Opinião   Palavra da Vogue  

#VogueBookClub: Sonetos, de Florbela Espanca

22 Mar 2022
By Pedro Vasconcelos

Um livro de leitura obrigatória, os Sonetos são a derradeira coleção de poemas da poetisa, abordando todo o espectro da emoção humana.

Um livro de leitura obrigatória, os Sonetos são a derradeira coleção de poemas da poetisa, abordando todo o espectro da emoção humana.

"Sou talvez a visão que Alguém sonhou,Alguém que veio ao mundo pra me verE que nunca na vida me encontrou!"

Florbela Espanca é uma figura de tal magnitude na poesia portuguesa que se tornou um verdadeiro sinónimo da arte nacional. Os seus poemas criam um imaginário que, até à sua chegada ao panorama literário, não tinha precedente. Os seus versos, que abordam tópicos desde o amor ao desespero, da tristeza à euforia, encontram-se todos enraizados na capacidade extraordinária da poetisa de capturar todo o espectro da emoção humana. Os Sonetos são o livro mais emblemático do ícone da arte portuguesa, e ainda que seja uma compilação feita postumamente, é com certeza a melhor forma de iniciar uma relação com a poesia de Florbela Espanca.

O livro inclui a totalidade dos sonetos das obras Livro de Mágoas, Livro de Soror Saudade, Charneca em Flor e Reliquiæ. Desde Amar! até As minhas Ilusões, os poemas mais famosos da poetisa encontram-se reunidos nos Sonetos. Ainda que seja extremamente polivalente enquanto artista, é na sua poesia que Florbela Espanca mais brilha, abordando temas que, na sua maioria, circundam o tema do amor. Este conceito, nas mãos da poetisa, é explorado até ao seu expoente máximo. Amor romântico, amor próprio, amor pela própria vida, entre outros.

Os seus poemas são, para a época em que os escreveu, particularmente modernos, especialmente nos temas abordados, mas a sua estética é claramente influenciada pela poesia neorromântica, optando pela forma tradicional do soneto. O génio de Florbela Espanca possibilitou que trespassasse todos os impedimentos na sua frente, como o seu género, uma interdição colossal. Ainda que declaradamente feminina, a sua voz é universal, concedendo à poetisa o estatuto priveligiado que detém na arte portuguesa.

"As minhas ilusões, doce tesoiro,Também as vi levar em urna de oiro,No mar da Vida, assim… uma por uma…"

Pontuação:

O Vogue Book Club é uma rubrica semanal, neste espaço um membro da equipa Vogue Portugal propõe-se a refletir, ou apenas comentar, um livro - seja uma novidade literária ou um clássico arrebatador. Pode participar nesta discussão através da hashtag #VogueBookClub.

Pedro Vasconcelos By Pedro Vasconcelos

Relacionados


Notícias   Guestlist  

YSL Loveshine brilha na capital espanhola

19 Apr 2024

Estilo   Moda   Tendências  

Tendências do guarda-roupa das nossas mães e avós que regressam na primavera/verão de 2024

19 Apr 2024

Atualidade   Eventos   Notícias  

Tudo o que deve saber sobre a Met Gala de 2024: Tema, anfitriões e muito mais

18 Apr 2024

Atualidade   Estilo   Moda  

E o dress code da Met Gala de 2024 é...

18 Apr 2024