos oversize. 

 

O amor pelo vintage é real

© Craig Blankenhorn / HBO Max

No decorrer desta lista, é provável que tenha reparado que Carrie Bradshaw é fã da moda vintage. Seja em peças de arquivo, que originalmente apareceram em Sex and the City, ou que foram verdadeiros achados de lojas em segunda mão. Se houver uma segunda temporal de And Just Like That… fica aqui registado que queremos perceber como é que Carrie encontra estas peças, terá uma conta na Vinted ou é uma expert no Vestiaire? Este vestido azul com motivos florais trata-se de um Oscar de la Renta dos anos 70 que combinou com uns vertiginosos pumps prateados da Celine e uma tote bag Paco Rabanne. 

O vestido preto

© Craig Blankenhorn / HBO Max

Podíamos deixar esta imagem aqui que iríamos perceber o porquê de fazer parte desta lista. Num dos momentos mais assombrosos desta série, Carrie surge com um vestido preto com tule branco e ao estilo de uma bailarina para fazer o marido orgulhoso, esteja ele onde estiver. O vestido faz parte do arquivo pessoal de Danny Santiago, parceiro de Molly Rogers no departamento caracterização da série. O chapéu é discreto e über-chique, a clutch em pérolas é uma peça vintage de Gloria Astolfo.  

Menções honrosas: a it bag da Fendi voltou em roxo e mais brilhante que nunca, a carteira Hourglass, uma colaboração entre a Gucci e a Balenciaga, ganhou um lugar cativo no guarda-roupa de Carrie, os emblemáticos Manolo Blahnik azuis foram uma vez mais os grandes protagonistas e, claro, os chapéus saíram da toca para completar coordenados. 

Artigos Relacionados

Tendências 9. 12. 2021

And just like that: tudo o que precisa de saber sobre a sequela de 'O Sexo e a Cidade'

Segurem-se às Baguettes: o reboot de 10 episódios de O Sexo e a Cidade está a chegar à plataforma de streaming HBO. Fizemos um resumo de tudo o que sabemos até agora sobre "And Just Like That".

Ler mais

Curiosidades 6. 6. 2019

Os 23 anos de Sexo e a Cidade

A 6 de junho de 1998, estreava a série que viria a revolucionar o lifestyle do sexo feminino através da liberdade que cada personagem representava.

Ler mais

Curiosidades 21. 8. 2018

Samantha Jones em 20 frases

É a personificação do ego masculino preso num corpo feminino, o exemplo máximo de que dar justificações à sociedade é tudo menos poderoso, e a imagem de uma mulher que nunca irá pedir desculpa por ser quem é.

Ler mais

Notícias 21. 3. 2018

Miranda Hobbes, a governadora

Depois de muita especulação, nesta segunda-feira, 19 de março, foi oficializado: Cynthia Nixon, mundialmente conhecida pela sua personagem em O Sexo e a Cidade, vai concorrer contra o atual governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, nas próximas eleições marcadas para 6 de novembro de 2018.

Ler mais

Curiosidades 6. 2. 2018

Single and fabulous, exclamation point

Espreite os oito motivos pelos quais estar sozinha é a melhor solução.

Ler mais