Artigo Anterior

Os melhores coordenados animal print do cinema

Próximo Artigo

We need to talk about Tilda

Tendências 4. 10. 2018

Susan’s surrender

 

Não há como não ficar rendido aos encantos de uma das atrizes mais poderosas e sensuais da 7ª arte. Susan Sarandon enfeitiçou a indústria em Hollywood desde o primeiro dia. Sem ela, a história do cinema não se escreveria da mesma forma.

©D.R. | still de filmes

Há muito que nos deixámos cair na teia de Susan Sarandon, que nos apaixonámos pelas suas personagens, o seu estilo e personalidade irreverente. Com mais de quarenta anos de carreira, foi protagonista de um dos dramas mais rebeldes da história do cinema, Thelma & Louise, ao lado de Geena Davis. O guarda-roupa do filme, cool e descontraído, continua a ser uma referência na indústria da Moda - as calças de cintura subida 501 da Levi’s, as botas cowboy, os lenços na cabeça e as t-shirts vintage, tudo peças que fazem até hoje parte da nossa wishlist.

Mas foi em 1975, com o clássico The Rocky Horror Picture Show, que Susan alcançou o estrelato, com uma personagem que lhe permitiu mostrar o seu desmedido talento. No filme, deu vida a Janet, uma não-tão-inocente rapariga que se transforma numa ousada bailarina de cabaret. A partir daí, somou inúmeros sucessos cinematográficos, entre eles As Bruxas de Eastwick (1987), Lado a Lado (1998), Romance & Cigarros (2005), About Ray (2015) e, mais recentemente, The Death and Life of John F. Donovan (2018).

“Na minha indústria estás constantemente a desenvolver empatia e imaginação - assim que te conseguires pôr no lugar de outras mães, e das suas lutas, deixas de conseguir resistir ao ativismo. Eu quero deixar o mundo um bocadinho melhor, ou pelo menos saber que tentei. Tu crias a tua vida e paixão com a energia que deitas cá pra fora.”, confessou em entrevista à Vogue US a atriz que aos 72 anos de idade continua a fazer-nos sonhar com um futuro melhor. Mas, gora, fá-lo também através da sua conta pessoal no Instagram, um refúgio onde partilha com frequência, para além dos clássicos #tbt e selfies, textos de protesto em defesa da causas humanitárias ou contra o sistema - chegou inclusive a ser presa num protesto anti-Trump no início de 2018. 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Cannes 1978 #TBT

Uma publicação partilhada por Susan Sarandon (@susansarandon) a

Em homenagem ao legado de Susan Sarandon, reunimos os 40 filmes com a atriz que não deve deixar de ver.

Artigos Relacionados

Tendências 14. 11. 2018

Papéis trocados

E se lhe disséssemos que Leonardo DiCaprio podia não ter sido Jack no Titanic? Ou que Bella Swan, da saga Crepúsculo, podia ter sido Jennifer Lawrence e não Kristen Stewart?

Ler mais

Tendências 14. 6. 2018

Je suis Louis Garrel

Todos os dias são bons para celebrar o menino prodígio do cinema francês.

Ler mais

Tendências 8. 6. 2018

Dear Natalie

Elogiamos as performances de Natalie Portman no grande ecrã com 10 das suas personagens mais carismáticas e memoráveis.

Ler mais

Pessoas 17. 4. 2018

Mara, Rooney Mara

Estes são os 10 filmes com a atriz norte-americana que não deve (mesmo) deixar de ver.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK