Moda   Notícias  

Como o metaverse está a influenciar as Semanas de Moda

02 Mar 2022
By Mariana Silva

Cada vez mais próxima do digital, a indústria da Moda parece estar prestes a passar para um novo patamar.

Cada vez mais próxima do digital, a indústria da Moda parece estar prestes a passar para um novo patamar.

Cortesia de Jonathan Simkhai
Cortesia de Jonathan Simkhai

Na Semana de Moda de Nova Iorque, que se deu por volta de meados de fevereiro, houve quem levasse a passerelle para uma nova dimensão. Não deverá ser novidade para ninguém se dissermos que a tecnologia tem em muito impactado a indústria da Moda de uma forma geral e, em particular, as apresentações preparadas pelas marcas. Mas tais inovações estão prestes a chegar a um novo patamar, com a introdução do metaverse. 

A forma mais simples de definir o metaverse passará por imaginar todos os aspetos da nossa vida atual e transportá-los para um panorama completamente digital. Da habitação em que vivemos à profissão que exercemos, passando pelas relações sociais e amorosas, animais de estimação ou atividades culturais que mantemos, tudo isto poderá, num futuro próximo, ser experienciado no nosso computador, através de uma simples ligação à Internet. 

Embora o metaverse ainda não faça parte da realidade do cidadão comum, já existem plataformas que permitem aceder àquilo que é também chamado de Web 3.0. Entre essas, destacam-se a Decentraland ou a The Sandbox, onde grandes empresas de tecnologia - e não só - têm vindo a testar diversos aspetos desta transição digital. E a Moda não quer ficar atrás.

Por isso, quando dizemos que a passerelle foi levada para uma nova dimensão, falamos de uma forma bastante literal, e colocamos Jonathan Simkhai ao leme da mudança. No seio da New York Fashion Week, o designer norte-americano apresentou a sua coleção de outono/inverno de 2022 na plataforma virtual Second Life. Este jogo de entretenimento, cujo propósito passa por, tal como o nome indica, providenciar uma segunda vida virtual aos seus utilizadores, foi lançado em 2003, mas é uma das coisas mais próximas que hoje temos do metaverse. 

Jonathan Simkhai criou, nesta plataforma, uma passerelle totalmente virtual, onde desfilaram avatares envergando as peças digitais criadas pelo designer. A par com esta coleção virtual, foi produzida uma versão física dos coordenados apresentados, que deverão estar disponíveis nos próximos meses. 

Porém, Simkhai não foi o único que escolheu apostar no digital com o seu desfile. Durante a Semana de Moda de Londres, Roksanda deixou o seu look final ser exibido numa dimensão virtual, fruto de uma parceria com a Clearpay. A colaboração entre as duas empresas tinha como objetivo “trazer a digitalização, a acessibilidade e a inovação para todos os amantes de Moda”, e deu origem a um NFT que se encontra disponível no site da marca.

Também em Portugal já se começam a ver vestígios desta aproximação ao digital. A ModaLisboa, que terá lugar entre os próximos dias 10 e 13 de março, recebeu como tema esta mesma fusão de realidades, ao intitular-se Metaphysical. 

Mariana Silva By Mariana Silva

Relacionados


Lifestyle  

Hermès: reabertura da icónica loja em Lisboa

28 Feb 2024

Moda   Compras   Tendências  

Trend Alert | Midriff

28 Feb 2024

Entrevistas   Pessoas  

Chemena Kamali fala sobre a Chloé: Karl, liberdade, Phoebe, empatia e o apelo duradouro dos anos 70

28 Feb 2024

Palavra da Vogue  

O que lhe reservam os astros para a semana de 27 a 4 de março

27 Feb 2024