Vogue TV   Vídeos  

O manifesto de Johnny Hooker

13 Sep 2018
By Mónica Bozinoski

Faz parte de uma nova geração de artistas que tem em comum o sangue brasileiro, a mensagem política de igualdade e o desejo manifesto por um mundo mais inclusivo. A Vogue Portugal sentou-se com o músico Johnny Hooker para uma conversa de tocar o coração.

Faz parte de uma nova geração de artistas que tem em comum o sangue brasileiro, a mensagem política de igualdade e o desejo manifesto por um mundo mais inclusivo. A propósito dos seus concertos de estreia em território nacional, no passado fim de semana, a Vogue Portugal sentou-se com o músico Johnny Hooker para uma conversa de tocar o coração.

Johnny Hooker © Fotografia de Manuel Manso

Não é todos os dias que a vida nos presenteia com um feliz acaso como Johnny Hooker. Uma pequena investigação no Google bastou para perceber que iríamos estar perante um dos talentos mais relevantes da sua geração e do panorama musical brasileiro. A voz é forte, mas ecoa com uma delicadeza sublime pelas quatro paredes do estúdio do fotógrafo Manuel Manso. O pulso é firme, mas envolve com o mesmo calor do abraço de um amigo de infância. O sorriso é de orelha a orelha, mas não esconde a luta de um artista que reflete, com a alma e o coração nas mãos para toda a gente ver, a expressão máxima de dar o corpo ao manifesto. 

"Uma vez, Jorge Mautner me falou que a música sempre foi a maior arma de resistência do Brasil, do maracatu ao samba, e isso é muito verdadeiro", conta Johnny Hooker. "É uma cultura que resiste, através da arte, através da música. Fico muito feliz por estar a vir com esta geração de artistas - de mulheres, de negros, de LGBT -, que trazem estas questões para a música". 

Natural de Recife, John Donovan cresceu com uma mãe "que rapava o cabelo, que era punk do ABC Paulista nos anos 80, que usava couro e pintava o cabelo, metade de uma cor, metade de outra", rodeado por referências de provocação e androgenia, de Madonna a Caetano Veloso, sem nunca esquecer o eterno David Bowie, uma paixão que herdou da mãe e que inspirou a sua personagem em palco. 

Mónica Bozinoski By Mónica Bozinoski

Relacionados


Atualidade  

Morreu Claude Montana, icónico designer dos anos 80

23 Feb 2024

Curiosidades   Atualidade  

Cisnes entre patos

23 Feb 2024

Moda   Street Style  

LFW | Models Off-Duty

23 Feb 2024

Beleza  

LFW outono/inverno 2024 | A beleza nos backstages

22 Feb 2024