Artigo Anterior

English version | Art Presented in Silver - all about plating

Próximo Artigo

Iara Rodrigues: 3 receitas da nutricionista para uma quarentena saudável

Tendências 5. 3. 2020

10 filmes sobre o empoderamento feminino

by Ana Catarina Machado

 

De Whoopi Goldberg, em A Cor Púrpura, a Meryl Streep, em As Sufragistas, reunimos alguns dos filmes mais inspiradores que enaltecem a paixão e a resiliência de mulheres fortes e independentes.

Hidden Figures © IMDb

Com o Dia da Mulher (quase) a bater à porta, é a oportunidade perfeita para reconhecer e celebrar o empoderamento feminino, a igualdade de direitos e tudo o que as mulheres alcançaram ao longo da história, até ao dias que correm. Seja como for, nada melhor do que se preparar para uma sessão de cinema em casa e assistir a uma boa dose de clássicos, com as mais variadas mulheres talentosas da indústria cinematográfica. 

A Cor Púrpura [The Color Purple], 1985 


A Cor Púrpura conta a história de uma mulher negra desde a sua infância até à idade adulta, tendo como base o Sul profundo dos Estados Unidos. Celie (Whoopi Goldberg) aparece em cena quando o filme marca o ano de 1900, onde tinha apenas 14 anos e estaria grávida do seu pai. A partir daqui, o filme, que teve 11 nomeações aos Óscares de 1986, segue a sua vida ao longo dos 30 anos seguintes - desde o momento em que é separada dos próprios filhos, até ao momento em que a sua irmã foi doada como escrava. 

Frida, 2002


O filme é um retrato verdadeiro da história e da vida da pintora mexicana Frida Kahlo, interpretada por Salma Hayek, focando-se ainda na relação amorosa e abusiva com o marido Diego Rivera (Alfred Molina). Para além de ter sido uma grande artista, Frida lutou contra uma vida carregada de dor - desde um trágico acidente à amputação de uma perna -, e contra o consumo de drogas e álcool, que a matou aos 47 anos. 

Elementos Secretos [Hidden Figures], 2016 


Elementos Secretos
segue o trajeto de Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughan (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe), três mulheres afro-americanas cujas capacidades intelectuais lhes valeram cargos de destaque na NASA, independentemente da discriminação racial e sexual ser existente na década de 1960. As suas notáveis aptidões de cálculo matemático resultaram em profundas trajetórias, que tornaram possível colocar o astronauta John Glenn na órbita da Terra - o primeiro norte-americano a conseguir o feito -, a 20 de fevereiro de 1962.

Liga de Mulheres [A League of Their Own], 1992 


Dottie Henson (Geena Davis) e Kit Keller (Lori Petty) fazem parte de uma equipa de baseball profissional, nos Estados Unidos. Em 1943, esta equipa perdeu um dos seus melhores jogadores, que se ausentou para servir na Segunda Guerra Mundial. No entanto, decididas em não deixar acabar com a tradição, um grupo de mulheres decide colocar as tarefas domésticas de parte e agarrar nos tacos para criarem algo nunca antes visto - uma Liga de Mulheres.

Uma Luta Desigual [On the Basis of Sex], 2018 


O drama biográfico acompanha a vida da juíza Ruth Bader Ginsburg (Felicity Jones), que fez história em 1993, ao tornar-se na segunda mulher e na primeira judia a ocupar um cargo no Supremo Tribunal de Justiça, dos Estados Unidos da América. O facto de ser mulher, mãe e judia, fez com que Ginsburg se dedicasse, em grande parte do tempo, às mais variadas causas femininas - tendo sido co-fundadora do projeto dos direitos das mulheres na União Americana pelas Liberdades Civis, durante os anos 1970, e ainda eleita como uma das personalidades mais influentes do mundo pela revista Time. 

Mulherzinhas [Little Women], 2019


Baseado no romance e nas notas deixadas pela autora Louisa May Alcoot, Mulherzinhas segue a história do crescimento das irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh), quatro jovens determinadas a viver a vida à sua maneira, durante os anos que se seguiram à Guerra Civil dos Estados Unidos da América. 

Erin Brockovich, 2000 


Erin Brockovich (Julia Roberts) é mãe de três filhos e trabalha num pequeno escritório de advogados. Depois de descobrir que a água existente numa cidade do deserto está a ser contaminada e a espalhar doenças aos habitantes da mesma, Erin convence o seu chefe a deixá-la investigar sobre o assunto e a utilizar os seus atributos físicos para convencer as pessoas da cidade a juntarem-se a ela.

Mustang, 2015 


Lale (Gunes Sensoy) e as suas irmãs vivem com a avó e com o tio, numa pequena aldeia. Certo dia, depois do fim das aulas, foram apanhadas pela família enquanto brincavam com os amigos junto a uma praia. Apesar de a brincadeira parecer inocente, esta foi mal interpretada pelos parentes, que colocaram as cinco raparigas de castigo em casa e proibiram-nas de qualquer contacto com o exterior. Contudo, elas encontraram as suas formas de contornar as regras que (injustamente) lhes foram impostas. 

Livre [Wild], 2014 


Na pele de uma mulher disposta a andar pela fronteira do México até ao Canadá, Cheryl Strayed, interpretada por Reese Whiterspoon, decide mudar radicalmente a sua vida, após a morte da sua mãe, de um divórcio e de uma difícil fase de autodestruição repleta de drogas. Wild é um filme que acompanha a sua jornada, composta por desafios e momentos de conexão com a natureza, que procedem ao seu grande objetivo inicial: uma nova e melhorada versão de si mesma. 

As Sufragistas [Suffragette], 2015 


As Sufragistas 
é um drama que acompanha a história de ativistas que, no início do século XX, ainda se viam sem o direito de voto no Reino Unido. Com o objetivo de expor as leis sexistas e de mudar a forma como estas eram vistas, um grupo de mulheres junta-se a Emmeline Pankhurst (Meryl Streep). Juntas, desafiam o Estado e optam, consequentemente, por formas de manifstação cada vez mais radicais, tudo em prol da igualdade de direitos e de oportunidades. 

Artigos Relacionados

Compras 10. 2. 2020

Little Women: 20 peças para recriar o guarda-roupa do filme vencedor de um Óscar

20 motivos para recriar o guarda-roupa de Little Women sem parecer uma figurante no filme de Greta Gerwig.

Ler mais

Curiosidades 27. 12. 2019

A ascensão da diretora de moda feminina nos anos 2010

A indústria da Moda tem mais diretoras femininas - incluindo Maria Grazia Chiuri na Dior e Clare Waight Keller na Givenchy - como nunca, mas mais de 50% das marcas mais reconhecidas de vestuário feminino ainda são lideradas por homens.

Ler mais

Tendências 24. 4. 2019

#nailinspiration: 14 manicures para celebrar o empoderamento feminino

Com desenhos do corpo feminino ou mensagens de empoderamento e liberdade, reunimos 14 exemplos de unhas repletas de girl power para inspirar a sua próxima manicure.

Ler mais

Curiosidades 8. 3. 2018

Girl power em 20 frases inspiracionais

Todos os dias são dias da Mulher. Mas hoje, em particular, é dia de recordar porque é que a luta continua.

Ler mais