Artigo Anterior

The Fashion Awards 2021: os 26 melhores looks da passadeira vermelha

Eventos 9. 12. 2021

A toast with Moët & Chandon: uma celebração efervescente e solidária

by Rui Matos

 

Madrid, por si só, tem os seus encantos, mas quando a uma cidade destas se junta uma celebração com selo Moët & Chandon, o resultado só pode ser uma noite memorável. 

Quando o assunto é celebração, é ao champagne que recorremos. É a bebida que acompanha as conquistas, os nascimentos, as passagens de ano, as festas de Natal e tantos, tantos outros momentos especiais da vida. Agora que grande parte do mundo se começa a reunir à mesa para celebrar as festividades, a Moët & Chandon leva o seu lendário savoir-fête às principais cidades do mundo. Madrid foi uma das cidades contempladas para acolher esta celebração efervescente. "A efervescência da Moët & Chandon é o símbolo que escolhemos para celebrar as férias de Natal, um ingrediente especial dos nossos champagnes que tornam inesquecíveis os momentos de diversão com a nossa família", diz Benoît Gouez, Chef de Cave da Maison. 

Rumamos a Madrid para celebrar os mais de 270 anos da Moët & Chandon. Foi no epicentro da capital espanhola que nos instalamos, o recém-renovado Hotel Mandarin Oriental Ritz acolheu-nos como se fosse uma casa longe de casa. No epicentro da capital espanhola, com uma arquitetura sóbria e imponente ao mesmo tempo, esta que é a maior casa de ópera de Madrid, abriu as suas portas para nomes como Rossy de Palma, Mélanie Laurent, Natasha Poly, Álvaro Morte, Jon Kortajarena, Raquel Strada e Maria João Bastos para que juntos erguessem as taças de champagne e brindássemos à vida, à celebração, à festa. Foi no palco, sim no palco deste espaço emblemático, que a comitiva Moët & Chandon se sentou para um jantar divinal, preparado por Mauro Colagreco, que conta com três Estrelas Michelin. Colagreco é um dos chefs com maior consciência ambiental e social.  O seu restaurante Mirazur, considerado o melhor do mundo em 2019 pelos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, foi o primeiro a dispensar completamente o plástico. Mauro está convencido de que há uma solução no sistema alimentar para pensar na gastronomia sustentável seguindo os ciclos da natureza e voltando às nossas raízes.

Mas não só de boa comida e bom champagne se fez esta noite, o brinde por uma causa foi feito à preservação da biodiversidade. A Moët & Chandon convidou os participantes a brindarem na sua iniciativa de caridade Toast for a Cause.  Este brinde solidário começou em 2009 com o objetivo de dar apoio e visibilidade a várias causas. Este ano, o brinde antecede uma doação à ONG ambiental Greenpeace, dedicada à preservação da biodiversidade, demonstrando o compromisso da Maison em proteger os ecossistemas da região de Champagne. Com o intuito de apoiar o mundo das artes e da cultura, a Moët & Chandon e o Teatro Real uniram esforços. Para dar início a esta colaboração, ambos revelaram em conjunto uma iluminação de Natal especialmente concebida para a ocasião. Através de um sistema de projeções, a efervescência da Moët & Chandon chegou à Praça da Ópera, onde iluminou a fachada do Teatro Real.