Lifestyle   Roteiro  

10 comédias românticas para ver (sozinha ou acompanhada) no Dia de S. Valentim

01 Feb 2018
By Ana Carvas

Dizem estudos em matéria de amor que “um casal que ri junto, fica junto”. Passemos da teoria à prática.

Dizem estudos em matéria de amor que “um casal que ri junto, fica junto”. Passemos da teoria à prática.

Um estudo levado a cabo pela Universidade do Kansas, nos Estados Unidos da América, analisou a importância do humor nas relações. A conclusão pareceu-nos bastante óbvia, a começar pelo facto do sentido de humor ser o principal fator de atração no sexo oposto (ou no mesmo). Mas o mais interessante é que, é o humor partilhado o que tem mais influência na satisfação do casal.

Estudos postos de parte, estas são as 10 comédias românticas que prometem fortalecer relações no Dia dos Namorados. Ou então ultrapassar outras. Ou ainda, sonhar com a chegada de um príncipe encantado num cavalo branco.

 

Juno (2007)

Resumindo: aos 16 anos Juno descobre que está grávida. A partir daí a história desenrola-se em volta do seu primeiro amor, da gravidez adolescente e do longo processo até atingir a maturidade.

Amor, Estúpido e Louco (2011)

Com um elenco de luxo - leia-se Steve Carell, Julianne Moore, Ryan Gosling ou Emma Stone -, esta é uma comédia sobre seguir o coração. E isso aplica-se às relações falhadas, às paixões inesperadas ou a novos sentimentos que surgem pelo caminho. No fundo, é sobre o amor tal como ele é. 

10 Coisas Que Odeio em Ti (1999)

Enumerar 10 coisas que odeia na sua cara metade nunca foi tão devastador. Principalmente quando a razão é um coração partido. Inspirado no clássico The Taming of the Shrew de William Shakespeare, 10 Coisas Que Odeio em Ti é um filme divertido mas comovente.

(500) Dias com Summer (2009)

Para os pessimistas em matéria de amor, este é o filme. Para além de uma excelente banda sonora, como uma participação especial dos The Smiths, (500) Days of Summer é um carrossel de emoções do início ao fim. 

Amigos Coloridos (2011)

Sexo sem compromisso entre amigos. Seria capaz? Mila Kunis e Justin Timberlake provam que é (im)possível nesta comédia nova-iorquina.

O Fabuloso Destino de Amélie (2001)

Amélie Poulain é uma miúda peculiar, empregada num café em Montmartre, Paris. O seu destino é, como o título do filme indica, fabuloso, assim como o seu universo único e envolvente. Este é daqueles filmes que nos enche a alma, que nos faz acreditar no amor e na possibilidade de um mundo melhor.

Notting Hill (1999)

Portobello Road, em Londres, é o cenário de uma das comédias românticas mais comoventes da história do cinema. Protagonizado por Julia Roberts e Hugh Grant, a rainha e o rei deste género de rom-com, o filme conta a paixão vivida entre uma estrela de cinema e o funcionário de uma livraria (que fechou portas em outubro e 2011).

Obvious Child (2014)

O aborto está na ordem do dia nesta comédia romântica. Assim como a intimidade que é exposta sem pudor nem tabus num filme que espelha na perfeição o comportamento da geração Y.

O Diário de Bridget Jones (2001)

Ser solteira aos 32 anos não deveria ser um problema. Mas para Bridget Jones é. No início de um novo ano, a personagem principal deste romance decide fazer uma lista com resoluções. É aí que começa a aventura, entre amores e desamores, desilusões e surpresas (e camisolas de Natal), Bridget persegue o sonho de encontrar o homem da sua vida.

Amor de Improviso (2017)

Baseado na história verídica de Kumail Nanjiani, o comediante e protagonista do filme, e a mulher, interpretada por Zoe Kazan, o filme revela as intempéries de um romance entre um emigrante paquistanês e uma estudante norte-americana. Sexo sem compromisso

 

Ana Carvas By Ana Carvas

Relacionados


Moda   Coleções  

MFW outono/inverno 2024 | Na Semana de Moda de Milão, o jogo de cadeiras não pára

29 Feb 2024

Tendências  

Nailed it

29 Feb 2024

Moda   Eventos  

PFW Backstage | Cecille Bahnsen

29 Feb 2024

Lifestyle  

Hermès: reabertura da icónica loja em Lisboa

28 Feb 2024