Artigo Anterior

Primeiras impressões: Creme e máscara de noite Slow Âge da Vichy

Próximo Artigo

A hora mais dourada de todas

Guestlist 4. 7. 2018

Uma flor no deserto

 

Entre o sonho distante do faroeste, o espírito aventureiro e a beleza rara e misteriosa, a palavra Arizona tornou-se mais do que um ponto num mapa e dá vida à primeira fragrância da dupla de designers Proenza Schouler.

"Reaproximarmo-nos das coisas que realmente importam parece algo tão extremamente pessoal como universal", confessam Jack McCollough e Lazaro Hernandez, a dupla responsável pela marca. "No mundo de hoje, esta sensação de nos querermos aproximar de algo mais real parece-nos o mais certo. A sensação do ar livre, da natureza inexplorada, de uma espécie de energia universal", concluem. 

A ideia oferece o mote perfeito para introduzir Arizona, a primeira aventura perfumada dos dois designers de Moda feminina. Do local idílico, que inspirou os mais diversos criativos ao longo de gerações, a dupla imprimiu a sensação de aventura, de paisagens expansivas, de liberdade selvagem e de natureza no seu estado mais puro, onde o Arizona é mais do que uma delineação num mapa - é um estado de espírito, um sonho de contrastes, uma ideia de experimentação e exploração sem fronteiras. Este mesmo ideal, que tem vindo a guiar as criações de Proenza Schouler ao longo dos anos, ficou refletido no perfume Arizona, uma linguagem olfativa contemporânea, que evoca uma sensação de familiaridade nunca antes sentida.

"Adoramos a ideia de quando fechas os olhos e pensas numa palavra, conseguires imaginar-te num lugar e conseguires sentir os aromas desse mesmo lugar", disse o duo sobre a criação olfativa. O aroma naturalmente floral e radiante, com uma assinatura solar e mineral, criada em conjunto com o savoir-faire dos perfumistas Carlos Benaim e Loc Dong, é um espelho disso mesmo. No coração da fragrância, o tracidional e cremoso acorde de lírio e o acorde de flor branca de cacto, um elemento nunca antes explorado na perfumaria, criam a união perfeita entre antigo e novo. Notas de absoluto de jasmim e absoluto de flor de laranjeira criam uma faceta luminosa, enquanto os almíscares e a madeira de caxemira oferecem um véu cremoso e amadeirado, num lugar onde mulher e fragrância se encontram. 

Inspirado nas ravinas e cumes que esculpem o horizonte do Deserto de Sonora, que durante milhões de anos foi definido pela natureza, o frasco de Arizona é o lugar comum entre as inspirações artísticas da dupla e o seu espírito criativo único, o ponto de encontro entre homem e natureza. Como uma obra de arte em vidro talhado, é um exemplo da combinação de contrastes, característica do trabalho da casa, que reflete uma assimetria disruptiva, com um toque moderno e orgânico.

Para a campanha, com fotografia e realização de Tyrone Lebon, a modelo Vittoria Ceretti personifica a mulher Proenza Schouler, com uma beleza e uma energia dinâmica que falam por si. "Queríamos que a campanha comunicasse a sensação algo psicadélica e desafiante que sentimos quando nos evadimos da nossa paisagem quotidiana, da agitação, como gostamos de dizer, para encontrar algo mais profundo, uma espécie de novo despertar espiritual e intelectual", contou a dupla. "A história tem lugar no Oeste Americano, mas na verdade poderia decorrer em qualquer lugar. O importante são os sentimentos e emoções evocados pela viagem", concluiram Jack e Lazaro. A experiência visual expressa uma viagem imaginada a um mundo algo desconhecido, onde a natureza, a luz do sol e as paisagens inexploradas se encontram com a mulher de hoje, no aqui e no agora. 

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK