Artigo Anterior

Naomi Campbell: o ícone intemporal

Próximo Artigo

20 anos de Sexo e a Cidade

Curiosidades 4. 6. 2018

Nas bancas: Vogue junho 2018

 

A edição de junho da Vogue Portugal imerge no tema que é chamada de capa através da Moda, da Beleza, do autoconhecimento, da introspeção. É altura de olharmos para dentro, de sairmos da zona de conforto e de tomarmos riscos para depois caminharmos na direção de um novo ciclo (que, esperemos, venha mais quente).

Na edição encontrará três propostas de moods visuais para o seu verão (pág.34), descobrirá porque o biquíni foi uma das invenções mais revolucionárias de sempre (pág. 48) e também ficará a saber aquilo a que cheira o verão nas nossas páginas de Beleza (pág. 132). Declaramos o nosso amor aos vestidos de tecidos leves que nos salvam as manhãs de indecisões (pág. 46) e mergulhamos naquela que é a tendência com mais olhos do que barriga: o buffet (pág. 116). Da Moda ao Lifestyle, passando pela Beleza, fomos ao fundo de todas as questões e agora que o resultado está à superfície é só agarrar-se a ele. Se lhe der sede pelo caminho, pode ser adicionar um copo de água. Sim, da torneira (pág. 118). 

 

 

Lado B: Claro como a água
Sem maquilhagem, sem edição, sem Photoshop. E com uma dose gigante de coragem, Daniela Melchior, Helena Coelho, Raquel Prates e Helena Isabel estão nas páginas da Vogue como nunca as viu antes: de cara lavada. Pág. 166

Dar cartas
A Vogue deixou o ceticismo de lado e afundou-se em si mesma através da numerologia, astrologia e hipnose. Não perguntámos aos astros se os tweets hilariantes de Kanye West iam continuar, ou quem irá um dia sentar-se na cadeira de Anna Wintour, mas falámos de outras coisas igualmente interessantes. Pág. 152

Testemunho
A tendência da próxima estação? Pele humana. A verdade nua e crua sobre o naturismo, vivida na primeira pessoa por uma jornalista da Vogue. Pág. 60.

Viagem
“Aceitas-me e broto/ Fervo, emerjo vulcão / Rodeado a mar, sem condição”, dizem os PAUS no seu último álbum, Madeira. Pisámos pela primeira vez a ilha da Madeira e cantamos a voz alta: será que nos podemos mudar para lá? Pág. 120

Entrevistas
- Kaia Gerber: a filha de Cindy Crawford terá tudo no ADN? Pág. 74
- Johnny Coca, explica a sua visão refrescante como diretor criativo da Mulberry: “só quero trazer algo divertido, inesperado, novas proporções, novos looks, novas atitudes”. Pág. 264
- Sylvia Earle, a primeira mulher a ser nomeada chief scientist na National Oceanic and Atmosphere, continua a não ter medo de ficar sem pé, aos 82 anos. Pág. 190

Cinema
Nico, 1988
e McQueen chegam brevemente aos cinemas. Antes disso, duas vivências com história, dois génios desajustados, uma imersão literária em duas das mentes mais criativas de todo o sempre. Págs. 108 e 290.

Debate
“Chegou a hora de ampliar a esfera do que é considerado belo”, dizem as fundadoras da Universal Standard. O tamanho não conta, mas primeiro que encontremos umas calças que nos sirvam... Pág. 80

Talento nacional
Água Benta é um projeto feito mais de amor, do que de água. O amor pela simplicidade, honestidade, nacionalidade, pela arte e pela fotografia (e pela D. Fernanda também). A primeira mão do projecto, agora livro, está nas páginas da Vogue. Pág. 226

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK