Artigo Anterior

Armani Privé: Alta-Costura, outono/inverno 2018

Próximo Artigo

Elie Saab: Alta-Costura, outono/inverno 2018

Coleções 4. 7. 2018

Alexandre Vauthier: Alta-Costura, outono/inverno 2018

by Rui Matos

 

O brilho e o luxo foram duas constantes neste rol de coordenados que deambularam entre as silhuetas arquitectónicas e o movimento vintage. 

© ImaxTree

A Haute-Couture do designer parisiense sempre teve uma visão mais usável para o quotidiano do comum mortal, mesmo assim é perceptível aquele je ne sais quoi ultra-trabalhado, típico destas linhas. 

Na passerelle, estiveram em evidência os ombros com tamanhos grandes e volumosos, bem ao estilo da década de 80 - que tanto tem influenciado o criador - os blazers ajustaram-se às cinturas através dos cintos XXL, as propostas para a noite surgem em tecidos brilhantes adornados por penas, laços, rendas ou plumas.

Conhecedor do seu êxito, Vauthier apostou nas peças que já se tornaram emblemáticas nas suas apresentações: as botas. Aqui, com tecidos mais leves, com cair descontraído mas sempre subidas.

“É importante para esta nova geração de clientes conhecer algumas das referências mais emblemáticas.”, contou Alexandre, tendo isso em mente as inspirações para esta coleção recaíram sobre Yves Saint Laurent, Christian Lacroix e Claude Montana. 

Artigos Relacionados

Coleções 4. 7. 2018

Stéphane Rolland: Alta-Costura, outono/inverno 2018

Os tons terra, como o camel e bege, abraçaram a estação fria na nova linha Couture do criador francês Stéphane Rolland.

Ler mais

Coleções 3. 7. 2018

Ralph & Russo: Alta-Costura, outono/inverno 2018

A dupla de designers recuou até à década de 80, extraiu o melhor do glamour da época e colocou-o ao serviço da Moda.

Ler mais

Coleções 3. 7. 2018

Chanel: Alta-Costura, outono/inverno 2018

Tradicional na forma e excelente no trabalho confecionado em estúdio, o criador alemão mostrou, uma vez mais, que imaginação não lhe falta, seja na arte de criar coordenados, seja nos cenários.

Ler mais

Coleções 3. 7. 2018

Giambattista Valli: Alta-Costura, outono/inverno 2018

Na hipótese remota do criador italiano ser conhecedor da literatura portuguesa, temos a certeza que a frase que iria utilizar seria: “tenho em mim todos os sonhos do mundo.”.Porque se há coisa que Valli sabe fazer é criar coordenados dignos dos sonhos mais belos.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK