Moda   Tendências  

Portugal Fashion FW18: as tendências

27 Mar 2018
By Sara Andrade

O tempo ajudou a veicular a estação: apesar do calendário marcar a primavera, as águas de março abençoaram as passerelles do Portugal Fashion.

O tempo ajudou a veicular a estação: apesar do calendário marcar a primavera, as águas de março abençoaram as passerelles do Portugal Fashion.

Ou, pelo menos, a criatividade dos criadores nacionais, que, sem prejuízo para o seu ADN, apresentaram propostas sofisticadas e atualizadas para a próxima estação fria. Percorremos a Moda de autor made in Portugal para perceber o que reserva o guarda-roupa de outono/inverno por terras de Camões.

Descobrimos que há coisas que não mudam - olá, preto, cinzas e tonalidades outonais como o verde seco; e que o inverno consegue ser groundbreaking (no verdadeiro sentido da expressão e não no seu tom sarcástico): nomes como Alves/Gonçalves, Carlos Gil e Luís Buchinho não foram tímidos na hora de colorir a época fria, chegando inclusivamente ao neon nalguns casos. Adoramos que os volumes e as assimetrias nunca saiam do vestuário (obrigada, Alexandra Moura e Diogo Miranda) e temos a certeza que o outono/inverno vai ser divertido em diversidade de escolha, pelo menos no que diz respeito aos estampados e padrões. Será brilhante, também: os metalizados colocaram a prata e o ouro no mesmo lugar no pódio e ainda se juntaram à festa tecidos com reflexo, lantejoulas e paillettes.

As coleções chegam às lojas em setembro. A wishlist faz-se já.

Cores vibrantes

Uma paleta de cores que contrasta com o cinza da estação: o inverno quer-se em todo o espetro do arco-íris e muito além dos seus tons outonais. Há vermelhos e azuis vibrantes, mas acima de tudo há fluorescentes rosas e amarelos.

Puffer jackets

Os anos 90 trouxeram-nos, os últimos invernos recuperaram os seus tempos áureos e parecem não querer sair do nosso guarda-roupa. E ainda bem, porque já não conseguimos viver sem eles. Os casacos de penas acolchoados regressam para a estação fria de 2018, agora reiventados em silhuetas mais curtas e cortes ajustados, mas também com novos estampados, tonalidades e texturas.

Metalizados e brilhos

A prata é de ley e o prateado é rei, no próximo inverno. A estação é pródiga em metalizados de todo o género, na verdade, e em brilhos no geral, ainda que nem todos sejam ouro: o protagonista é o cinza-prata, mas aceitam-se os dourados e os materiais que reflitam a luz, bem como detalhes de cristais para looks que cintilam com o movimento.

Padrões

Há de tudo: florais, geométricos, abstratos. Não importa qual escolhe, importa é que escolha: alternar looks monocromáticos com outros integralmente estampados é o segredo para um outono/inverno 2018 equilibrado.

Transparências

Não são demasiado reveladoras, mas não se dissimulam. A maioria chega através do tule, um dos materiais de eleição desta passerelle do Porto, que, camada sobre camada, deixa à imaginação perceber o que está por baixo. Outros equilibram-se em veludos devoré estrategicamente desenhados e em rendas recortadas que mostram apenas o suficiente para não ser preciso honrar a hashtag #freethenipple.

Assimetrias

O ser humano não é absolutamente simétrico, porque é que o seu guarda-roupa teria de sê-lo? As bainhas querem-se desencontradas, os ombros despidos e vestidos ao mesmo tempo, as pernas tímidas e reveladoras em simultâneo. Celebrem-se as diferenças, na estação fria: mesmo que seja apenas entre o lado direito e o esquerdo.

Volumes e oversized

Bigger is better, mesmo que apenas nos detalhes: seja pelo tamanho XXL ou pela dimensão maior em mangas, calças, saias e vestidos, o formato cocoon continua em força e o volume quer-se no máximo, na próxima estação fria.

50 sombras de cinza... e preto... e verde

Com o preto não me comprometo e o inverno não é parvo (nem os criadores que querem o sucesso da marca): aposte-se nas cores saturadas e nos fluorescentes, mas em igual medida nos looks a negro. E quem diz negro fala também dos cinzas, em todo o seu espectro, e ainda do verde seco que, de entre as tonalidades outonais, foi a que mais se destacou nas propostas nacionais.

Sara Andrade By Sara Andrade

Relacionados


Moda  

Open Call | The Portal

16 Jun 2024

Moda  

Peças com memória | Mariza

16 Jun 2024

Entrevistas  

Becoming Karl Lagerfeld | Os bastidores da série numa entrevista com os criadores

15 Jun 2024

Moda  

Open Call | É uma família portuguesa com certeza

14 Jun 2024