Moda   Notícias  

José Neves relança a Swear só com ténis personalizados

12 Sep 2017
By Mónica Silva

José Neves, o português fundador da Farfetch, relança a londrina Swear como uma marca de ténis totalmente customizados.

José Neves, o português fundador da Farfetch, relança a londrina Swear como uma marca de ténis totalmente customizados.

Para um verdadeiro sneakerhead, ter um par exclusivo é muito importante. E ninguém compreende isso melhor que José Neves, que quer revitalizar a marca Swear - fundada, por si, há 22 anos - só com ténis que podem ser personalizados ao gosto e estilo de cada um.

O novo modelo de negócio da Swear, que vai disponibilizar novas silhuetas todos os meses, oferece dois tipos de serviço customizado: O Customise 48h  e o Customise 360. 

No primeiro, o cliente dispõe de opções básicas de personalização, desde alterar a cor, o estilo e o material, a ser entregue em dois dias. O segundo, por sua vez, permite que o consumidor tenha mais poder neste processo, com mais opções na personalização do calçado. Aqui, o cliente pode escolher modelos de seis curadores, entres eles Will.i.am, ou por tema, desde os anos 90 ao espacial e aos mais exóticos.

Para quem procura um resultado mais autêntico, há também a possibilidade de personalizar modelos em modo “tela branca”, começando o design de raiz. Neste serviço, os ténis são feitos à mão e serão entregues entre quatro a seis semanas. 

Este conceito foi desenvolvido para clientes “com experiência como consumidores online e com confiança no seu estilo”, como descreve Mario Muttenthaler, gestor da marca, reforçando que “o que (os clientes) estão à procura é de algo único e que mais ninguém tem”, dispostos a pagar valores elevados por um par de ténis.

Marcas como a Nike e a Converse já dispunham deste serviço de customização, que resultam em números significativos em termos de vendas. E José Neves acredita que este é também o futuro do comércio de luxo, que poderá responder aos desafios que atualmente enfrentam, como o compromisso do cliente à marca, explicando que “os clientes não se prendem a produtos, mas sim a experiências”.

A personalização surge, então, como uma experiência que aproxima o consumidor à marca, pelo poder de participação no design, beneficiando do modelo tradicional de produção handmade e que resulta, pelas palavras de José Neves, na “verdadeira expressão da individualidade do cliente”.

Já pode personalizar o seu par, aqui. 

Mónica Silva By Mónica Silva

Relacionados


Atualidade  

Morreu Claude Montana, icónico designer dos anos 80

23 Feb 2024

Curiosidades   Atualidade  

Cisnes entre patos

23 Feb 2024

Moda   Street Style  

LFW | Models Off-Duty

23 Feb 2024

Beleza  

LFW outono/inverno 2024 | A beleza nos backstages

22 Feb 2024