Artigo Anterior

Passo a passo: maquilhagem que dura a noite toda

Próximo Artigo

Cinco looks de Beleza para recriar na passagem de ano

Tendências 26. 12. 2018

Wellness: 7 tendências para 2019

by Emma Strenner

 

2018 tem sido um ano de #selfcare - a hashtag já acumula mais de 10 milhões de posts no Instagram - e para 2019 parece que este mindset holístico vai continuar a evoluir. Por isso, com o bem-estar em mente, a Vogue traz as melhores tendências de wellness do novo ano, para inspirar as suas resoluções. 

1. "A manhã seguinte" por intravenosa

A ideia de curar uma ressaca através de uma agulha e tubo não é nova: a transfusão de vitaminas - compostas por um cocktail de nutrientes que melhoram o sistema imunitário e incrementam os níveis de energia - prometem ser a mais recente forma de recarregar o corpo. O novaiorquino dr. Frank Lipman, especialista em medicina integrativa e funcional e criador do famoso programa de detox preferido das celebridades, Cleanse, tem usado estes tratamentos por intravenosa há mais de 20 anos. Agora, outros nomes médicos e da cosmética estão a seguir-lhe o exemplo.

Em Londres, o Plastic Surgery Group da Harley Street disponibiliza uma seleção de transfusões que são administradas ao longo de 90 minutos, com banda sonora e bebidas à sua escolha. Ainda em Londres, a Elixir Clinic lançou este mês o The Ned, onde consegue uma Vita Drip (intravenosa vitaminada), uma infusão de vitaminas, minerais e aminoácidos cujo propósito é corrigir tudo, da hidratação ao jet lag, stress e envelhecimento da pele. Em Santa Monica, Los Angeles, a Infuse Wellness tem transfusões desenhadas especificamente para enxaquecas e para pré e pós-operatório. Será esta ideia de fazer uma transfusão a nova "manicura com as amigas"?

2. Acalme os nervos com CBD

O CBD (canabidiol) está em expansão, tanto na cosmética, em fórmulas com óleo (The Body Shop, Perricone MD e Dr Bronner são apenas algumas) como em suplementos, bálsamos e óleos que se focam em acalmar a ansiedade e reduzir os níveis de stress e inflamação.

"É óbvio que o stress e a ansiedade proliferam na nossa cultura e são muitas vezes percursores de outras maleitas", diz Gabe Kennedy, fundador da norteamericana Plant People. "Estamos apenas a tocar na superfície do que a canábis, CBD e outros componentes na planta podem fazer pela saúde das pessoas e planeta. O CBD está a ser estudado para opções terapêuticas, para condições graves como ataques epilépticos, dor neuropática e diabetes. Ainda assim, em situações de recreação, as pessoas já encontram algum apoio na redução de stress, ansiedade, dor e inflamação, bem como na incrementação de foco, regulação de apetite e do metabolismo".

“Tem a ver com equilibrar, nivelar e suavizar as sensações no corpo.", diz Kennedy, em vez de deixar o utilizador com um efeito de 'pedrada', causada pelo componente psicoativo na canábis, THC, que foi removido destes novos produtos CBD.

Uma resolução para relaxar mais? Sim, por favor.

3. Wellness num sítio só

Eventos dedicados unicamente ao bem-estar começam a surgir um pouco por todo o globo, facilitando a logística do #selfcare ao colocar os especialistas todos num só local.

Em Nova Iorque, The Well é um clube de wellness reservado a membros que combina medicina ocidental com a medicina alternativa. O método de ter tudo debaixo do mesmo teto significa que oferecem desde acupuntura a consultas de nutrição e yoga. Em Londres, o Bhuti Studio em Richmond (para nomear apenas um do género na capital) oferece tratamentos holísticos, especialistas hormonais, yoga, pilates e até budha bowls, tudo num mesmo espaço. Apesar do estilo de vida citadino rápido, estamos a reconhecer que um exercício de cycling rápido já não vai ser suficiente. Os spots de wellness que vão além disso serão onde estaremos a recarregar baterias em 2019. 

4. Aumente o consumo de mesonutrientes

Os macro e micronutrientes têm feito parte do nosso vocabulário de saúde há já algum tempo, especialmente para quem costuma registar tudo o que come (usando apps como o MyFitnessPal). Os macros consistem nas gorduras, hidratos de carbono e proteínas que ingere e os micronutrientes dizem respeito aos minerais e vitaminas.

Os mesonutrientes são o nível seguinte. Estes nutrientes focam-se no que está "por dentro", ou seja, os ingredientes ativos e componentes na comida que têm benefícios diretos na saúde. Por exemplo, o super-componente do açafrão das Índias é a curcuma, aplaudida pelas suas propriedades anti-inflamatórias e anti-envelhecimento. Para que se possa extrair a dose ideal deste ingrediente ativo da raiz (400mg), teria de se adicionar 10 quilos da especiaria à comida. Por isso, além dos macro e micro-nutrientes, um bom conhecimento dos mesos permite-nos tomar suplementos à medida das nossas necessidades (em caso de dúvida, consulte um médico para analisar potenciais deficiências).

