Artigo Anterior

Brit Awards 2020: a passadeira vermelha e os vencedores da noite

Eventos 14. 9. 2020

Festival de Cinema de Veneza 2020: a red carpet e os vencedores

by Rui Matos

 

Estendeu-se a passadeira vermelha em Veneza para as estreias mais aguardadas da sétima arte. Portugal não ficou de fora e arrecadou três distinções, com o filme Listen de Ana Rocha de Sousa.

Pedro Almodóvar e Tilda Swinton.

Depois de meses carregados de incertezas, a mostra anual de Cinema voltou a Veneza. A edição deste ano pode até ter sido marcada por muitas máscaras, distanciamento social e álcool-gel, mas o protagonista, o Cinema, esse viveu um dos seus melhores momentos. O grande ecrã do festival recebeu os trabalhos mais recentes de Pedro Almodóvar, Gia Goppola, Orson Welles e  Chloé Zhao. 

Nomadland, de Chloé Zaho, com Frances McDormand no papel principal, venceu o Leão de Ouro, o prémio mais cobiçado de Veneza. Este filme conta-nos a história de uma mulher que depois de perder tudo, adota um estilo de vida nómada e aventura-se, numa autocaravana, à descoberta da costa este dos USA. O realizador japonês Kiyoshi Kurosawa levou para casa o Leão de Prata, por Wife of a Spy, um romance de época que se passa durante a Segunda Guerra Mundial. Dear Comrades, de Andrei Konchalovsky, e Nuevo Orden, de Michel Franco, foram também destacados pelo júri do festival, presidido pela australiana Cate Blanchett. 

Listen, de Ana Rocha de Sousa.

Mas o grande destaque desta edição, é português. Ana Rocha de Sousa apresentou Listen, uma longa-metragem, protagonizada por Lúcia Moniz, que nos apresenta a história de um casal português, emigrado em Londres, a quem os serviços sociais retira os filhos. O filme foi distinguido com o Bisato d’Oro de Melhor Realização, uma escolha feita por um júri de critica independente, com Prémio Especial do Júri na secção Horizontes - dedicado a novos nomes na sétima arte - e ainda o prémio Sorrio Diverso Venezia, atribuído pela sua abordagem às questões sociais. Listen sagra-se assim como o filme mais premiado desta edição. 

Mais cinema e menos entertainment. O ruído provocado pelas grandes estrelas da sétima arte que levam o glamour à passadeira vermelha ouviu-se em decibéis muito pequenos, mas ainda assim deu para se ouvir. Dos melhores momentos de red carpet, é impossível deixar de fora Cate Blanchett, um ícone maior do que qualquer passadeira vermelha, Tilda Swinton e uma máscara que depressa se multiplicou nas redes sociais, Gia Coppola e um vestido Gucci em quatro tons de pastel, e Vanessa Kirby que respirou elegância em cada costura. 

Reunimos na galeria abaixo os melhores momentos de estilo na mais recente edição do Festival de Cinema de Veneza.


© Getty Images

Artigos Relacionados

Entrevistas 10. 10. 2019

Sandra Faleiro: “Tens que ser resiliente, tens que fazer várias coisas ao mesmo tempo.”

Dócil nas palavras e assertiva nos pensamentos, assim é Sandra Faleiro. A Herdade, o filme de Tiago Guedes que tem corrido mundo e no qual participa, foi o ponto de partida para uma boa conversa com a atriz portuguesa.

Ler mais

Eventos 6. 9. 2019

Festival de Cinema de Veneza 2019: a passadeira vermelha

O glamour que tanto caracteriza a passadeira vermelha de um festival de cinema acaba de aterrar em Veneza e estes são os melhores coordenados dos nomes mais sonantes da indústria.

Ler mais

Tendências 10. 9. 2018

Festival de Cinema de Veneza 2018: a Beleza

Do apanhado digno de uma verdadeira estrela visto nos fios de Lady Gaga à sombra verde pastel usada por Chloë Grace Moretz, reunimos os visuais de Beleza mais marcantes do Festival de Cinema de Veneza deste ano.

Ler mais

Eventos 10. 9. 2018

Festival de Cinema de Veneza 2018

A pompa e a circunstância acabam de aterrar na cidade italiana.

Ler mais