Artigo Anterior

Qual o melhor presente para o signo da sua cara metade?

Próximo Artigo

O que lhe reservam os astros para esta semana?

Palavra da Vogue 15. 2. 2022

#VogueBookClub | The Ex Talk, de Rachel Lynn Solomon

by Mariana Matos

 

O melhor romance de todos os tempos? Este não é o livro. Mas uma história que nos abstrai, um bocadinho que seja, da realidade este é o livro - mas vamos reforçar a palavra bocadinho.

The Ex Talk é, atualmente, um dos livros mais mencionados nas redes sociais. Um livro que nos deixa agarrados ao enredo e derretidos com o romance das duas personagens principais. No entanto, para mim, que me considero uma veterana neste género, afirmo que todo o hype em torno deste lançamento não faz jus ao produto em si.

De inimigos a amantes, esta é a premissa. Seria expectável que o enredo fosse preenchido pelas habituais picardias e desatinos que uma relação deste género pode suscitar, no entanto nada disto acontece. Todas as interações entre as personagens principais parecem meio forçadas e demasiado ensaiadas, deixando assim um grande fosso entre a relação livro-leitor. Ainda outro aspeto negativo que posso realçar nesta história é o seu desfecho. Mas este é um problema transversal a quase todos os romances: assim que as picardias e a parte da conquista termina, todos os clichés amorosos entram em cena. The Ex Talk não foi exceção. 

Acredito que quem esteja a ler este texto se pergunte se realmente eu gostei de ler este livro. A resposta é simples: sim gostei, mas está longe de ter um lugar no meu Top 10. Neste romance, Rachel Lynn Solomon fala sobre o amor e o luto numa idade mais avançada e de como podemos, e devemos, ter o direito de voltar a amar mesmo depois da perda de um parceiro, mesmo depois de um grande amor ter terminado, mesmo depois de uma tempestade. É interessante a maneira de como este livro aborda esta temática, sendo ele direcionado para um público mais jovem - coisa que nem sempre vemos neste género. 

The Ex Talk é uma leitura leve e rápida. Consegue entreter mas não mais do que isso. A história, os personagens e a escrita não são memoráveis. 

Pontuação:

 

O Vogue Book Club é uma rubrica semanal, neste espaço um membro da equipa Vogue Portugal propõe-se a refletir, ou apenas comentar, um livro - seja uma novidade literária ou um clássico arrebatador. Pode participar nesta discussão através da hashtag #VogueBookClub.

Artigos Relacionados

Palavra da Vogue 18. 1. 2022

#VogueBookClub | No One Is Talking About This, de Patricia Lockwood

Como é a vida de uma pessoa que passa demasiado tempo online? Patricia Lockwood pegou no conceito de se “estar extremamente online” e transformou-o num livro.

Ler mais

Palavra da Vogue 11. 1. 2022

#VogueBookClub: Vox, de Christina Dalcher

O livro Vox, de Christina Dalcher, tinha tanto, mas tanto potencial que no fim só desiludiu. E se desiludiu…

Ler mais

Palavra da Vogue 21. 12. 2021

#VogueBookClub | O Ano Do Pensamento Mágico, de Joan Didion

É cru, brutal, preciso, imediato, literário e, tendo em conta a temática, de fácil leitura. O Ano Do Pensamento Mágico é um daqueles livros aos quais não conseguimos ficar indiferentes. Joan Didion dá-nos um murro no estômago sem pedir licença.

Ler mais

Palavra da Vogue 23. 11. 2021

#VogueBookClub | Jóquei, de Matilde Campilho

A poesia de Matilde Campilho é construída através daquilo que observa, resultando em reflexões descomprometidas sobre aquilo que leu, ouviu e, acima de tudo, viveu.

Ler mais

Palavra da Vogue 2. 11. 2021

#VogueBookClub: Violet Bent Backwards Over the Grass, de Lana del Rey

Na estreia literária de Lana del Rey, o jogo de palavras é excecional e as histórias deliciosas. Longe da persona pública que conhecemos nestas páginas, del Rey revela-se como nunca antes o fez - proporcionando assim uma visão profunda sobre a pessoa em que se está a tornar.

Ler mais