Moda   Notícias  

Tudo sobre a última coleção de Karl Lagerfeld para a Chanel

06 Mar 2019
By Rui Matos

Com as emoções à flor da pele, uma front row repleta de nomes sonantes e uma coleção marcante, Paris despediu-se de Karl Lagerfeld com a magnificência que o Kaiser merecia.

Com as emoções à flor da pele, uma front row de nomes sonantes e uma coleção marcante, Paris despediu-se de Karl Lagerfeld com a magnificência que o Kaiser merecia.

Uma deslumbrante aldeia alpina coberta de neve, réplicas de chalés em tamanho real com chaminés fumegantes e cerca de dois mil convidados. Podia ser só mais um desfile da Chanel, mas não foi. Este foi “o” desfile da Chanel. O último idealizado por Karl. O último pensado por ele. O último com a sua inconfundível assinatura.

Paris, a Chanel e a indústria da Moda despediram-se do mestre na morada de sempre: o Grand Palais, edifício onde Lagerfeld ergueu, nos últimos anos, os cenários mais extravagantes.

Na primeira fila, nomes como Kristen Stewart, Naomi Campbell, Claudia Schiffer, Caroline de Maigret e Marion Cotillard, vestidas em Chanel, esperavam pelas últimas propostas de Karl. Mas, antes do desfile começar, foi pedido aos presentes um minuto de silêncio em memória do designer. De seguida, através dos altifalantes ouviu-se a voz de Karl, num excerto retirado de uma entrevista que deu ao podcast criado pela marca, 3.55. Em francês, explicou a decisão de aceitar o convite para liderar a Chanel: “quando me perguntaram a segunda vez, eu aceitei porque todos me diziam: não faças isso, não vai resultar.” 

Chanel in the Snow, como foi batizada esta coleção, arrancou com Cara Delevingne, embaixadora de longa data da marca, a vestir um jumpsuit em tons de preto e branco, com um longo sobretudo na mesma tonalidade. O tweed, o duplo C, as carteiras emblemáticas e as silhuetas marcadas juntaram-se ao cor-de-rosa vivo, aos puffer jackets, aos tailleurs e ainda às malhas que tipicamente associamos à estação fria. 

Penélope Cruz, a última embaixadora da marca a ser convidada por Lagerfeld, estreou-se nas passerelles com um coordenado branco em folhos na parte superior e plumas na parte inferior. Na mão levava uma rosa, também ela branca, num gesto de homenagem a Lagerfeld.

Também como forma de homenagem, cada convidado recebeu uma ilustração feita por Lagerfeld, que o representava ao lado de Coco Chanel, onde se lia "The beat goes on." Uma maneira de a Casa anunciar a continuação do legado que tem vindo a construir ao longo das últimas décadas, como aliás já havia feito quando anunciou Virginie Viard como nova diretora criativa. 

 

O desfecho, como seria de esperar, foi feito de emoções. Ao som de Heroes de David Bowie, Mariacarla Boscono voltou à passerelle em lágrimas, ao lado de Cara Delevigne e Mica Argañaraz. 

Encerrou-se um capítulo na indústria da Moda. Começa agora uma nova era. 

A coleção completa:

 

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Moda   Tendências   Compras  

Trend Alert | As carteiras essenciais para esta primavera

16 Apr 2024

Palavra da Vogue  

O que lhe reservam os astros para a semana de 16 a 22 de abril

16 Apr 2024

Lifestyle  

Spring Fever

15 Apr 2024

Notícias  

Roberto Cavalli morre aos 83 anos

12 Apr 2024