5. Personal Trainers de trazer por casa

O recurso à Inteligência Artificial dentro de casa é cada vez mais manifesto. Frigoríficos que recomendam dietas estão em desenvolvimento, com câmaras no interior para facilitar elaborar um plano de refeições e uma eventual funcionalidade que analisa hábitos alimentares, valores nutricionais e que até pode criar receitas. Um nutricionista caseiro, por assim dizer.

© Mirror

Uma empresa chamada Mirror desenvolveu um espelho com moldura em aço que faz o streaming de aulas de fitness que incluem gritos de incentivo feitos à medida e instruções motivacionais ao longo do treino. O fundador e CEO Brynn Putnam contou ao Business Insider que as "aulas em ginásio são ótimas para um exercício de alta-qualidade e performance, mas consomem muito tempo e orçamento. Estamos a criar uma experiência personalizada com os melhores treinadores e aulas um pouco por todo o mundo, para que todos possam desfrutar dos benefícios de um workout quando e onde quiserem."

Mobiliário de fitness multifuncional também está a ganhar cada vez mais espaço de mercado: The Habit - criado em Hong Kong, onde os espaços são muitas vezes limitados - desenha coffee tables e cadeiras com design e estilo que funcionam também como bancos de treino e pesos. 

© The Habit

6. Cura com cristais

Os cristais têm estado nas bocas do mundo este ano, como um elemento de espiritualidade que entrou na nossa abordagem ao wellness. E esta cura da alma está para continuar por 2019. A indústria de beleza está a abraçar a tendência, das massagens faciais a tratamentos holísticos e até no skincare - onde pedras semi-preciosas são misturadas em fórmulas para quilibrar energia e curar a pele de dentro para fora.

© Erva Moura em Ervamoura.pt

"Os cristais são um segredo de beleza antigo, usado na China e Egito ao longo de milhares de anos", explica Estelle Bigham, uma terapeuta de cristais holística no Bamford Hayburn Spa (e uma favorita de Charlotte Tilbury). "Tudo é feito de energia e os cristais contém uma energia de cura muito forte. Quando os produtos para a pele têm infusões de cristais, a magia pode literalmente acontecer!"

Então, como funciona esta magia? "A frequência de cristais como o quartzo rosa, ametista e malaquita muda a frequência de um creme ou óleo para criar algo que é muito alquimista. Os minerais de alta-frequência não só atuam ao nível dos sinais de envelhecimento, como a autoestima pode ser melhorada por esta rotina diária de beleza", diz Bingham.

Procure em marcas de beleza naturais como a Herbivore Botanicals e a Ila por produtos que misturam pedras preciosas para impulsionar a desintoxicação, a circulação e a recuperação.

7. Workouts sem stress

No mundo do exercício físico, os HIIT (high intensity interval training - treino de intervalo de alta intensidade) tem sido o mais popular, prometendo uma sessão de suor hardcore e queimando todas as calorias num intervalo de tempo largamente reduzido. Mas agora há uma abordagem menos agressiva a chegar. 

Ainda que o exercício seja conhecido por intensificar os níveis de seratonina e por libertar endorfina, também desencadeia picos de cortisol, a hormona do stress - especialmente durante os HIIT, que dá azo a uma reação. "Temos um melhor entendimento agora sobre como o stress crónico pode ter um impacto sério num indivíduo.", diz Lee Mullins, fundador do Workshop Gymnasium, um espaço de personal training feito à medida com localizações em Londres, Milão, Bali, Pequim e Xangai. Estamos a criar sessões de treino que são de intensidade alta do início ao fim. Usamos uma programação inteligente e ferramentas que são capazes de monitorizar se um indivíduo recuperou o suficiente para treinar". Mullins recomenda opções tecnológicas como o OmegaWave - usado em torno do tronco para monitorizar com precisão o estado fisiológico - e o anel Oura - usado no dedo para monitorizar o sono - como ferramentas de feedback que conseguem dados à medida para customizar o treino dependendo do estado físico de um indivíduo. 

O mantra de fitness deste ano? Ouça o seu corpo e exercite-se de acordo com ele. 

Artigos Relacionados

Tendências 18. 12. 2018

Best of | As 8 maiores tendências de Beleza de 2018

Das iniciativas sustentáveis a novas abordagens aos perfumes emblemáticos, últimas tecnologias para o rosto e suplementos e skincare mais poderosos que nunca, a Vogue seleciona os destaques de um ano que foi pródigo a mudar as regras da Beleza.

Ler mais

Curiosidades 17. 12. 2018

Best of: 2018 em imagens

Do mediatismo do Time's Up à saída emblemática de Jacob Zuma e uma decisão histórica para as mulheres da Arábia Saudita, a Vogue faz a retrospetiva das manchetes mais significativas dos últimos doze meses.

Ler mais

Curiosidades 14. 12. 2018

As 10 marcas de Moda mais pesquisadas no Google em 2018

Foi nesta quarta-feira, 12 de dezembro, que o motor de busca mais famoso do universo digital, leia-se Google, relevou quais foram as marcas mais pesquisadas em 2018.

Ler mais

Curiosidades 10. 12. 2018

Quizz: acha que sabe tudo o que aconteceu em 2018?

Com o fim do ano a aproximar-se, teste os seus conhecimentos com o quizz da Vogue sobre os highlights de 2018.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK