Artigo Anterior

20 a 23 Set. | The Pitch Market está de regresso

Agenda 8. 10. 2018

#Trending: A Star Is Born

by Rui Matos

 

A primeira longa-metragem de Bradley Cooper como realizador chega a Portugal já no próximo dia 11 de outubro, mas tem feito manchetes pelo mundo inteiro há vários meses. A Vogue quis perceber o porquê do sucesso.

Uma ovação de oito minutos parece assustador? Mas foi assim que o filme foi recebido pela audiência no Festival Internacional de Cinema De Veneza, no passado 30 de agosto, aquando da estreia mundial de A Star Is Born. Depressa surgiram críticas positivas às performances de Lady Gaga e Bradley Cooper, o ator norte-americano que foi quatro vezes nomeado para os Óscares e que agora dá os primeiros passos no mundo da realização. 

Esta história teve várias adaptações. A primeira versão data do ano de 1937 e foi realizado por William A. Wellman. Tinha como protagonistas Janet Gaynor e Frederic March. Depois deste, mais duas versões foram apresentadas: uma em 1954, com Judy Garland e James Mason e outra em 1976 com Barbra Streisand e Kris Kristofferson - a versão com maior repercussão na indústria da sétima arte. 

A Star Is Born relata uma trágica história de amor entre Jackson Maine (Bradley Cooper), um músico de renome, que se apaixona por Ally (Lady Gaga), uma artista em dificuldades que já tinha pensado em desistir da sua carreira na indústria musical. Jackson propõe-se ajudar Ally a alcançar a carreira que tanto ambiciona. Contudo, a relação de ambos começa a deteriorar-se ao mesmo tempo que Jack luta contra os seus próprios demónios. Em entrevista à Vogue norte-americana de outubro de 2018, Cooper afirmou: “Queria contar uma história de amor. Não há melhor maneira de fazê-lo senão através da música. Com a música não há maneira de te esconderes. Todas as fibras do teu corpo ganham vida assim que começas a cantar.” 

Na entrevista acima referida, ambos admitiram que a química foi imediata. “No momento em que o vi, foi quase como se o conhecesse a minha vida toda. Uma conexão instantânea”, afirmou Gaga. Foi na sua casa que ambos cantaram pela primeira vez e foi esse o momento em que Bradley percebeu que ela seria uma aposta mais do que ganha. A verdade é que, desde a apresentação oficial da longa, que se fala de uma possível indicação à próxima edição dos Óscares - tanto para Cooper como para Gaga.

Sendo a música e a performance em palco duas das componentes mais importantes de A Star Is Born, reunimos cinco curiosidades melódicas: 

1. Todas as músicas foram gravadas ao vivo - um pedido expresso da cantora norte-americana. 

2. A maioria das cenas em palco foram filmadas no Coachella, em 2017, ano em que Lady Gaga foi cabeça de cartaz do festival. 

3. É mesmo Bradley Cooper que está a cantar na playlist do filme.  

4. 34 é o número de músicas que compõem a banda sonora de A Star Is Born - 14 delas são diálogos. 

5. As músicas que Jackson Maine interpreta ao longo do filme foram escritas por Bradley Cooper e por Lukas Nelson.

No Spotify, já é possível ouvir todas as faixas integrantes desta película. 

Artigos Relacionados

Pessoas 4. 10. 2018

Dossier de estilo: Dakota Johnson

A combinação perfeita entre os coordenados deslumbrantes da sua mãe e o glamour Old Hollywood da sua avó, Dakota Johnson completa o trio da dinastia cinematográfica com a sua própria linha contemporânea. A Vogue reuniu os melhores looks da estrela de Suspiria na passadeira vermelha.

Ler mais

Tendências 4. 10. 2018

Susan’s surrender

Susan Sarandon enfeitiçou a indústria em Hollywood desde o primeiro dia. Sem ela, a história do cinema não se escreveria da mesma forma.

Ler mais

Tendências 2. 10. 2018

22 dos melhores cenários da francesa Chanel

Extravagantes, mágicos e sempre épicos, ninguém cria cenários para os desfiles como Karl Lagerfeld.

Ler mais

Inspiring Women 11. 9. 2018

Senhora de seu nariz

Já passámos pela fase das plus size models, vivemos a era dos lábios carnudos, até as nossas traseiras moldaram a imagem dos 2000 e muitos. Quando é que os narizes grandes irão tornar-se na next big thing? Agora.

Ler mais

Tendências 29. 8. 2018

From the 80’s

Numa década de excessos, como foi a de oitenta, o grande ecrã não deixou escapar alguns dos momentos mais emblemáticos da Moda. Esta lista de filmes é a prova disso.

Ler mais

Tendências 14. 6. 2018

Je suis Louis Garrel

Todos os dias são bons para celebrar o menino prodígio do cinema francês.

Ler mais

Tendências 12. 6. 2018

10 filmes LGBTQ+ para ver ou rever

O que têm em comum estas películas? Amor sem rótulos.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK