Artigo Anterior

O que lhe reservam os astros para a semana de 6 a 12 de setembro

Próximo Artigo

#VogueBookClub: Piranesi, de Susanna Clarke

Palavra da Vogue 13. 9. 2022

#VogueBookClub: Fall vibes

by Pedro Vasconcelos

 

Enfrentamos a chuva com a melhor munição possível: livros que tornam o tempo passado em casa num prazer verdadeiramente divino.

 

A estação fria aproxima-se e, numa semana dominada pelo tempo chuvoso, só nos apetece enterrar permanentemente no sofá com um bom livro, à medida que a chuva lá fora nos embala adentro das narrativas deste. A Vogue Portugal reúne as suas sugestões para esta semana que nos começa a dar os primeiros indícios da chegada de uma nova estação. Desde novidades imperdíveis a clássicos inegáveis, a seleção de livros varia em género, mas têm o mais importante em comum: são os companheiros perfeitos para um dia passado em casa, perfeitamente refugiados da tempestade.

Frankenstein, de Mary Shelley

Considerado o primeiro livro de ficção científica, Frankenstein de Mary Shelley é um clássico inegável. Elaborada quando a escritora tinha apenas 18 anos, a obra é com certeza a melhor opção para aqueles que procuram entrelaçar-se com uma história de thriller. O suspense é tal que, entre as viagens que o Dr. Frankestein para fugir ao monstro da sua criação, a chuva lá fora torna-se uma memória distante. 

Killers of a Certain Age, de Deanna Raybourn

A mais recente obra de Deanna Raybourn foi um dos livros mais antecipados do ano, e, mesmo face às altas expectativas, não desapontou. Baseando-se num grupo de amigas que se tornaram assassinas profissionais nos anos 70 e que, passada meia década, estão prontas para se reformar, o livro é um deleite. Repleto de humor e intriga, a narrativa de Raybourn alcança o improvável: é simultaneamente leve e imersiva.

The ABC Murders, de Agatha Christie

Falar em livros de outono e não mencionar Agatha Christie seria um verdadeiro crime. Para os que desconhecem a clássica escritora, The ABC Murders são a perfeita introdução a este titã da literatura do século passado. Com a presença de algumas das personagens mais conhecidas da escritora, entre as quais Hercule Poirot, Arthur Hastings e o Inspetor Chefe Japp, o livro é um clássico de Christie. Com um assassino em série à solta, Poirot é forçado a recorrer aos seus poderes de dedução para apanhar um criminoso com uma obsessão intrigante por aliteração.

The Dutch House: A Novel, de Ann Patchett

Ann Patchett é indiscutivelmente uma das mais influentes escritoras do século XXI, com sucessos internacionais como Comunidade. No seu estilo idiossincrático, caracterizado pela linguagem poética, a escritora americana apresenta um verdadeiro conto de fadas da era moderna. Madrastas más, irmãos inseparáveis e uma casa “mágica” são intercaladas com o cenário americano pós-Segunda Guerra Mundial, considerações ponderadas sobre trauma e até relações co dependentes. A mistura, ainda que invulgar, cria o cocktail perfeito, resultando numa verdadeira obra-prima, perfeita para uma tarde passada em casa.

Pequenos Fogos em Todo o Lado, de Celeste Ng

Pequenos Fogos em Todo o Lado é um dos mais bem-sucedidos livros dos últimos cinco anos, tendo tornado Celeste NG numa das mais influentes vozes no mundo da literatura. Numa narrativa que expõe a dualidade dos subúrbios americanos, grande parte do sucesso do livro apoia-se no desenvolvimento aprofundado das suas personagens. Ainda que com um ritmo declaradamente lento, Pequenos Fogos em Todo o Lado tem um pavio longo, construindo tensão de forma intencional.  

The Marriage Portrait: A Novel, de Maggie O'Farrell

A mais recente obra de Maggie O’Farrell é o plano perfeito para uma manhã passada debaixo dos lençóis (o sítio mais apropriado para nos escondermos do mau tempo), especialmente para amantes de romances históricos. The Marriage Portrait: A Novel é uma interpretação íntima, borderline feminista, de uma personagem que a História esqueceu. Através de Lucrezia Médici percebemos um mundo repleto de intriga, dúvida e morte tão exilerante como qualquer filme de ação. 

O Vogue Book Club é uma rubrica semanal. Neste espaço, um membro da equipa da Vogue Portugal propõe-se refletir, ou apenas comentar, um livro - seja uma novidade literária ou um clássico arrebatador. Pode participar nesta discussão através da hashtag #VogueBookClub.

Artigos Relacionados

Palavra da Vogue 6. 9. 2022

#VogueBookClub: O Todo-Poderoso, de Irving Wallace

Naquela que é uma crítica ao poder, torna-se quase irónico quanto poder este livro detém sobre nós.

Ler mais

Palavra da Vogue 30. 8. 2022

#VogueBookClub: Pessoas Normais, de Sally Rooney

É disto que são feitos os novos clássicos.

Ler mais

Palavra da Vogue 23. 8. 2022

#VogueBookClub: Chama-me Pelo Teu Nome, de André Aciman

Abordamos um dos clássicos modernos, um dos mais famosos (e infames) livros do século XXI.

Ler mais

Palavra da Vogue 2. 8. 2022

#VogueBookClub: 18 leituras de verão

O rebentar das ondas ecoa lá ao fundo e nós, sentadas na areia, folheamos histórias de encantar.

Ler mais

Palavra da Vogue 7. 6. 2022

#VogueBookClub: Uma viagem pela literatura LGBTQIA+

Ao longo dos quatro livros sugeridos exploram-se diferentes manifestações da identidade queer na história da humanidade.

Ler mais

Palavra da Vogue 19. 4. 2022

#VogueBookClub: Quatro livros para ler hoje (porque antes não podia)

Nada demonstra o poder da palavra tanto como os livros que são banidos, considerados demasiados perigosos para serem lidos.

Ler mais