Artigo Anterior

New kid on the block

Próximo Artigo

Tudo o que deve saber (e comprar) sobre o ano do Cão

Curiosidades 6. 2. 2018

Single and fabulous, exclamation point

by Rui Matos

 

Em 2018, o receio de não ter companhia para o tão badalado Dia de S. Valentim já não mora mais aqui. Aliás, não ter qualquer tipo de compromisso é a melhor opção. Não concorda? Espreite os 8 motivos pelos quais estar sozinha é a melhor solução.

Não se trata de renunciar ao amor ou de fechar o coração a sete chaves, como vulgarmente ouvimos. É apenas assumir que estar sozinha não é um calcanhar de Aquiles. É fácil, tranquilo e não envolve esforço nenhum.

Sex and the City é referência para vários acontecimentos, um deles o amor, ou melhor, a procura pelo amor. A guru? Carrie Bradshaw que demorou seis temporadas ( e um filme) até ficar para sempre com Mr. Big, o homem que lhe enche as medidas. Mas muito antes de isso acontecer, a eterna Bradshaw, que entre as várias crises existências, era uma mulher orgulhosamente solteira, a ela junta-se Samantha Jones uma relações públicas com alergia à monogamia. Estes dois exemplos podem parecer uma glamorização daquilo que na verdade é estar solteira, mas se pararmos para pensar não o é.

Estar solteira é o novo estar numa relação. Procuramos oito razões pelas quais este Valentine’s Day é melhor sozinha.

1. A carteira não sofre. Por muito mais que se diga que o amor não tem qualquer custo, no fundo toda a gente tem a noção que isso é mentira.

2. Stress free. O que fazer? Onde ir? O que jantar? O que vestir? O que comprar? Estas são perguntas com as quais não se precisa de preocupar.

3. Não partilhar chocolate ou qualquer comida. São um presente fácil e intemporal, mas a verdade é que com o chocolate foi amor à primeira dentada, depois de provar não se sabe como parar, por isso mesmo, o melhor é não partilhar.

4. Livre, leve e solta. Não que se deva precisar de um dia para fazer o que realmente nos apetecer, mas no Dia de S. Valentim as escolhas são mais alargadas quando se está sozinha.

5. Tempo livre. É preciso investir tempo numa relação, o que resulta, por vezes no anulamento do eu. Estar solteira é não ter horários ou qualquer tipo de compromisso com alguém.

6. O poder de escolha. Quantas vezes é que não vimos aquele filme porque cedemos?

7. Anti-Valentine’s Day. Pode ser a rainha deste dia sendo você mesma, sem qualquer tipo de etiqueta, solteira é coisa do passado.

8. Encontrar o amor. O amor está no ar, isso é irrefutável. A oportunidade de encontrar o amor é maior e estar sozinha é um plus, mesmo que não esteja nos seus planos.

Artigos Relacionados

Roteiro 5. 2. 2018

Fugas românticas

Seja na cidade, no campo, num restaurante ou num spa, o dia 14 de fevereiro é para ser celebrado a dois. A Vogue reuniu as melhores propostas e preparou um roteiro inteiramente dedicado ao Dia de S. Valentim.

Ler mais

Compras 5. 2. 2018

Be my Valentine

Uma seleção da lingerie mais atrevida para entrar no jogo de sedução já no próximo dia 14.

Ler mais

Roteiro 1. 2. 2018

10 comédias românticas para ver (sozinha ou acompanhada) no Dia de S. Valentim

Dizem estudos em matéria de amor que “um casal que ri junto, fica junto”. Passemos da teoria à prática.

Ler mais

Notícias 31. 1. 2018

Amar a dois

Para celebrar o dia de S. Valentim a Havaianas acaba de revelar 'Love Birds', uma nova coleção-cápsula que chega mesmo a tempo para o dia 14 de fevereiro.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK