Artigo Anterior

Bubble Game

Próximo Artigo

Confessions of... a Kaholic

Connected 9. 7. 2019

A entrevista de Kelly Bailey à Vogue em cinco frases

by Patrícia Torres

 

Para a edição de julho da Vogue Portugal, inteiramente dedicada è geração Z, sentámo-nos com Kelly Bailey, para conversar sobre o que é isto de se estar Connected.

© Branislav Simoncik. Styling de Nelly Gonçalves. Kelly veste Alexandra Moura

Kelly Bailey é luzes, câmara e ação. Miúda da ficção nacional, dos filtros, das redes sociais, das roupas de marca e dos sound bytes na guerra de audiências. Nesta entrevista, a Vogue Portugal quis saber: quando o ruído da imagem pública se apaga, o que é que liga a Kelly à realidade? Temos cinco frases que comprovam isso mesmo. 

1.

Significa estarmos mais “ligados” ao que se passa no mundo e conseguirmos ter uma voz sobre  o que pensamos, sobre determinado tema em tempo real. 

2.

Eu consigo controlar o que quero mostrar sobre a minha vida pessoal nas minhas redes. Mas não posso controlar o que o resto do mundo faz com as minhas partilhas. Sou aberta sobre a minha vida com os meus seguidores, mas existem partes que mantenho privadas.

3.

Acredito que estudar faz sempre sentido. Até mesmo como influencer. A imagem não é tudo. Temos mais valor com conhecimento do que com beleza.

4.

Ser atriz obriga-me a ir a mundos que não são os meus e isso faz-me mais conhecedora das várias realidades. Mas ser atriz é aprender a ser frágil. Deixar tudo de mim no palco ou no set. Entregar-me por completo.

5.

Daqui a cinco anos não consigo imaginar onde possa estar. É muito tempo. Mas espero continuar a trabalhar no que amo, a viajar muito e a conhecer pessoas interessantes e que me acrescentam valor.

 

Este é um excerto da entrevista de Kelly Bailey à Vogue Portugal.
A edição de julho já está nas bancas. 

Artigos Relacionados

Connected 6. 7. 2019

Bubble Game

Vivo numa bolha com antena para o mundo. Aqui, existo eu, o meu melhor eu, o meu pior eu.

Ler mais

Connected 6. 7. 2019

Férias Grandes

O verão começa quando os exames acabam. Quando os testes terminam. Quando o terceiro período encerra. E começam os dias infindáveis de amizades eternas e amores passageiros.

Ler mais

Editorial 6. 7. 2019

Editorial Julho 2019

"E tudo se resume a isso: todas as vidas estão inter-relacionadas. Estamos todos presos numa incontornável rede de mutualidade. O que quer que afete um destino, afeta todos indiretamente."

Ler mais

Connected 4. 7. 2019

A entrevista de Sadie Sink à Vogue em cinco frases

Para a edição de julho da Vogue Portugal, inteiramente dedicada è geração Z, sentámo-nos com Sadie Sink, a Max de Stranger Things, para conversar sobre o que é isto de se estar Connected.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK