Moda   Tendências  

Na Moda, voltamos a 1922

12 Jan 2022
By Laird Borrelli-Persson

À esquerda: um vestido de noite mousseline de soie bordado com laço de cobre moiré, Madeleine and Madeleine. Ilustração de Mary MacKinnon, Vogue, 1 de Fevereiro de 1922. À direita: AZ Factory. Fotografia de Filippo Fior /Gorunway.com
À esquerda: um vestido de noite mousseline de soie bordado com laço de cobre moiré, Madeleine and Madeleine. Ilustração de Mary MacKinnon, Vogue, 1 de Fevereiro de 1922. À direita: AZ Factory. Fotografia de Filippo Fior /Gorunway.com

Depois de ouvirmos continuamente comparações entre os Roaring Twenties e os anos 2020, decidimos pôr a ideia à prova, combinando looks que apareceram nas páginas da Vogue em 1922 com as propostas das colecções da primavera e pre-fall de 2022 - e há muito terreno comum a ser encontrado, no que à superficie diz respeito.

A indústria da Moda cresceu exponencialmente em 100 anos e funciona hoje em dia de uma forma mais rápida do que lenta, mas há coisas que nunca mudam, como o gesto nostálgico e a importância das tendências. Em 1922, o estilo full-skirted robe, popularizada por Jeanne Lanvin, começava a ganhar competição com vestidos drapeados mais direitos. Paul Poiret ainda era o rei da Moda, e Paris marcava o ritmo. Embora as bainhas já não sejam de importância vital, continua a haver um vocabulário comum de formas e silhuetas - e na alegria em se vestir.

Venha viajar no tempo connosco.

À esquerda: Um vestido em lamé dourado com arcos de tafetá verde, Chéruit. Fotografado por Wl. Rehbinder, Vogue, 15 de Setembro de 1922. À direita: Balenciaga para AZ Factory. Fotografia de Filippo Fior /Gorunway.com. 

À esquerda: um chapéu panne castanho com moiré, usado por Andrée Ricci, Maria Guy. Fotografado por Wl. Rehbinder, Vogue, 15 de Setembro de 1922. À direita: Comme des Garçons, primavera/verão 2022. Fotografia: Cortesia de Comme des Garçons.

À esquerda: Edição Smart Fashion for Limited Incomes da Vogue. Ilustração de Georges Lepape, Vogue, 15 de março, 1922. À direita: Gabriela Hearst, primavera/verão 2022. Fotografia: Cortesia de Gabriela Hearst. 

À esquerda: O tricorne prateado de Lewis drapeado em renda Chantilly preta. Ilustração de Helen Dryden, Vogue, 15 de setembro de 1922. À direita: Vaquera, primavera/verão 2022. Fotografia de Alessandro Viero / Gorunway.com.

À esquerda: De Doeuillet, um vestido crepe branco coberto de cristais e contas brancas opacas, alguns pendentes. À direita: Proenza Schouler, primavera/verão 2022. Fotografia: Jonas Gustavsson / Courtesy of Proenza Schouler.

À esquerda: Edição New York Winter Fashion da Vogue. Ilustração de Wolfe Plank, Vogue, 1 de novembro, 1922. À direita: Louis Vuitton, primavera/verão 2022. Fotografia de Alessandro Lucioni / Gorunway.com.

À esquerda: um vestido cor de rosa em veludo, Doucet, com flores de contas cor de rosa e cristais brancos. À direita: Collina Strada, primavera/verão 2022.Fotografia de Alessandro Viero/ Gorunway.com.

À esquerda: dois looks  Lanvin. Da esquerda para a direita: um vestido de organdy rosa e rede branca com detalhes de contraste azul-marinho e flores a condizer na cintura e aba do chapéu; um vestido organdy de lavanda com fitas azuis-marinho e uma guarnição de linho e manga. Ilustração de A. E. Marty, Vogue, 1 de junho de 1922. À direita: Molly Goddard, primavera/verão 2022. Fotografia: Ben Broomfield / Courtesy of Molly Goddard.

À esquerda: Edição Summes Homes & Hostess da Vogue. Ilustração de George Wolfe Plank, Vogue,15 de maio de 1922. À direita: CDLM, primavera/verão 2022. Fotogragia de Filippo Fior / Gorunway.com.

À esquerda: um vestido desenhado por Paul Poiret para uma revista chamada Vogue. Ilustração de Benito, Vogue, 1 de fevereiro de 1922. À direita: MM6 Maison Margiela, primavera/verão 2022. Fotogragia de Filippo Fior / Gorunway.com.

À esquerda: edição Early Paris Openings. Ilustração de Benito, Vogue, 1 de outubro de 1922. À direita: Vaquera, primavera/verão 2022. Fotografia de Alessandro Viero/ Gorunway.com.

