Artigo Anterior

English Version | Lado B: Body I made mine

Tendências 13. 10. 2021

Less is more: conheça as rotinas de Beleza mais minimalistas

by Mariana Silva

 

O minimalismo na Beleza é uma tendência que não para de crescer. Mas serão todas estas rotinas verdadeiramente benéficas para o nosso corpo? 

© Getty Images 

Talvez a expressão “menos é mais” tenha vindo a ser demasiado utilizada nos últimos tempos - e sim, já estamos todos fartos de a ouvir -, mas será difícil não achar que o minimalismo veio para ficar. Da organização da casa ao conteúdo do guarda-roupa, passando, claro, pelas rotinas de Beleza, há quem jure pelos benefícios que advêm de manter uma vida mais minimalista. 

Foi por isso que a Vogue foi conhecer algumas das rotinas que carecem de pouco… poucos produtos, pouco dinheiro, pouco esforço. Parece sedutor, mas falta saber se trará efetivamente resultados. 

Rotina de banho

Comecemos pela base, o princípio de qualquer rotina: lavar. Existem diversas formas como podemos tornar o nosso ritual de banho num processo mais simplificado, mas a ideia cairá sempre num destes dois pontos… Ou se usam menos produtos, ou se tomam menos banhos.

Opção 1: Utilizar menos produtos

Na essência, não precisamos de muito para obter uma lavagem completa. Por exemplo, os defensores do zero waste tendem a utilizar apenas dois produtos em formato sólido: um para lavar o corpo e outro para lavar o cabelo. Para as características capilares que não dispensam a utilização de um condicionador, pode-se recorrer às ofertas 2 em 1 que existem no mercado. 

Se, por um lado, o nosso corpo não necessita de muito mais numa rotina de banho (a não ser o hidratante que lhe sucede), por outro, o cabelo já se revela mais complexo, precisando de ser abordado numa rotina separada. 

Opção 2: Tomar menos banhos

Vamos tirar já esta pergunta da frente: sim, tomar menos banhos é uma tendência e, sim, foram as celebridades de Hollywood que a começaram. 

Embora seja um assunto que já tem vindo a ser falado esporadicamente, o espaço para debate foi aberto quando Mila Kunis e Ashton Kutcher afirmaram num podcast que não lavavam os seus filhos com regularidade, apenas quando a sujidade era “visível”. A partir desse momento, vieram ao de cima os momentos em que Brad Pitt afirmou por vezes substituir os seus banhos por toalhitas, ou quando Jake Gyllenhaal se mostrou defensor de que uma lavagem menos regular traria benefícios à pele, terminando com a declaração de Charlize Theron de que conseguiria passar uma semana sem tomar banho. Estes são apenas alguns exemplos, pois a lista podia continuar por muitas linhas. 

A verdade é que há uma grande parte da população que toma mais banhos do que aqueles que necessita, até porque, além da lavagem, encontramos outros propósitos neste ritual: acalmar no final de um longo dia ou, pelo contrário, acordar logo pela manhã. Mas também estamos conscientes dos gastos, nomeadamente de água, que estão associados a esta nossa rotina diária. Por isso, o que se recomendará será sempre um meio termo: dependendo das nossas atividades diárias, não é essencial tomar banho todos os dias, mas talvez somente uma vez por semana também não seja suficiente.

Rotina de cabelo

Prometemos uma abordagem in-depth das rotinas minimalistas de cabelo e aqui está ela. Usar menos produtos ou não usar produtos de todo? É essa a discussão.

Opção 1: A rotina de três passos

Champô, condicionador e um produto extra que auxilie no styling do cabelo (caso seja necessário). Com uma simples rotina de três passos - em que um até é opcional -, cumprem-se as exigências da maioria dos cabelos.

Nos casos em que os fios capilares estão mais danificados, aconselha-se a utilização de uma máscara ou um condicionador de efeito mais profundo. Tirando isso, restam os óleos, sendo muitas vezes evitados pelos profissionais defensores do minimalismo. No fundo, a utilização de óleos acaba por ser contraproducente nesta rotina, já que estes impedem a entrada de água, fazendo com que seja mais difícil que uma simples lavagem seja capaz de manter o cabelo hidratado. 

Opção 2: A rotina da água

Pensamos que o nome seja self-explanatory, até porque não há muito mais a dizer. Esqueçam os champôs, os condicionadores, as máscaras ou os óleos - aqui, usa-se água e apenas água para lavar e hidratar o cabelo. Embora seja uma rotina com cada vez mais adeptos, ainda não existe nenhuma evidência científica que explique os seus benefícios (ou malefícios). Por isso, até lá, resume-se a ver o que funcionará melhor para cada caso. 

 

Rotina de skincare

Entrar no mundo das rotinas de skincare minimalistas é quase como participar numa competição, em que o desafio consiste sempre em descobrir qual o próximo passo a retirar. Torna-se viciante tentar conseguir os mesmos resultados com cada vez menos produtos. Mas quando é que menos deixa de ser mais? (Spoiler alert: na opção 3.) 

Opção 1: A rotina dos cinco passos

Começando pela versão menos desafiante de uma skincare minimalista, resumimos esta rotina a cinco passos: limpar a pele, usar um tónico para ajudar a fechar os poros após a limpeza, passar um sérum adequado às necessidades do nosso rosto, hidratar e terminar com um protetor solar. Ainda assim, há que procure uma versão ainda mais compacta desta rotina. 

Opção 2: A rotina dos três passos

Optando por utilizar apenas três passos, o cuidado da pele passa a estar centrado na limpeza, na exfoliação e, por fim, na hidratação. É importante esclarecer que, mesmo para quem não usa maquilhagem diariamente, continua a ser crucial limpar e exfoliar a pele, pois esta está em permanente contacto com agressores externos, como a poluição ou pequenas poeiras. 

Apesar de não estar contemplado nesta rotina, relembramos a importância da utilização de protetor solar como um dos maiores agentes de prevenção do envelhecimento da pele. Caso não o considere parte da rotina de skincare, insira-o junto dos seus passos de maquilhagem para que nunca falhe na sua utilização.  

Opção 3: A rotina dos dois passos

É cada vez mais comum a utilização de apenas dois componentes no cuidado da pele entre os mais radicais do movimento minimalista. Fala-se do sabão azul e água. Será suficiente? Não, muito pelo contrário, até pode ser prejudicial. Numa entrevista ao Insider, a dermatologista Rachel Nazarian afirmou que a utilização de sabão regular pode “perturbar o pH da pele e danificar a barreira cutânea”. Dessa forma, por muito tentador que seja continuar a cortar passos da rotina diária, atingimos o ponto em que menos não é mesmo nada mais. 

 

Artigos Relacionados

Tendências 4. 10. 2021

7 dicas dos profissionais para um cabelo saudável este outono

De máscaras hidratantes aos mais eficazes tratamentos capilares, siga estes passos para ter um cabelo saudável.

Ler mais

Tendências 1. 10. 2021

Será que precisamos mesmo de um frigorífico para a nossa skincare?

Ter um frigorífico de skincare é uma tendência que não mostra sinais de abrandar, mas será que vale a pena? A Vogue investigou este aparelho para descobrir se merece o nosso investimento.

Ler mais

Tendências 11. 5. 2021

Estará o minimalismo com os dias contados?

Marie Kondo, a defensora da simplicidade e arrumação veio revolucionar a forma como olhamos para os nossos objetos. Por outro lado, os entusiastas do maximalismo defendem exatamente o oposto.

Ler mais

Tendências 5. 8. 2020

O que é o skin fasting?

Double cleansing, essências, tónicos, séruns, cremes hidratantes, óleos, gua shas e jade rollers. Estará o nosso amor pela beleza a fazer-nos chegar ao limite – e poderá o skin fasting ser a resposta para toda esse frenesim?

Ler mais