Artigo Anterior

J.W. Anderson: outono/inverno 2020

Próximo Artigo

Alberta Ferretti: outono/inverno 2020

Coleções 18. 2. 2020

Burberry: outono/inverno 2020

by Rui Matos

 

Para a estação fria de 2020, Riccardo Tisci quis mostrar um lado mais contemporâneo do estilo britânico. 


© ImaxTree

“Londres é o lugar onde aprendi a ser eu mesmo e uma cidade onde ganhei a confiança para ser o homem que hoje sou”, começa por dizer Riccardo Tisci ao diário britânico The Guardian, antes de mostrar a coleção para o outono/inverno 2020, apresentada na segunda-feira, 17 de fevereiro, em Londres. “Agora quis partilhar com o mundo o estilo britânico e usar esta herança para construir e humanizar a Casa [Burberry].” A Burberry é o epitome da luxo britânico e, apesar de Londres ser a casa desta etiqueta, o seu coração comercial pertence à Asia, onde 40% dos lucros são provenientes dos consumidores chineses. 

Na parte oeste da cidade Londres, e tendo como pano de fundo o imponente o centro de exposições Olympia, ergueu-se a passerelle deste desfile, certificado como sustentável, reforçando assim as intenções da Burberry em reduzir a sua pega de carbono. Ao centro dois pianos e uma mesa de DJ, para que a dupla clássica Katia e Marielle Labèque e Arca atuassem enquanto as propostas de Tisci desfilavam para uma audiência que contou com Cate Blanchet, FKA Twigs e Naomi Campbell na front row. 

Memories, como é denominada esta coleção, é uma reflexão íntima do acervo pessoal de Riccardo Tisci, muito inspirada nas suas viagens e nas descobertas que fez e que mais tarde moldaram a sua carreira enquanto designer. “Sinto um forte orgulho quando penso nos primeiros anos da minha carreira”, começa por explicar o diretor criativo. “Quando era um designer em ascensão que ainda estava a aprender o seu ofício e a procurar inspiração em todos os sítios.”

Apesar desta estação ter sido mais calma, em comparação à loucura frenética do designer em apresentar propostas para todas as idades e classes, a Burberry de Tisci continua a ser mais sexy, deixando o lado romântico que Christopher Bailey introduziu no seu legado de 17 anos. Para o outono/inverno 2020, Riccardo Tisci apostou no seu tailoring sofisticado, repensou os trench coats, explorou o espetro de cores e usou mais do que tradicional bege, aventurou-se no padrão Madra e olhou para as tendências de streetwear. 

Já na secção de eveningwear - categoria que Tisci introduziu assim que chegou à Burberry -, as opções que apresentou são mais-do-que-perfeitas para as estrelas de Hollywood levaram às principais passadeiras vermelhas.

 

Os principais desfiles da Semana de Moda de Londres estão na categoria Coleções.

Artigos Relacionados

Coleções 18. 2. 2020

J.W. Anderson: outono/inverno 2020

Todas as propostas para o outono/inverno 2020 de J.W. Anderson.

Ler mais

Coleções 18. 2. 2020

Erdem: outono/inverno 2020

Todas as propostas para o outono/inverno 2020 de Erdem.

Ler mais

Coleções 17. 2. 2020

Victoria Beckham: outono/inverno 2020

Foi sobre o piso espelhado da Banquet House, no coração de Londres, que Victoria Bekcham comandou a sua “doce revolução”. Um desfile que ao mesmo tempo que homenageou a tradição, desafiou as convenções da indústria.

Ler mais

Coleções 17. 2. 2020

Richard Quinn: outono/inverno 2020

Todas as propostas para o outono/inverno 2020 de Richard Quinn.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK