Moda   Notícias  

Pasha, ou o revival dos anos 80 - no pulso

04 Sep 2020
By Rui Matos

Shoulder pads, brilhos incandescentes, cores garridas. Os anos 80 foram tão prolíferos para a indústria da Moda que esta década depressa se tornou num ícone. Assim como o relógio Pasha da Cartier que assim, que foi lançado se transformou numa powerhouse da marca francesa.

Shoulder pads, brilhos incandescentes, cores garridas. Os anos 80 foram tão prolíferos para a indústria da Moda que esta década depressa se tornou num ícone. Assim como o relógio Pasha da Cartier que assim, que foi lançado se transformou numa powerhouse da marca francesa.

“Sou um maníaco depressivo de 18 quilates,” disse Frank Sinatra à Playboy. Esta frase ficou rapidamente associada ao génio musical, mas o que poucos sabem é que os 18 quilates a que Sinatra se referia era à sua obsessão pelos relógios da Cartier, em concreto o modelo Pasha. Mas por muito incompreendido que o cantor fosse, conseguimos perceber a sua obsessão pelas obras primas das Cartier, pioneira quando o assunto é criatividade.

Foi ema 1985 que o relógio Pasha foi apresentado pela primeira vez: um relógio sofisticado, redondo e com um mostrador de 45 mm, ao contrário da maioria dos relógios da época, que eram mais pequenos e quadrados. Fun fact: apesar de inicialmente ter sido pensado para o público masculino, foi a pouco e pouco ganhando a categoria de genderless, pela grande procura que o género feminino demonstrou por este tipo de design. Este era (e ainda é), sem dúvida, um relógio que transmitia a ideia de êxito.

Três décadas depois, a Casa francesa reintroduz este modelo no mercado, com tudo aquilo que ele representa. Neste comeback, que já nos deixou rendidos, a Cartier conta com a ajuda de cinco nomes que incorporam todos os ideias que este relógio representa para a marca - e para o mundo. Rami Malek, Willow Smith, Troye Sivan, Maisie Williams e Jackson Wang são os protagonistas de uma campanha minimalista que dá as boas-vindas à relojoaria dos anos 80. “A difusão desta campanha permite-nos partilhar os nosso valores de universalidade e abertura. A contribuição dos novos embaixadores Pasha é uma forma da Maison celebrar o diálogo criativo que nasceu há mais de 170 anos”, confessou Arnaud Carrez, o diretor de marketing e comunicação da Cartier à revista Wonderland. 

À semelhança daquilo que aconteceu no ano de lançamento do relógio, temos a certeza que o Pasha vai conquistar as figuras mais influentes, e interessantes, desta nova década.

Cartier [Lisboa]Av. da Liberdade 240 A,1250-148 LisboaT. 213 302 420

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Lifestyle  

Hermès: reabertura da icónica loja em Lisboa

28 Feb 2024

Moda   Compras   Tendências  

Trend Alert | Midriff

28 Feb 2024

Entrevistas   Pessoas  

Chemena Kamali fala sobre a Chloé: Karl, liberdade, Phoebe, empatia e o apelo duradouro dos anos 70

28 Feb 2024

Palavra da Vogue  

O que lhe reservam os astros para a semana de 27 a 4 de março

27 Feb 2024