Artigo Anterior

Editorial | New Beginnings: Setembro 2021

Editorial 6. 10. 2021

Editorial | Underground: outubro 2021

by Sofia Lucas

 

“If you shut up the truth and bury it underground, it will but grow." - Émile Zola

Fotografia de Paul Hyde

Under your skin

O que vestimos, o que nos cobre, acaba por ser a primeira pele que mostramos aos outros. Usamos a Moda como um prolongamento da nossa personalidade, damos a conhecer um pouco de nós nos primeiros instantes de um encontro. Mas a nossa verdadeira pele está por baixo, o nosso underground, quem realmente somos. Conheço pessoas, sobretudo no meio da Moda, que mudam em função da sua camada exterior. O que vestem não é um prolongamento do que são, mas do que supostamente sentem ser pela forma como os outros os veem.

Quando isto acontece, com o tempo, o nosso verdadeiro eu vai-se esbatendo e, sem nos apercebermos, deixamos de ser quem somos. Mas também não nos tornamos na persona que vestimos. Deixamos apenas de ser nós, deixamo-nos enganar pela imagem que transmitimos e tornamo-nos vazios. O nosso “vestido” passa a ser a nossa aura, a nossa segurança. Mas o nosso brilho tem de vir de dentro e não da label que nos veste. Como dizia Coco Chanel, é a mulher quem faz o vestido e nunca o vestido que faz a mulher. A Moda deve tornar-nos mais fortes e seguros, sem nunca desvirtuar a nossa real essência.

Fotografia de Guilherme Nabhan.

Costumamos ligar o conceito de underground ao ilícito, ao escondido, ao fora da norma, mas é no nosso próprio submundo que nos sentimos confortáveis, que nos sentimos verdadeiramente nós e em casa. Nesta edição, descemos às profundezas de diversos universos underground, explorando tantos dos mundos alternativos, os que habitam em cada um de nós e nos movimentos anti-mainstream, e percebemos que a fronteira entre os dois pode ser uma linha muito ténue. E como a história nos tem vindo a provar, se os movimentos contracultura tendem a ser absorvidos pela cultura vigente ao ponto de se tornarem mainstream sabemos que é no submundo que germinam as sementes de qualquer mudança e do crescimento.

Se calarmos a verdade e a enterrarmos debaixo da terra, ela não fará mais do que crescer. E este é o poder de qualquer movimento underground, tão válido em cada um de nós como em qualquer sociedade.

Fotografia de Yis Kid.

Originalmente publicado na edição Underground da Vogue Portugal, de outubro 2021.
Todos os créditos na revista em print.
For the english version, click here

Artigos Relacionados

Editorial 1. 9. 2021

Editorial | New Beginnings: Setembro 2021

É precisa muita coragem para libertarmo-nos do que nos é familiar, e aparentemente seguro, para abraçar o novo. Mas não existe segurança real onde já não encontramos um significado ou um propósito.

Ler mais

Editorial 15. 7. 2021

Editorial | The Nonsense Issue: julho/agosto 2021

The Nonsense Issue é dedicado ao absurdo, à falta de bom senso (também conhecida por falta de noção), ao despropósito, e também à estupidez... Tudo embrulhado num imenso arco-íris nonsense que achámos fazer sentido durante a silly season, mais silly do que season, neste verão absurdo que vivemos.

Ler mais

Editorial 5. 6. 2021

Editorial | The Music Issue: junho 2021

A música não é apenas um dos fenómenos mais surpreendentes e misteriosos de todo o universo, ou do que dele conhecemos, tem também o poder de tocar todos os nossos recantos emocionais e físicos, porque, por natureza, está ligada aos fundamentos da existência humana.

Ler mais

Editorial 6. 5. 2021

Editorial | "Pink Mood": maio 2021

Na psicologia das cores, o rosa é sinal de esperança. É uma cor positiva que inspira sentimentos calorosos e ‚reconfortantes, uma sensação de que tudo ficará bem.

Ler mais

Editorial 7. 4. 2021

Editorial | "The forbidden issue", abril 2021

“A tarefa importante da literatura é libertar o homem, não censurá-lo, e é por isso que o puritanismo foi a força mais destrutiva e maligna que já oprimiu as pessoas e a literatura: criou hipocrisia, perversão, medos, esterilidade.” - Anaïs Nin

Ler mais

Editorial 4. 3. 2021

Editorial | "The Creativity Issue": março 2021

E foi assim que, pela primeiram vez, ouvi a história do Ovo de Colombo, que até aí não passava de uma expressão cujo significado desconhecia. Lucio Fontana, um dos precursores da arte conceptual, era o autor daquela obra, parte da série Concetto Spaziale (final dos anos 40) que, naquela tarde, me despertou – e, mais do que um ovo de Colombo, foi um ovo que se abriu na minha cabeça e me fez perceber que a criatividade (emoldurada ou não) está interligada à coragem.

Ler mais

Editorial 19. 1. 2021

Editorial | "The Mirror issue"

Um espelho não mente, apenas não mostra a verdade toda. Tal como a nossa consciência é uma espécie de espelho, da mesma forma a consciência que temos de nós próprios surge-nos simetricamente alterada, como uma imagem refletida.

Ler mais

Editorial 5. 12. 2020

Editorial dezembro 2020 | Love

O Amor - na sua beleza e brutalidade - pode desfazer-nos completamente. Mas essa mesma força tem, também, o poder de nos regenerar, de nos recriar, de nos refazer.

Ler mais

Editorial 5. 11. 2020

Editorial novembro 2020 | The Beauty of Imperfection

O truque principal para cometer bons erros é não os esconder - especialmente de nós mesmos, defendia Dostoiévski.

Ler mais

Editorial 9. 10. 2020

Editorial outubro 2020 | "Into the blue"

Talvez a atração pelo azul, a cor preferida por quase metade da população mundial, nasça do fascínio pelo mistério, pela impossibilidade de possuirmos verdadeiramente o azul, da inevitabilidade de termos de o seguir até onde ele nos leva, do desejo profundo de mergulharmos num azul sem fim que, num extremo oposto, emana a calma que todos buscamos.

Ler mais