Artigo Anterior

Os vestidos de casamento das celebridades

Próximo Artigo

Como usar calções no verão, de acordo com os nossos ícones de estilo vintage

Pessoas 3. 7. 2019

Mother's Daughter de Miley Cyrus é muito mais do que um vídeo

by Rui Matos

 

É uma mensagem de empoderamento feminino.

 

Assumidamente feminista, Miley Cyrus encontrou em Mother’s Daughter a música perfeita para homenagear mulheres de todos os tamanhos, formas e cores. “Este vídeo é sobre o corpo da mulher e do direito que cada uma tem em se libertar do olhar masculino”, afirma Alexandre Moors, o realizador responsável pelo videoclipe, em entrevista ao Los Angeles Times. Ao mesmo tempo que enaltecia o poder de escolha que as mulheres devem ter, Cyrus aproveitou para protagonizar o melhor momento de #throwback aos anos 2000 quando vestiu um fato vermelho em latex, referência a Britney Spears e ao seu coordenado em Oops… I Dit It Again. 

 

Revelado ontem, este é o primeiro video extraído de She Is Coming, o primeiro de três EPs, lançado no passado 31 de maio — dia em que atuou no Primavera Sound, em Barcelona. O segundo EP será She Is Here, ainda sem data de edição, e o último vai ser apelidado de She is Everything. Estes três lançamentos vão formar She Is Miley Cyrus, o sétimo trabalho discográfico da cantora norte-americana.  

A mensagem

Ao longo dos três minutos e quarenta segundos de videoclipe de Mother's Daughter vão surgindo frames com algumas mensagens feministas: “Sin Is In Your Eyes” (o pecado está nos teus olhos), “Every woman is a riot” (toda a mulher é um revolução), “Virginity is a social construct” (a virgindade é uma construção social) e “Feminist AF” (totalmente feminista); que vão ao encontro da letra da música — “don’t fuck with my freedom” (não ameaces a minha liberdade) e “she got the power” (ela tem o poder). 

As protagonistas 

Para este projeto, Miley convocou um grupo eclético de mulheres. Entre as 10 escolhidas estão Aaron Philip, uma modelo de 18 anos, negra, transsexual e portadora de uma paralisia cerebral; Angelina Duplisea, uma modelo e atriz que é uma defensora do body positivity; Mari Copeny, que tem apenas 11 anos mas que trabalha desde os oito para chamar a atenção para a crise da água em Flint, Michigan.Estas são apenas três das mulheres que se juntaram a Cyrus para protagonizar Mother’s Daughter. “Honestamente, nunca experienciei uma coisa assim num set de gravações”, começou por referir o realizador na mesma entrevista. “As mulheres [que participam no vídeo] vieram de toda a parte da América e havia um sentimento de solidariedade por parte de todos. Quase como se estivéssemos a preparar-nos para uma marcha. Foi incrível.” 

 

 

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK