Artigo Anterior

Carteiras com nome próprio

Próximo Artigo

Flip-flops, uma questão de amor/ódio

Tendências 13. 4. 2018

Um passo à frente

by Mónica Bozinoski

 

São um par de ténis? Ou são um par de botas? A resposta é ambos, e nenhum ao mesmo tempo. Mats Rombaut é o responsável pelo híbrido, com uma mensagem sustentável que promete abalar os pés da nova geração. 

©Instagram/@rombautofficial 

A sua carreira arrancou com um estágio em product development na Lanvin e, um ano mais tarde, começou a trabalhar para Damir Doma, na criação de sapatos e outras peças em pele. "Nessa altura, tornei-me vegetariano e comecei a perceber melhor a indústria animal e agrícola, e o impacto que tem no ambiente", confessou em entrevista à i-D

Foi essa experiência que levou Mats Rombaut a perceber que não se sentia confortável a trabalhar com materiais de origem animal - e assim nasceu Rombaut, a sua marca de calçado vegan. Desenvolvidos em Portugal e finalizados à mão em Paris pelo próprio designer, os modelos Rombaut nascem através do uso de alternativas naturais como pele sintética, algodão orgânico ou cortiça, e pretendem preencher uma lacuna no mercado do calçado vegan. O resultado? Sapatos que quebram estereótipos e expetativas, com uma mensagem sustentável e amiga do ambiente.

A sua visão diferenciadora não se deixa ficar apenas no uso de materiais cada vez mais sustentáveis e inovadores, e transparece também nos modelos que apresenta, característicos pela sua ironia e pelo fator entretenimento. O gosto por aquilo que se convenciona como ugly-shoes valeu a Mats Rombaut uma menção de honra na lista de "contas com ugly-shoes a seguir no Instagram" da Vogue americana. "Tudo começou como uma brincadeira sobre ser vegan, e sobre os estereótipos que as pessoas têm sobre sapatos vegan", confessou à revista, referindo-se aos vários "sapatos" que criou através do uso de vegetais. 

O seu mais recente modelo, um híbrido entre botas de cowboy e ténis, é mais um prova de que o designer belga quer inovar a indústria do calçado vegan e quebrar estereótipos com o seu twist humorístico e irónico. A base deste híbrido, de nome Boccacio Cowboy Sneaker, é o já existente ténis Boccacio da marca, e está a surtir o efeito desejado pelo designer - criar um par de sapatos que deixasse as pessoas desconfortáveis ao olhar para ele.

Apesar da cunha de ugly-shoe, que divide os compradores e os visitantes mais curiosos do seu showroom, Mats Rombaut mantém a sua autenticidade e espírito, com uma lista de fãs que conta com nomes como a modelo Bella Hadid, o rapper Tonny Cash, e ainda David Lynch e Alejandro Jodorowsky, dois heróis pessoais do designer. Seja amor ou desconforto à primeira vista, a verdade é que Rombaut conseguiu criar algo totalmente novo na indústria, provando que a sustentabilidade, aliada à moda, pode quebrar os mais diversos estereótipos. 

Artigos Relacionados

Palavra da Vogue 1. 4. 2018

100 ou sem pontos: os ténis Buffalo

O movimento vintage vai continuar a dominar. No último ciclo de Semanas de Moda, muitos foram os criadores que apresentaram reinterpretações de alguns clássicos - Junya Watanabe foi um deles.

Ler mais

Tendências 19. 3. 2018

Os sapatos da estação quente de 2018

As passerelles da primavera/verão de 2018 não só nos trouxeram boas apostas, no que diz respeito às tendências que queremos vestir, como no universo do calçado há modelos para todos.

Ler mais

Palavra da Vogue 26. 2. 2018

100 ou sem pontos: os sapatos ortopédicos de Christopher Kane

A Semana de Moda de Londres já terminou, mas para a memória ficam estes sapatos que o criador britânico apresentou na passerelle do outono/inverno 2018.

Ler mais

Palavra da Vogue 19. 1. 2018

100 ou sem pontos: as botas Ugg XXL

Depois dos anos 80 e 90 terem regressado em massa à indústria da Moda, as tendências dos anos 2000 são as próximas a pedir atenção. As botas Ugg não quiseram ficar para trás.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK