Lifestyle   Roteiro  

Nas bancas: Vogue outubro 2018

18 Oct 2018
By Vogue Portugal

Se uma imagem vale mais que mil palavras, quanto valerá uma frase por si só? Estas são 15 e são da edição de outubro. Mas há mais que mil dentro da cartola da Vogue.

Se uma imagem vale mais que mil palavras, quanto valerá uma frase por si só? Estas são 15 e são da edição de outubro. Mas há mais que mil dentro da cartola da Vogue.

“Quem precisa de superpoderes quando pode ter um par de sapatos?” - a história dos sapatos dos contos de fadas é uma história por si só (página 52). 

“No fim do dia, resta-nos o vestido. A Moda foi a única arte que se preocupou em tonar as fábulas realidade.” - uma ode ao guarda-roupa das princesas, para ler hoje até à meia-noite na página 56.

“Dinheiro, inveja, poder. Perante um cenário de stress social, eis como os nossos antepassados se superavam: dando uma festa para acabar com todas as festas.” - tudo sobre os bailes de máscaras, desmascarado na página 60. 

“Não precisamos de bola de cristal nenhuma para saber que um acessório com formas infinitas, que por dentro nos leva a vida e por fora diz quem somos, só podia ser mágico.” - as carteiras sempre carregaram um pouco de magia, certo? Quem acenou pode ler sobre isso na página 70.

“Numa época em que os conselhos de Susan Miller ainda não tinham chegado a Washington, as aventuras astrológicas de Donald Reagan transformaram-se num alvo de chacota nacional.” - esta e outras histórias repletas de superstições, para ler depois de bater três vezes na madeira na página 84. 

“Acho que esta é uma história sobre punk com a qual podemos todos aprender. Podemos ser todos um bocadinho mais punk.” - palavras de Lorna Tucker, realizadora de Westwood: Punk, Icon, Activist, numa entrevista na página 118.

“Não é à toa que lhes chamamos histórias para adormecer: sem sequer nos apercebermos, a cama foi-se tornando uma das grandes protagonistas das fábulas de encantar.” - deixe-se embalar nesta história até sentir os olhos a ficar pesados (página 126). 

“A primeira coisa a fazer em São Miguel é ignorar as previsões meteorológicas do smartphone.” - a segunda é ler este roteiro. (Página 148)

“Já tentou descrever um perfume sem recorrer a momentos de rotina do dia a dia, lugares comuns da sua vida ou episódios marcantes?” - nós também não. O poder olfativo também se lê na página 172. 

“A nossa pele está constantemente a mudar e é imperfeita por natureza.” - conselhos de Barbara Sturm, Joanna Czech e Joelle Ciocco, mágicas da pele, para ler na página 176.

 

“A História e Hollywood ensinaram-nos: quer seja vibrante, discreto ou algures no meio, o ruivo é sempre mais do que uma cor de cabelo.” - por outras palavras, é um lifestyle (página 192). 

“O amor é de quem o sente. Mas o que é que sente quem sente o amor? E o que é que biologicamente o faz sentir o que sente quando sente o amor?” - What is love? A melhor tentativa de resposta está na página 236.

“Até onde pode ir a obsessão de um designer inconformado, ultratalentoso e melancólico?” - nesta edição fizemos todas as perguntas. Esta está respondida na página 272. 

“O lado mais belo da magia é poder fazer, por instantes, acontecer o impossível.” - Job description: mágico. A entrevista com Luís de Matos, para ler - abracadabra - na página 292.

“Ser cético é perceber que o mundo é bastante mais complexo, intrigante e maravilhoso.” - dizem os céticos. E nós demos-lhes a palavra. Bom, mais ou menos. (página 382).

Vogue Portugal By Vogue Portugal

Relacionados


Lifestyle   Tendências  

Onde está o queer nos contos de fadas?

22 Jun 2024

Moda  

Open Call | Hide and Seek

21 Jun 2024

Atualidade   Curiosidades  

Junho, o mês do orgulho

21 Jun 2024

Moda   Compras   Tendências  

Trend Alert | Deep V

20 Jun 2024