Uma questão de equilíbrio
Artigo Anterior

Elite Model Look Portugal 2018

Próximo Artigo

Kate Spade encontrada morta no seu apartamento

Notícias 5. 6. 2018

Uma questão de equilíbrio

by Mónica Bozinoski

 

Uma balança onde o peso da estética equivale ao peso da sustentabilidade e da responsabilidade ética, ambiental e social. Um compromisso que une pessoas, instintos, ideias, ambições e valores. Um propósito comum que faz nascer Gucci Equilibrium, o novo projeto da Casa italiana. 

Campanha Pre-Fall 2018, fotografada por Glen Luchford ©Gucci.com

Depois de Chime For Change, a campanha global fundada pela Gucci no ano de 2013, em conjunto com Salma Hayek Pinault e Beyoncé, para unir e fortalecer as vozes que defendem a igualdade de género para mulheres e raparigas jovens por todo o globo, com um foco particular na Educação, Saúde e Justiça, a Casa italiana volta a mostrar a extensão do seu apoio a causas cada vez mais imperativas. 

 

Uma publicação partilhada por Gucci (@gucci) a

Como forma de assinalar o Dia Mundial do Meio Ambiente, a marca acaba de lançar Gucci Equilibrium, uma nova plataforma digital que pretende ser um ponto de ligação entre pessoas, planeta e propósitos. O destino online faz parte de um plano de dez anos da Casa italiana, liderada por Alessandro Michele, que tem como missão principal abraçar uma estratégia sustentável global. Sob o mote Culture of Purpose, e através de conteúdos envolventes que mostram as histórias, as ideias e a ciência por detrás do impacto da mudança social e ambiental, o portal é um reflexo da prespetiva que a marca tem sobre algumas das problemáticas mais importantes da sociedade de hoje. 

"A Gucci não é uma empresa onde tens que deixar os teus valores à porta, mas antes uma Casa onde os valores de cada pessoa são realçados, desafiados e amplificados.", explicou Marco Bizzarri, Presidente e CEO da Gucci, em comunicado. "O objetivo da plataforma Gucci Equilibrium é espalhar esta energia e estas intenções positivas até às pessoas que adoram a nossa marca". Para Bizzarri, vivemos "tempos críticos", onde cada um de nós pode ter um papel importante nos objetivos da agenda global das Nações Unidas e do Acordo de Paris. "A única forma de conseguirmos fazer parte desta missão é através do encontro de pessoas, que partilhem ideias, inovações e experiências. É este o objetivo que temos com Gucci Equilibrium.", concluiu. 

 

Uma publicação partilhada por Gucci (@gucci) a

Para tornar o propósito em realidade, o projeto Gucci Equilibrium está cimentado em três grandes pilares - Meio Ambiente, Pessoas e Novos Modelos de Sustentabilidade, aspetos fundamentais para a continuidade da missão da marca. Pioneira no desenvolvimento do programa Scrap-less, uma iniciativa criada para transformar o perfil da indústria das peles ao reduzir o desperdício e poupar a água e a energia utilizadas no processo de manufaturação, a Casa pretende reduzir o seu impacto no meio ambiente e criar novos padrões no comércio de luxo, incluindo garantir a identifação de 95% das matérias-primas usadas pela marca. 

A par com as iniciativas ambientais, este novo projeto da Gucci dedica-se também à faceta mais humana da marca, que reconhece os valores dos seus colaboradores e ambiciona apoiar com mais força as comunidades e pessoas que trabalham diretamente com a Casa italiana. Exemplos disso são as campanhas direcionadas ao empowerment feminino, à igualdade de género, à diversidade e à inclusão, bem como o trabalho da marca com I was a Sari, uma iniciativa social fundada por Stefano Funari que pretende ter um impacto positivo e de mudança significativa na vida e no trabalho criativo de diversas mulheres de Mumbai. 

Repensar o processo de produção e os materiais que são utilizados é outro ponto essencial do plano da Gucci, que continua a trabalhar no desenvolvimento de novas soluções, inovações técnicas e modelos cada vez mais sustentáveis. Em colaboração com diversos parceiros, a Casa italiana procura estimular, de forma contínua e constante, um espírito inovador e disruptivo no coração da marca - em abril deste ano, foi inaugurado o espaço Gucci ArtLab, nos arredores de Florença, que conta com mais de 800 colaboradores que trabalham para fundir a faceta artesanal da indústria com a experimentação, sem limites ou imposições criativas. Para além desta iniciativa, a marca está também a trabalhar na implementação de um programa que permitirá a cada um dos colaboradores da Gucci dedicar 1% do seu tempo de trabalho ao voluntariado, como forma de garantir um impacto positivo nas comunidades locais. 

 

Uma publicação partilhada por Gucci (@gucci) a

Artigos Relacionados

Coleções 1. 6. 2018

Gucci: Cruise 2019

De estação para estação, a Gucci sonhada e concretizada por Alessandro Michele surpreende-nos a cada passo, seja pelas críticas assombrosas, pelo line up refrescante ou pelas escolhas mais controversas do criador.

Ler mais

Tendências 25. 5. 2018

A sorte está lançada

Seja através do tarot ou de qualquer outro movimento esotérico, a indústria da Moda tem sido influenciada por forças e elementos, uma relação que nos remete para os primórdios do século XX, quando Christian Dior visitou pela primeira vez uma vidente.

Ler mais

Notícias 11. 5. 2018

Faça você mesmo

A Casa italiana acaba de introduzir mais um capítulo ao Gucci DIY, onde é possível customizar carteiras e ténis. Tudo isto à distância de um clique.

Ler mais

Notícias 12. 4. 2018

Gucci apresenta nova linha de edição limitada com Ignasi Monreal

#GucciHallucination é o nome da linha de edição limitada de sweatshirts e t-shirts da Casa italiana, impressa com trabalhos artísticos de Ignasi Monreal.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK