Artigo Anterior

Marques’Almeida: outono/inverno 2018

Próximo Artigo

Moschino: outono/inverno 2018

Coleções 21. 2. 2018

Gucci: outono/inverno 2018

by Rui Matos

 

O ambiente barroco, que usualmente vemos nos desfiles da italiana Gucci, foi substituído pela frieza e minimalismo de um bloco operatório. A excentricidade dos designs de Alessandro Michele continuou nas peças que apresentou para a estação fria de 2018.

Mistura de padrões, sobreposições, vários tipos de silhuetas, vestidos compridos, curtos, inspiração barroca e xadrez foram alguns dos destaques das apostas de Michele, responsável pela direção criativa da marca italiana.

Quando se pensava que o designer italiano já tinha feito de tudo, percebemos que não é bem assim. Esta tarde, em Milão, dois modelos desfilaram com duas réplicas das suas cabeças, como se de uma carteira se tratasse. Outros modelos desfilaram com um terceiro olho (na testa ou na mão) e ainda réplicas, demasiado perfeitas, de dragões bebés.

A justificação para isto tudo está no The Cyborg Manifesto, um livro da autora norte-americana Donna Haraway. Na obra, a escritora defendia a sua posição contra o conservadorismo, principalmente quando o tema era o papel da mulher na sociedade. Além disso, estudava ainda a figura ambígua do Cyborg como uma metáfora para criticar o pensamento egoísta em favor da multiplicidade e de uma abertura responsável para as ciências e as tecnologias vigentes.

Assim como na primavera/verão da italiana Calvin Klein, o terror esteve presente nas inspirações do desfile, chegando a existir pontos de ligações como o xadrez, a alfaiataria em tamanhos desmedidos ou as máscaras de cara. Resultando assim no nascimento de uma tendência.

Artigos Relacionados

Livestream 20. 2. 2018

Gucci FW18 em direto de Milão

Acompanhe, da primeira fila, a apresentação do outono/inverno 2018 da casa italiana.

Ler mais

Notícias 12. 2. 2018

Revolução Gucci, circa 1968

Num cenário caótico, a juventude inquieta desafia as regras e apela à mudança. 'Dans Les Rues' é a história da marca para o pre fall.

Ler mais

Entrevistas 2. 2. 2018

Pular a cerca

Aos 24 anos, Petra Collins já pôs Selena Gomez a comer batom, desfilou para a Gucci e foi bloqueada no Instagram por ser feminista. Cool mais cool, lamento, mas não há.

Ler mais

Notícias 2. 2. 2018

O Ano do Cão é Gucci

Para celebrar o novo ano do calendário chinês, o Ano do Cão, a Gucci lança uma coleção de edição limitada onde o melhor amigo canino é protagonista: tanto nas peças da coleção como nos retratos da campanha, fotografados por Petra Collins.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK