Artigo Anterior

Bruna Marquezine: Getting ready GQ MotY 2018

Próximo Artigo

Airport is my runway

Pessoas 20. 11. 2018

Freddie Mercury, o Ícone de Estilo

by Jessica Bumpus

 

O estilo incomparável de Freddie Mercury está cada vez mais presente nos dias de hoje, tudo isto, em boa parte, por causa de Bohemian Rhapsody, o filme inspirado na vida do músico e cantor britânico. 

© Getty Images

Os coordenados extravagantes de Freddie Mercury regressam ao nosso imaginário este mês, porque o vocalista dos Queen é o tema central de um filme biográfico que tem como protagonista Rami Malek. Bohemian Rhapsody documenta a vida do cantor e músico britânico, incluindo o momento em que é diagnosticado com o vírus da Sida e o lendário concerto de 1985, Live Aid Concert

Além de escrever e interpretar algumas das canções mais adoradas da história da música, a mega-estrela foi também responsável por alguns dos coordenados mais excêntricos da época, usando tudo aquilo que lhe apetecia, desde um macacão em lantejoulas da cabeça aos pés até ao mítico look de I Want To Break Free onde foi uma dona de casa reprimida, com uma saia em pele, um top cor-de-rosa e uns brincos megalómanos. Mercury foi um ícone de estilo que deixou a sua marca na Moda, assim como na música. Um legado que não tem um fim à vista.

 

“O estilo de Freddie era muito sincero e sempre justo,” diz a stylist Charlotte Pilcher, que destaca ainda a quantidade de calças brancas e os coletes que usava, sem esquecer “a inspiração na série policial dos anos 70 CHiPs e uma pitada de glamour Versace,” acrescenta. 

Essas referências ao estilo de Mercury marcam presença nas coleções de outono/inverno 2018 (acabas de chegar às lojas) e também nos desfiles da estação quente de 2019 (apresentados no último mês de setembro). Para a primavera/verão de 2019, as inspirações notadas foram na Balmain e em Junya Watanabe onde se usou músicas dos Queen para acompanhar o desfile. A maneira como Freddie Mercury se vestia tem estado em evidência há já algum tempo na italiana Gucci, assim como em outras marcas. Por exemplo, a já referida Balmain tem apostado em casacos muito idênticos aqueles que o vocalista usava - com ombros berrantes e um design arrojado, já a Moschino e Andreas Kronthaler para Vivienne Westwood optaram pelas capas e os macacões. Nas passerelles masculinas, o lado mais sexual veio ao de cima para Ann Demeulemeester, enquanto que a Saint Laurent pintou as propostas com glitter. De um showman para outro, Hedi Slimane, o novo nome na francesa Celine, apresentou bikers inspirados nos anos 80 e na personalidade Mercury.

Indiscutivelmente, o músico britânico desbravou o caminho para muitos dos artistas de hoje - as comparações podem ser feitas a nomes como Perfume Genius e Jake Shears dos Scissor Sisters, sem esquecer as menções que lhe são feitas em músicas, como por exemplo no novo single dos Idles, Danny Nedelko. A influência de Freddie tem sido parte integrante no posicionamento da marca John Lewis, que para o último spot publicitário se centrou na música Bohemian Rhapsody. E seria impossível esquecer as palavras de David Bowie, que afirmou: “É claro que sempre admirei um homem que usa calças justas.” 

Como o próprio vídeo de I Want to Break Free sublinha, Mercury não era contra pedir roupa emprestado ao sexo oposto, nem de se libertar das norma de género impostas pela sociedade, da mesma maneira que essa visão vive connosco nos dias de hoje. Faz todo o sentido que o seu estilo englobe tanto a Moda masculina como a feminina - basta olhar para a combinação dos coletes e calças brancas na nova coleção de Casey Cadwallader para a Mugler, ou os casacos militares em veludo da Saint Laurent, as capas de Y/Project e a homenagem de Isabel Marant à década de 80. O estilo de Freddie Mercury pode agora ser verdadeiro e não apenas uma fantasia.

Artigos Relacionados

Tendências 5. 9. 2018

Melodias divinas

A edição de setembro da Vogue (nas bancas) só fica completa com uma playlist à medida. Percorremos os êxitos das Divas de sempre e o resultado está numa seleção musical que vai querer ouvir em loop.

Ler mais

Agenda 23. 5. 2018

Estrelas da música no grande ecrã

Nos próximos meses, três grandes nomes da cultura pop invadem as salas de cinema com biopics e documentários sobre a vida de Whitney Houston, Freddie Mercury e Elton John.

Ler mais

Agenda 15. 5. 2018

"Bohemian Rhapsody", a película biográfica dos Queen

Rami Malek ("Mr. Robot") será Freddie Mercury.

Ler mais

Agenda 2. 1. 2018

O que esperar de 2018

Na noite de 31 de dezembro recordaram-se os melhores momentos de 2017 e fizeram-se resoluções para o Ano Novo. Agora, no segundo dia de 2018, é tempo para perceber o que vai acontecer no panorama cultural e social durante os próximos 12 meses.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK