Artigo Anterior

O que lhe reservam os astros para a semana de 30 de agosto a 5 de setembro

Próximo Artigo

O que lhe reservam os astros para a semana de 6 a 12 de setembro

Palavra da Vogue 6. 9. 2022

#VogueBookClub: O Todo-Poderoso, de Irving Wallace

by Mariana Silva

 

Naquela que é uma crítica ao poder, torna-se quase irónico quanto poder este livro detém sobre nós.

Publicado originalmente em 1982, O Todo-Poderoso é uma das obras menos conhecidas da autoria de Irving Wallace, editada em português pela Livros do Brasil. Já são poucos os exemplares (principalmente na versão portuguesa) que se encontram à venda, porém, um deles chamou-me à atenção numa pequena feira do livro em segunda-mão. Não foi preciso mais do que ler a contracapa para ter vontade de o levar para casa. 

Se há algo de positivo em adquirir um livro sem pensar duas vezes, é o facto de serem poucas as expectativas que lhe estão associadas. Apreciei a escrita de Wallace logo desde as primeiras frases, por ser tanto acessível quanto misteriosa, e, sem dar por isso, já tinha devorado em escassas horas os primeiros capítulos. A história, por sua vez, também contribuiu para tal ocorrência. Passada num cenário jornalístico do século passado, a narrativa centra a procura por poder de um editor de jornal nova-iorquino, à medida que este encontra formas, digamos, inovadoras (embora muito pouco éticas) de o transformar no meio de comunicação mais vendido da cidade.

Para além de ser um percurso cativante, O Todo-Poderoso conta ainda com uma personagem feminina, Victoria Weston, retratada de forma invulgar para a época. Weston é uma jornalista ao serviço do célebre editor, apreciada pelo seu caráter destemido, pela sua inteligência e, acima de tudo, por ser a pessoa que leva o final do livro a bom porto. Foi refrescante encontrar uma personagem com a qual me podia identificar, reconhecendo nas suas aspirações a base para a minha própria motivação.

Ao fim e ao cabo, a obra de Irving Wallace é um romance de fácil leitura, apoiado numa narrativa que se sustenta em temáticas muitas vezes ignoradas pela população comum. Poucos serão os que a conseguem caracterizar como aborrecida, pois, pela minha experiência, o difícil é conseguir largar o livro.

Pontuação:

O Vogue Book Club é uma rubrica semanal. Neste espaço, um membro da equipa da Vogue Portugal propõe-se refletir, ou apenas comentar, um livro - seja uma novidade literária ou um clássico arrebatador. Pode participar nesta discussão através da hashtag #VogueBookClub.

Artigos Relacionados

Agenda 31. 8. 2022

Mercado P’LA ARTE está de volta a Marvila

Há pintores, escultores, ceramistas e muitos outros artesãos a expor os seus trabalhos no Prata Riverside Village.

Ler mais

Palavra da Vogue 23. 8. 2022

#VogueBookClub: Chama-me Pelo Teu Nome, de André Aciman

Abordamos um dos clássicos modernos, um dos mais famosos (e infames) livros do século XXI.

Ler mais

Tendências 24. 6. 2022

Onde está o queer nos contos de fadas?

Entre comunidades ímpares de anões e bruxas que se transformam em dragões, o mundo dos contos de fadas rege-se pela representação do imaginário comum. Mas, mesmo neste mundo, sente-se a ausência estridente de personagens e narrativas LGBTQ+, ainda completamente inexistentes nestas fábulas fantásticas.

Ler mais

Entrevistas 25. 5. 2022

"Life in Paris": um testemunho do quotidiano parisiense por Meyabe

"O detalhe é tudo. Às vezes, é na simplicidade que apreciamos uma imagem. A vida é simples no dia a dia e o meu papel é destacar esses detalhes. Vejo tudo o que fazemos como uma obra de arte", diz Meyabe, o nome por detrás das imagens que compõem este coffee table book já disponível.

Ler mais

Entrevistas 27. 4. 2022

Sónia Balacó: "O Poema Sou Eu"

Falar em Sónia Balacó é saber que a sua imagem vale mil palavras. Aquelas com as quais gosta de brincar para fazer valer o seu maior amor: a sua liberdade de expressão.

Ler mais