Artigo Anterior

Sound check: o que se ouve por aí

Próximo Artigo

Lost in Japan

Tendências 6. 7. 2018

Sharp Objects: o lado soturno da raiva feminina

by Rui Matos

 

É a próxima grande estreia da HBO, tem Amy Adams ao leme (enquanto protagonista e produtora executiva) e estreia, nos Estados Unidos da América, a 8 de julho de 2018. Esta é a série com potencial para se transformar na próxima obsessão de verão. 

© HBO

Drama, mistério, suspense e relações conturbadas entre mãe e filha. Estas quatro palavras-chave por si já despertam curiosidade. Mais: Amy Adams numa produção de Jean-Marc Vallée, o mesmo realizador de Big Little Lies. A estação televisiva parece ter pontaria para as minisséries que escolhe. Depois do sucesso inigualável de BLL e da season finale de Westworld, está para chegar Sharp Objects, uma adaptação da obra literária homónima de Gillian Flynn, autora de Gone Girl. 

Nos oito episódios, a história centra-se no regresso de Camille Preaker (Amy Adams) à cidade onde cresceu para cobrir os assassinatos de duas jovens e comandar uma investigação jornalística que se centra no mistério em torno da cidade de Wind Gap. Contudo, o regresso da protagonista desencadeia um rol de dramas e lutas pessoais com a própria família e um passado que evita revisitar. 

Foi na sétima edição do ATX TV Festival, em Austin, que aconteceu a sua estreia mundial e depressa o burburinho se levantoupara conseguir que esta história seja já catalogada como uma das mais aguardadas do segundo semestre de 2018. A trama explora assuntos que raramente são tratados no pequeno ecrã ou na sétima arte mais mainstream, adicionando-lhe uma personagem com várias camadas e um âmago obscuro, profundo e desconcertante.

Quem já teve a oportunidade de ver os primeiros episódios, não poupa elogios à interpretação de Adams e dos restantes atores que se juntam a esta produção, com nomes como: Patricia Clarkson, Chris Messina e Matt Craven.

“Há muitas histórias sobre homens e violência, homens e raiva e como eles lidam com isso, não sobre como as mulheres lidam com a sua raiva e a sua violência. Naquela altura, havia muitas histórias sobre mulheres que fazem compras e a grande crise era se conseguiam encontrar os sapatos e o homem certo. Queria olhar para alguma coisa diferente.”, explica Gillian Flynn, citada pelo Diário de Notícias. Sharp Objects foi publicado, pela primeira vez, em 2006, fazendo desta a primeira obra da norte-americana. 

© HBO

Um história intensa, sombria e sem receio de impactar pela crueza apresentada, ou pelos cortes secos entre cenas, manobra a que Big Little Lies nos habitou. Até agora, ainda não foram confirmadas datas para a estreia em Portugal, mas enquanto se esperam por novidades, a Vogue aconselha a leitura do livro, em jeito de preview.

Artigos Relacionados

Agenda 18. 7. 2018

The Crown: tudo sobre a terceira temporada

Duas temporadas depois, estamos prontos para mais um capítulo na vida de sua majestade.

Ler mais

Agenda 7. 5. 2018

13 Reasons Why: tudo sobre a segunda temporada

Depois de uma primeira temporada conturbada, em 2018, vamos descobrir a vida depois de Hannah Baker.

Ler mais

Notícias 9. 4. 2018

Big Little Lies: tudo o que deve saber sobre a 2ª temporada

Logo após a HBO confirmar a segunda temporada de uma das minisséries mais mediáticas de 2017, a Internet explodiu de alegria, mas o êxtase foi intensificado com a notícia de que Meryl Streep iria integrar o elenco. Para além disso, o que sabemos mais sobre a próxima temporada?

Ler mais

Tendências 17. 7. 2017

Os 20 momentos mais marcantes de "A Guerra dos Tronos"

No dia em que estreia a 7º temporada de uma das séries mais mediáticas dos últimos tempos, recordamos nesta galeria os 20 momentos mais marcantes de GoT.

Ler mais

Vídeos 25. 6. 2017

Novo trailer da 2º temporada de Stranger Things

Uma das séries mais aclamadas de 2016 da Netflix está de volta. Veja aqui o novo trailer.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK