Moda   Notícias  

London Fashion Week: as marcas com um futuro promissor

22 Sep 2021
By Mariana Silva

Dos nomes que precisam de ser relembrados aos designers que se mostram pela primeira vez, estas são as marcas da Semana de Moda de Londres que prometem revelar um futuro promissor.

Dos nomes que precisam de ser relembrados aos designers que se mostram pela primeira vez, estas são as marcas da Semana de Moda de Londres que prometem revelar um futuro promissor. 

Bora Aksu © ImaxTree
Bora Aksu © ImaxTree

De Copenhaga a Nova Iorque, chegamos agora a Londres, onde, nos últimos dias, os olhos estiveram postos nas passerelles - físicas ou virtuais - que invadiram a capital britânica. Por lá desfilaram os nomes da casa, mas a Semana de Moda de Londres será sempre um espaço para descobrir novos talentos. 

Supriya Lele

Este é o terceiro ano consecutivo em que a designer indiana Supriya Lele traz a sua marca homónima até às passerelles londrinas, agora com uma coleção que apela ao lado mais ousado da sensualidade feminina. Assimetrias, transparências, cut-outs, peças do interior que veem agora a luz do dia em coordenados que nos fazem suspirar pelo regresso da normalidade de uma boa noite de verão. Lele inclui ainda diversas técnicas artesanais indianas nos seus coordenados, colocando um pouco da sua herança cultural nas ruas de Londres. 

 

Yuhan Wang

As propostas de primavera/verão 2022 de Yuhan Wang contam uma história semelhante à que tem invadido as manchetes britânicas. Esta coleção é o sinal de protesto da designer chinesa perante o assassinato de Sarah Everard, que junta o seu exército de modelos para uma luta contra a violência de género. Todavia, esta é uma luta que homenageia a força no seu lado mais feminino, com vestidos fluídos e padrões florais, com tons de primavera e pormenores em renda. Yuhan Wang está presente na London Fashion Week desde 2020 e a sua consistência e estilo distinto têm mostrado como a designer poderá ser uma das grandes promessas da Semana de Moda britânica. 

 

Matty Bovan 

Manipulação de materiais, explosão de cores, silhuetas arrojadas, desfiles psicadélicos. Na verdade, palavras não são suficientes para descrever o trabalho de Matty Bovan, que tem vindo a mostrar o seu talento nas passerelles nos últimos anos. Existem designers para os quais a pandemia parece ter funcionado como um gatilho de criatividade, e tal parece aplicar-se ao caso de Bovan que, desde o desfile de primavera/verão 2021, deixou de lado o DIY para criar verdadeiras obras de arte. 

 

Edward Crutchley 

Edward Crutchley é um designer britânico com um currículo de destaque já antes de sequer ter iniciado a sua marca. Após trabalhar em marcas de renome como Dior e Louis Vuitton, Crutchley dedicou-se à criação da sua própria coleção de menswear em 2015, mas o seu nome só começou a brilhar no calendário oficial da London Fashion Week há poucos anos. Para a primavera/verão de 2022, a marca retira inspiração da tendência de regencycore, apresentando vestidos sumptuosos e padrões que combina a sobriedade do preto com a elegância do dourado.

 

Bora Aksu 

Bora Aksu iniciou a sua marca em 2002, ao terminar os seus estudos na aclamada Central Saint Martins, tendo mostrado desde o início um futuro promissor, já que Domenico Dolce e Stefano Gabbana adquiriram peças da sua coleção de final de curso, tendo-as apelidado de “peças inspiracionais”. E Aksu é, na verdade, um nome já recorrente na Semana da Moda de Londres, mas este parece ter reiventando o seu rumo com as coleções do pós-pandemia. Para a primavera de 2022, houve espaço para peças femininas, com tons vibrantes e detalhes que retratam o lado mais inocente da juventude. 

 

Nensi Dojaka

Já sabíamos que Nensi Dojaka seria uma das promessas da London Fashion Week desde que a designer albanesa se revelou a vencedora da edição de 2021 do LVMH Prize. E, efetivamente, as passerelles londrinas vieram apenas confirmar o talento de Dojaka, que, para a primavera/verão 2022, se manteve fiel aos seus designs minimalistas e em tons neutros, com detalhes em linhas. A designer, que criou a marca homónima em 2017, ficou mundialmente conhecida quando, em 2020, Bella Hadid utilizou um dos seus conjuntos nos Video Music Awards da MTV. Desde então, Nensi Dojaka tem vivido uma carreira de constante ascensão. 

 

Mariana Silva By Mariana Silva

Relacionados


Opinião  

Got Milk?

18 May 2024

Moda  

12 small brands que vale (muito) a pena conhecer

17 May 2024

Notícias  

As melhores lojas vintage de Lisboa

17 May 2024

Curiosidades  

Os 6 álbuns de vingança mais famosos da história da música

16 May 2024