Artigo Anterior

As tatuagens, afinal, são mais culturais do que contracultura?

Próximo Artigo

Passo a passo: maquilhagem que dura a noite toda

Tendências 15. 11. 2021

Microbioma: a nova palavra a adicionar à sua rotina de Beleza

by Mariana Silva

 

Engane-se quem pensa que a pele perfeita é uma pele livre de quaisquer bactérias, algumas são bem mais úteis do que pensávamos. 

 Fotografia de Kourosh Sotoodeh. Maquilhagem de Deanna Malluso. Modelo Delilah Koch. Vogue Portugal, Setembro de 2021

O microbioma da pele é a mais recente buzzword da indústria de Beleza. Das marcas que colocam este termo no rótulo dos seus produtos, aos especialista que veem nesta discussão algo há muito necessário, este é o momento certo para aprofundar tudo o que rodeia o microbioma e como este se deve conjugar com a nossa rotina de pele do quotidiano.

O que é o microbioma?

Tal como a nossa impressão digital, o microbioma é algo único a cada ser humano. Este é o termo utilizado para definir o conjunto de microorganismos, como bactérias, fungos ou até mesmo vírus, que vivem no nosso corpo e interagem entre si de modo a regular o nosso estado de saúde. 

A destacar para a nossa rotina de Beleza está o microbioma da pele, também chamado de microbiota, que reside na barreira cutânea para a proteger de agressores externos. Por ser o órgão mais extenso do corpo, é possível encontrar milhares de milhões de pequenos organismos a viver na nossa pele, havendo diferentes tipos de bactérias destinados a diferentes zonas do corpo. Por exemplo, enquanto alguns destes microorganismos prosperam em locais com maiores níveis de oleosidade, outros localizam-se apenas em zonas mais secas. 

Para além da sua composição variada, existem ainda alterações ao microbioma da pele que se podem verificar com o passar do tempo. Fatores como a idade, poluição, exposição a raios UV, entre outros, podem afetar o estado do microbioma, minimizando a sua eficácia na prevenção de infeções, cicatrização de feridas ou até mesmo na absorção de nutrientes.

Porque é importante falar do microbioma?

Os produtos de Beleza devem trabalhar em conjunto com o nosso microbioma da pele, para que ambos possam surtir os melhores resultados possíveis. Em entrevista à Vogue US, a dermatologista Whitney Bowe explicou que quando o microbioma está "saudável e a funcionar na sua capacidade máxima, age como uma membrana biodinâmica, tomando decisões constantes sobre o que pode entrar na pele e o que deve ser bloqueado. Uma barreira saudável mantém-se hidratada, e mantém potenciais patógenos do lado de fora.”   

Quando há um desequilíbrio, podem surgir consequências para a nossa pele. Esta fica mais sensível, seca e desidratada, sendo também mais suscetível a sofrer agressões externas ou até a contrair doenças de pele como o eczema, rosácea ou psoríase. Ainda, um microbioma pouco saudável pode contribuir para a aceleração de sinais de envelhecimento.

Que cuidados devemos ter?

Comecemos pelo básico. Provavelmente nem será preciso dizer que, como em tudo, ter uma dieta equilibrada contribui de forma positiva para a saúde do microbioma da pele. Além disso, tomar menos banhos ou, pelo menos, não tomar banhos muito quentes ajuda a manter as propriedades do nosso microbioma intactas. Algo que pode não ser automaticamente associado é a vantagem em passar mais tempo na Natureza. Na verdade, isto pode ter um impacto positivo, já que ajuda a aumentar a diversidade dos organismos presentes na nossa pele.

Existem igualmente cuidados que devem incidir sobre os produtos que usamos na nossa rotina de Beleza. Em primeiro lugar, quanto menos são os produtos que usamos, menor é a possibilidade de colocarmos algo que prejudicará o microbioma da nossa pele. De seguida, há também que optar por produtos mais gentis e que não irritem a pele. Algo a evitar são os esfoliantes agressivos ou os sabonetes de limpeza de pele que, devido ao seu pH elevado, tendem a desequilibrar o pH da nossa pele. 

Para terminar, merecem destaque os produtos de Beleza probióticos. Esta é uma categoria que vemos cada vez mais ser oferecida pelas marcas de cosméticos e que revela a propriedade de manter o microbioma da pele equilibrado mesmo após o uso de ingredientes mais agressivos.

Artigos Relacionados

Compras 5. 11. 2021

O melhor componente antienvelhecimento? Já é seu

Contra rugas podem não haver milagres, mas há uma patente - e é uma parceria entre a Caudalie e a Harvard Medical School.

Ler mais

Compras 25. 10. 2021

13 máscaras de tratamento de pele para experimentar na spooky season

Ainda não tem disfarce de Halloween? Pode ter a certeza que estas máscaras faciais conseguem pregar um bom susto.

Ler mais

Tendências 13. 10. 2021

Less is more: conheça as rotinas de Beleza mais minimalistas

O minimalismo na Beleza é uma tendência que não para de crescer. Mas serão todas estas rotinas verdadeiramente benéficas para o nosso corpo?

Ler mais