À esquerda: "A saia bouffant ainda intriga a fantasia das casas parisienses, apesar da ascendência da silhueta slim, e algumas delas, incluindo Doucet, Lanvin, e Callot, ainda estão a mostrar modelos deste tipo". Ilustração de Helen Dryden, Vogue, 15 de maio de 1922. À direita: Melitta Baumeister, primavera/verão 2022. Fotografia de Michal Plata / Cortesia de Melitta Baumeister.

À esquerda: edição New York in Summer. Ilusatração de George Wolfe Plank, Vogue, 15 de julho de 1922. À direita: Issey Miyake, primavera/verão 2022. Cortesia de Issey Miyake. 

À esquerda: edição Fashion for Children & Early Autumn Fashions. Ilustração de Henry R. Sutter, Vogue, 15 de agosto de 1922. À direita: Ashlyn, primavera/verão 2022. Fotografia de Sarah Balis / Cortesia de Ashlyn.

 

À esquerda: vestido em cetim com uma saia wide, Chanel. Ilustração de Douglas Pollard, Vogue, 1 de novembro de 1922. À direita: Loewe, primavera/verão 2022. Fotografia de Filippo Fior / Gorunway.com. 

À esquerda: O modo moyen-âge como visto por Paul Poiret. A duquesa de Gramont veste o seu vestido de veludo preto com bordo de raposa preta e renda dourada bordada com contas de ouro. Os sapatos são embelezados com jóias verdadeiras. Ilustração de Porter Woodruff, Vogue, 1 de novembro de 1922. À direita: Noir Kei Ninomiya, primavera/verão 2022. Fotografia; Cortesia de Noir Kei Ninomiya.

À esquerda: Cuirass feito por Poiret de renda e zibelina e a saia dourada de pêlo aparado. Ilustração de Porter Woodruff, Vogue, 1 de novembro de 1922. À direita: CDLM, primavera/verão 2022. Fotografia de Filippo Fior / Gorunway.com.

À esquerda: um vestido de noiva com brocados e tecido prateado desenhado por Paul Poiret para a sua sobrinha. Ilustração de Harriet Meserole, Vogue, 1 de abril de 1922. À direita: Puppets & Puppets, primavera/verão 2022. Fotografia de Alessandro Viero/ Gorunway.com.

À esquerda: Toinon, uma das seis "amigas da Vogue", criada pelos principais artistas. Ilustração de Charles Martin, Vogue, 1 de agosto de 1922. À direita: Puppets & Puppets, primavera/verão 2022. Fotografia de Alessandro Viero/ Gorunway.com.

À esquerda: Edição Vanity. Ilustração de Georges Lepape, Vogue, 15 de novembro de 1922. À direita: Noir Kei Ninomiya, primavera/verão 2022. Fotografia; Cortesia de Noir Kei Ninomiya.

À esquerda: edição New York Fashion. Ilustração de Georges Lepape, 1 de maio de 1922. À direita: Ottolinger, primavera/verão 2022. Fotografia de Filippo Fior / Gorunway.com. 

À esquerda: edição Autumn Fabrics & Vogue Designs for Limited Incomes. Ilustração de Helen Dryden, vogue, 1 de Setembro de 1922. À direita: Rick Owens para AZ Factory. Fotografia de Filippo Fior / Gorunway.com.

À esquerda: Por Martial et Armand, um vestido bordado de seda com subblusa. Ilustração de Mario Simon, Vogue, 1 de abril de 1922. À direita: Melitta Baumeister, primavera/verão 2022. Fotografia de Michal Plata / Courtesy of Melitta Baumeister.

À esquerda: De Premet, um vestido azul com um dramático enfeite de fita de cetim preto. Acabamento com uma gola de prata no pescoço e na cintura. Ilustração de Lee Creelman Erickson, Vogue, 1 de novembro de 1922. À direita: Loewe, primavera/verão 2022. Fotografia de Filippo Fior / Gorunway.com.

À esquerda: vestido concebido por James Reynolds para a produção The Nightingale and the Rose Follies de Greenwich Village. Este look, para a dama de companhia, é feito de renda Chantilly preta apanhada e embelezada com camélias da cor dos limões. Ilustração de Peter A. Juley, Vogue, 1 de novembro de 1922. À direita: Balenciaga, primavera/verão 2022. Fotografia: Cortesia de Balenciaga.

 

Artigo originalmente publicado no Vogue.com. 

Laird Borrelli-Persson By Laird Borrelli-Persson

Relacionados


Agenda  

Lisbon Design Week 2024 | A semana dedicada ao design começa hoje

22 May 2024

Tendências  

Who let the baby bump out?

22 May 2024

Compras   Roteiro  

As melhores lojas vintage da Europa

22 May 2024

Moda  

For life

22 May 2024