Artigo Anterior

Rosa: a joia da perfumaria

Próximo Artigo

12 maquilhadores partilham com a Vogue quais os looks de beleza para o verão de 2021

Tendências 15. 6. 2021

13 hairstylists partilham com a Vogue as tendências para o verão de 2021

by Tish Weinstock

 

De bobs, franjas e mullets, a madeixas volumosas e tons cobre - os hairstylists favoritos da indústria da Beleza fazem as suas previsões.

Proenza Schouler, outono/inverno 2021 © Daniel Shea

Com o verão ao virar da esquina e as restrições da Covid-19 a diminuirem a pouco e pouco, esta é o timing perfeito para fazer um update ao nosso look. Por onde começar? O cabelo de quarentena.

Alguma vez quis experimentar uma franja, mas nunca se sentiu ousada o suficiente para o fazer? Este é o momento - a estrela de Game of Thrones Sophie Turner  que o diga com as suas blunt bangs. Se está à procura de alguma coisa um pouco mais dramática, considere um mullet, como podemos ver na modelo Ella Emhoff, ou algo ainda mais curto, como o pixie de Rihanna. Posto isto, precisamos de pensar na cor. Serão as volumosas madeixas que Evanie Frausto criou recentemente para Bella Hadid? Ou um penteado cheio de caracóis quentes e cremosos como aqueles que a Billie Eilish revelou na capa da Vogue britânica. O mundo é a nossa ostra.

A Vogue perguntou aos especialistas quais são os melhores penteados e as maiores inspirações para o verão de 2021.

Sam McKnight

Sam McKnight, o mastermind por detrás do penteado curto slick da Princesa Diana, na década de 90. Com uma carreira com mais de cinco décadas, McKnight já trabalhou em inúmeros desfiles, editoriais e campanhas para nomes como a Fendi, Chanel, Balmain e Tom Ford.

Charlotte Rampling (Photo by Alain Dejean/Sygma via Getty Images)

“Eu diria um jovem Charlotte Rampling [ator britânico]. Um movimento glossy, sun-kissed, mas com uma juventude cheia. Vamos ver bobs “crescidos” com referência aos anos 90, mas com uma reviravolta moderada. As pessoas vão optar por suaves madeixas a emoldurar a cara, com franjas emplumadas, que podem ser dispostas para os dois lados ou então apostar numa separação ao meio para uma falta de textura. [Também vamos ver] texturas mais volumosas, mas com pontas suaves e macias. Cabelo que se sente como se o tivéssemos deixado secar ao natural, e que tem aquelas dobras quando colocamos o cabelo por detrás da orelha. Para os mais corajosos, pode ainda haver um look inspirado nas Halstonettes".

Guido Palau

O lendário Guido Palau, lançou a sua carreira em 1990 com editoriais para a revista The Face, com o icónico vídeo de George Michal Freedom!’90, e com uma série de campanhas para a Calvin Klein, protagonizadas por Kate Moss. Hoje, Palau continua a inspirar gerações com o seu trabalho para alguns dos nomes mais importantes da Moda - de Prada a Valentino.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Guido Palau (@guidopalau)

“Já lá vão os dias de se fazer cortes de verão e de inverno. Hoje, as pessoas querem expressar o seu melhor lado, seja isso ter cabelo rosa-choque, ter madeixas, ou usar o cabelo e a textura natural. Com tudo aquilo que temos passado nos últimos 18 meses, tem havido uma ênfase em tentar descobrir onde é que nos sentimos mais confortáveis. Algumas pessoas podem estar mais dispostas a correr riscos do que outras, porque agora apercebem-se. ‘Mas que raio? É só cabelo’, - podem ser mais experimentais. Não é inclusivo sugerir modas porque um estilo pode apelar a uma certa pessoa, mas não a outra. Se eu fosse nomear uma tendência, seria encontrar o verdadeiro eu, aquilo que te faz sentir o máximo confortável. Também um cabelo saudável e limpo, usar bons esfoliantes capilares e tratamentos, produtos que dão brilho, porque estas coisas fazem-nos sentir bem.”

Evanie Frausto

Evanie Frausto é uma estrela em ascensão na Moda. É go-to hairstylist de Bella Hadid, tem vindo a desenvolver o seu nome com a surreal estética bubblegum e fantasiosas perucas de porporções gigantes, como aquelas que recentemente criou para Lil Nas X. 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por ?????? ??????? ? (@evaniefrausto)

“Eu gostava de ver as pessoas voltar aos penteados statement - acabámos de passar por uma pandemia, por isso, a maior parte das pessoas não conseguiu cortar ou arranjar o cabelo. Escolha as franjas, o bob até ao queixo, o mullet! Vá fazer o corte de cabelo que sempre quis fazer, mas que tem medo. Vamos voltar para os penteados como forma de expressão pessoal. Neste momento, gosto de qualquer coisa com tons quentes, coisas que parece que foram beijadas pelo sol com tons avermelhados. Pode funcionar em qualquer tipo de pele - basta arranjar o tom mais adequado para cada pessoa. Em termos de cor, eu adoro ver o regresso das madeixas volumosas dos anos 90, ou uma mecha de cabelo com uma um tom de cor peekaboo. As pessoas deviam brincar com uma variedade de cores e estilos, seja um high ponytail apertado, um zig-zag, ou até um bouffant. Seria bonito ver mais diversidade - pessoas a fazer coisas que são pessoais para elas e que desafiam as normas.”

Gary Gill

Garry Gill trabalhou com toda a gente desde Balenciaga e Vetements, a Lowe e Versace. Inspirado pela música e cultura jovem, é celebrado pela sua estética de ponta.É editor e colaborador de beleza na Dazed & Confused, e diretor de arte do salão e plataforma de mentoring, Emotive Hair.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por GARY GILL (@garygillhair)

“Para os homens, de todas as idades, o corte militar ou o corte militar flat top, descolorado a um loiro cremoso com a crueza de um ligeiro crescimento do cabelo. Para as mulheres, curto dos lados e atrás, com um corte longo fluído, ou um corte médio, que fornece altura e textura, novamente, com uma descoloração e crescimento das madeixas, especialmente na parte da frente. Também: cortes curtos e de baixa manutenção, com cores sun-bleached para uma sensação divertida e descontraída”.

Shiori Takahashi

Shiori Takahash é uma hairstylist sediada em Londres e editora contribuinte da Dazed Beauty. Inspirada por modas subculturais e estética que ultrapassa barreiras, tem visto o seu trabalho aparecer em todo o lado, desde a Vogue norte-americana e britânica, à i-D, bem como em campanhas da Byredo, Jil Sander e Vivienne Westwood.

“Neste momento, estou numa de penteados gráficos. O corte princesa é deslumbrante e sou sempre inspirada pelos cortes old-school de Vidal Sassoon. Também tenho adorado as tranças cornrow com loucos padrões que podem ser vistos em todas as revistas. Para o verão, sinto que o look natural vai ser o caminho, enquanto saímos devagarinho da quarentena, mas assim que estivermos no momento “pós-pandemia”, todas as apostas saem fora - altura de endoidecer! Estou a considerar rapar o meu cabelo comprido - um novo natural."  

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Mica Argañaraz (@micarganaraz)

 

Syd Hayes

Syd Hayes é a razão pela qual a modelo Lila Grace Moss quase cortou todo o cabelo, tendo sido inspirada por uma peruca loira com corte buzz, que arranjou para a modelo numa photoshoot recente. Regularmente inspirado pela cultura jovem, Hayes trabalhou com alguns dos principais fotógrafos da indústria, incluindo Mert Alas e Marcus Piggott, mas está igualmente entusiasmado em trabalhar com a nova geração de Moda.

“Para mim, este verão tem de ser sobre um verdadeiro corte - a frescura de um corte curto, escadeado, moderno, com uma franja pesada, grita über-chic. O poder de um bom corte muda a forma como nos sentimos; empodera e liberta, algo para o qual estamos preparados. As madeixas volumosas estão a fazer uma entrada arrojada. Combiná-las com um corte bob médio, estilo sleek, usar a BaByliss Pro Cordless Clipper e a terminar com um pouco Maria Nila True Soft Argan Oil, está no caminho para um novo look de verão. As Layers Shag também estão de volta - pensemos nas supermodelos Mica Argañaraz ou Freja Beha Erichsen. Cortar com a lâmina para manter as pontas claras. Tão cool, tão sem esforço. E vamos aplicar um pouco de óleo no cabelo para proteger as pontas do sol!”  

Bob Recine

O hairstylist baseado em Nova York e artista visual, Bob Recine é responsável por algumas das mais entusiasmantes imagens da Moda; trabalhou ao lado de fotógrafos lendários como Mario Sorrenti, Paolo Roversi e o falecido Peter Lindbergh. Levando os seus materiais aos limites, as suas esculturas de cabelo tornam a barreira entre a Moda e a arte quase inexistente.

