Artigo Anterior

Vogue Forces of Fashion: os quatro momentos-chave do primeiro dia

Notícias 18. 11. 2020

Um montra digital para o consumo local

by Rui Matos

 

“Compre local. Ofereça futuro” Este é o mote para a pop-up store digital da ModaLisboa, uma edição especial da Wonder Room com sugestões de peças de artesãos, designers e criativos.

Romana veste macacão em neopreno e nylon, Duarte.Fotografia retirada do Project: Vogue Union | Vogue Portugal, outubro 2020. © Branislav Simoncik.

Foi preciso uma pandemia para reforçar a importância de comprar português - seja na indústria da Moda, das artes ou da Beleza. Um pouco por todas as redes sociais multiplicam-se movimentos que incentivam ao consumo local, sustentável e de pequenos negócios locais. Através das partilhas que se insurgem nos nossos feeds são-nos apresentados novas marcas, designers, jovens empreendedores e artistas que, hoje, mais do que nunca, precisam de ser divulgados. Mas esta divulgação precisa de se transformar em vendas para que haja futuro. 

Nesse mesmo sentido, e com pretensão de ser uma montra para todos aqueles que criam, a Associação ModaLisboa lança um edição especial do seu Wonder Room, entre os dias 17 de novembro de 24 de dezembro. Esta pop-up store de Natal, com curadoria ModaLisboa, é composta por produtos personalizados ou com preços especiais, com ligação direta para as a loja online de cada marca. No espólio estão incluídas peças de roupa, acessórios d produtos de design de marcas que partilham valores sustentáveis, próximos e humanos. “A cada semana, este Wonder Room receberá novos produtos, funcionam tanto como uma janela aberta da excelência da produção nacional, como um dialogo com a comunidade”, é possível ler no comunicado enviado à imprensa. 

Podemos até estar mais afastados das lojas físicas, mas teremos sempre as moradas digitais, que têm a porta escancarada 24/7 sem recolhimento obrigatório, para apoiar o que é português. De momento, nesta Wonder Room é possível encontrar criações de Constança Entrudo, Ricardo Preto, Opiar e António Castro, no que ao calçado diz respeito estão disponíveis marcas como Lachoix, Zouri e Auprès, no universo da decoração é possível encontrar peças de João Bruno Design, Vicara, Thomas Mendonça ou Ramos Cerâmica. 

O shopping bag deste Natal deve ser cunhado com uma etiqueta Made in Portugal e esta iniciativa da ModaLisboa era o empurrãozinho de que estávamos a precisar. “Encaramos o Natal como uma partilha de amor e de humanidade. Em 2020, pode também ser uma partilha de futuro,” finaliza o comunicado da ModaLisboa.