"Sugiro acrescentar 1 ou 2 medidas de água de rosas à garrafa de champô (8 a 15 medidas do tamanho da garrafa), de modo a iluminá-lo para este verão. Desta forma, pode lavar mais frequentemente com a belíssima leveza de um cabelo limpo”

Louis Ghewy

O hairstylist nascido em Bruxelas mudou-se para Londres para seguir a sua carreira. Chewy tem vindo a colaborar com incontáveis marcas, incluindo Raf Simons, Versace e Fenty Beauty. Recentemente fez o styling dos caracóis louros de Romeo Beckham para a capa da L’Uomo Vogue.

Coperni, primavera/verão 2021

“Vejo mais individualidade que nunca. Estou a ver tantas cores divertidas e diferentes tipos de afro. Também sinto que ganchos para o cabelo, em todas as formas e feitios, vão ter o seu comeback. Para o desfile da primavera/verão 2021 de Coperni, olhámos para raparigas com texturas de cabelo - e o que é mais sexy do que uma rapariga que tem estado a dançar e a suar toda a noite?"

Anthony Turner 

Quer seja o seu recente trabalho com a Miu Miu ou Blumarine, Anthony Turner é um dos nomes mais celebrados. Editor de beleza da Dazed & Confused, Turner continua a ultrapassar fronteiras com a sua estética arrojada.

Hunter Schafer para Euphoria. © HBO

“Estou a adorar o reavivamento do início dos anos 2000. É tão divertido! Eu adoro todo o estilo Euphoria desta geração que se funde com os anos 2000 numa espécie de vibe mangá - é refrescante e interessante. Para esse estilo, a textura é polida e bem cuidada, caracóis saltitantes nas pontas do cabelo - pense em Mean Girls. A cor pode ser qualquer uma, desde que sejam duas pequenas madeixas à frente que chocam com a cor natural do cabelo”.

Kiyoko Odo

Inspirado pelos seus anos de adolescente passados em cima da revista FRUiTS, o hairstylist japonês Kiyoko Odo cria peças extravagantes que roçam o surreal. Baseado em Londres, Odo continua a trabalhar com alguns dos mais importantes nomes da indústria desde Junya Watanabe a Balenciaga.

“De momento, estou a gostar do corte bowl dos anos 60 - um bob perfeito e estilos gráficos Vidal Sasson. Por outro lado, também continuo a adorar o estilo de várias camadas dos anos 70. Em termos de cor, creio que cores vívidas estejam a ter um comeback

Jimmy Paul 

O hairstylist americano Jimmy Paul é uma lenda da indústria. Seguindo a sua mãe hairstylist pelo mundo da Moda, Paul criou alguns dos mais icónicos looks da história, trabalhando com nomes como Alexander McQueen e Dior. É o homem responsável pelos caracóis estilo Rapunzel da Gigi Hadid na capa da edição de março da Vogue US.

“Eu adoro os cortes de cabelo que tenho visto: todo o tipo de bobs, com ou sem franjas. Cortes escadeados e precisos. É uma excelente altura para adicionar cor - algo mais flirty. É também uma boa altura para ir mais claro e acrescentar madeixas. Uma coisa ousada, quase feita em casa. E eu vi à pouco tempo um cabelo entrançado que muda de cor quando se vai à rua!”

Emilio Pucci, outono/inverno 2021. COURTESY EMILIO PUCCI

Kei Terada

Meto e filho de hairstylists, Kei Terada, tem uma carreira quase preestabelecida. Terada mudou-se do Japão para Londres em 1998, e tem feito o seu nome crescer enquantoa. Os seus clientes incluem Paul Smith, Louis Vuitton, Ralph Lauren e Gucci.

“Durante a quarentena, tantas pessoas estavam a cortar o cabelo, a criar formas muito interessantes. Muitas pessoas cortaram as franjas mais curtas, de forma a conseguirem ver enquanto usam máscaras, por isso acho que vamos poder ver muitos estilos naturais, que é algo em que me tenho inspirado. Gosto de texturas naturais de momento, nada que pareça perfeito, algo mais real. Também gosto muito de escadeado no topo, quase como um mullet, para que não seja tão plano - é mais messy.”

James Pecis

James Pecis, nascido e criado na California, é um hairstylist que já penteou Kendall Jenner e Kaia Gerber - uma vez rapou a cabeça de Alexander McQueen e é o embaixador global da ORIBE. 

“Eu gosto de cabelo que tem umas pontas aclaradas na perfeição pelo sol e o mar. Um profundo nível nas raízes e mais claro da metade até às pontas. Se não tem tempo de se deitar na piscina ou nadar no mar, pode sempre arranjar o novo ORIBE Bright Blond Sun Lightening Mist, para dar um novo estímulo ao cabelo“.