Artigo Anterior

Como a indústria da Moda ucraniana se adaptou aos tempos de guerra

Próximo Artigo

Os quatro ativistas que revolucionaram o panorama trans

Notícias 28. 3. 2022

Os melhores momentos dos Óscares de 2022

by Radhika Seth

 

Desde o momento viral de que todos estamos a falar, até às performances incríveis e presenças meme-worthy na passadeira vermelhas, estes são todos os momentos que lhe podem ter escapado dos Óscares 2022.

© Getty Images

O momento mais chocante da noite veio por cortesia de Will Smith e Chris Rock 

 

Quando Rock subiu ao palco para apresentar o prémio para Melhor Documentário, começou por falar sobre alguns dos atores na audiência, entre os quais Jada Pinkett Smith, sobre a qual comentou “GI Jane 2, mal posso esperar por ver”, referindo-se ao corte de cabelo da atriz (que divulgou a sua luta com a perda de cabelo no passado). Pinkett Smith revirou os seus olhos ao comentário e, de seguida, Smith dirigiu-se ao palco e aparentemente deu um estalo a Rock antes de gritar para que o comediante mantivesse o nome da mulher “fora da sua boca”. A expressão de surpresa de Lupita Nyong’o representou o choque generalizado da audiência, assim como o ambiente de confusão generalizado que permaneceu, mesmo quando Questlove subiu ao palco para aceitar o seu Óscar. 

 

Smith acabou por ganhar a categoria de Melhor Ator - com o prémio apresentado por Samuel L. Jackson, John Travolta e Uma Thurman, após os últimos dois recriarem a sua famosa dança de Pulp Fiction - mas o incidente anterior danificou de certa forma a sua vitória. Smith aceitou o prémio em lágrimas, pediu desculpa à Academia e homenageou Richard Williams, que descreveu como “um defensor feroz da sua família”. A explicação que deu para o sucedido? “O amor faz-te fazer coisas loucas.”

Não faltaram discursos cheios de emoção

 

A vencedora de Melhor Atriz Secundária Ariana DeBose também se emocionou ao aceitar o seu prémio, pedindo à audiência que a imaginasse como uma “criança nos bancos de trás de um Ford Focus branco. Quando olharem para os seus olhos, está lá uma mulher abertamente queer, latinx, Afro Latina, que encontrou força na sua vida através da arte. Assim, para qualquer pessoa que alguma vez questionou a sua identidade… ou se encontre a viver em espaços cinzentos, eu prometo: existe um espaço para nós.”

 

Mais tarde na noite, Troy Kotsur tornou-se o primeiro homem surdo a vencer um Óscar pela sua representação. Fez uma imitação de Popeye, uma piada sobre ensinar ao presidente dos Estados Unidos asneiras em linguagem gestual (o elenco de CODA visitou recentemente a Casa Branca), e ficou emocionado enquanto falava sobre o seu pai. “O meu pai era o melhor na minha família em linguagem gestual, mas teve um acidente de carro e ficou paralisado do pescoço para baixo e deixou de a conseguir usar,” disse Kotsur através de um intérprete que parecia também estar a emocionar-se. “Pai, aprendi tanto por tua causa. Amar-te-ei para sempre. És o meu herói.” Também Jessica Chastain, vencedora de Melhor Atriz, abordou o “trauma e isolamento” que muitos sentiram nos meses mais recentes. “Muita gente sente-se sem esperança e sozinha,” disse a atriz. “Em tempos como este, penso na Tammy e fico inspirada pelos seus atos radicais de amor.”

Fitas azuis de apoio a refugiados foram usadas por vários convidados 

 

Em reconhecimento do facto que a gala de prémios estava a decorrer em simultâneo com a crise na Ucrânia, vários convidados demonstraram o seu apoio aos refugiados através da sua roupa. Jamie Lee Curtis usou um vestido azul de Stella McCartney com uma fita envolta nos seus dedos, a nomeada para Melhor Canção Original Diane Warren colocou uma na sua lapela, também a vencedora de Melhor Atriz Secundária Yuh-Jung Youn escolheu usar uma com o seu look monocromático preto. Jason Momoa demonstrou o seu apoio com um lenço de bolso com as cores da bandeira ucraniana.

A reunião de Jamie Dornan e Andrew Garfield

 

Os dois velhos amigos, cujos filmes Belfast e Tick, Tick… Boom! estavam os nomeados este ano, posaram para uma foto na passadeira vermelha antes de se abraçarem e darem um beijo na bochecha - e, assim, um dos memes da noite nasceu.

Aos 90 anos, Rita Moreno foi das melhores vestidas na passadeira vermelha

 

Resplandecente no seu vestido assimétrico de Carolina Herrera com um headdress repleto de penas, a estrela de West Side Story estava claramente a divertir-se. “Adoro como estou vestida”, disse a Laverne Cox na passadeira vermelha. “Matem-me! Processem-me! Não consigo superar quão bem estou.” Nós também não conseguimos.

Timothée Chalamet foi de tronco nu

 

O look que nos deixou de boca aberta? O do protagonista de Dune sem camisa, num blazer cropped, repleto de brilhantes cortesia de Louis Vuitton. A sua missão enquanto desfilou pela passadeira vermelha? Cumprimentar as multidões de fãs gritantes, apresentar-se ao atleta olímpico Shan White e posar com o casal nomeado Kirsten Dunst e Jesse Plemons.

Kristen Stewart e Dylan Meyers foram “o” casal na passadeira vermelha

 

A nomeada para Melhor Atriz, Kristen Stewart, e a sua noiva escolheram usar looks a condizer, inspirados em menswear, deram as mãos e um beijo antes de Stewart posar com o realizador de Spencer, Pablo Larraín. Os nossos corações não aguentaram.

Nicole Kidman e Zoë Kravitz provaram continuarem extremamente próximas

As estrelas de Big Little Lies partilharam um momento dentro do Dolby Theatre, mas Kravitz não foi a única amiga com a qual Kidman se encontrou. A vencedora de um Óscar, nomeada este ano pela sua performance em Being the Ricardos, tirou fotografias com Kenneth Branagh e Kevin Costner, conversou com Jessica Chastain e ficou horrorizada com algo - muito após o confronto entre Smith e Rock.

De Beyoncé a Megan Thee Stallion e Billie Eilish, as performances foram o ponto alto da noite

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Beyoncé (@beyonce)

 

A gala começou com Venus e Serena Williams a apresentar Beyoncé, que iluminou o ecrã com a sua perfromance de Be Alive do filme King Richard no campo de ténis das irmã Williams enquanto cresciam, em Compton. E quem se encontrava no centro do seu grupo de dançarinas, vestida do mesmo verde das bolas de ténis? A sua filha de 10 anos, Blue Ivy claro.

Não foi a única performance que deu de falar: Megan Thee Stallion fez uma aparência surpresa durante a interpretação de Carolina Gaitán e Mauro Castillo de We Don’t Talk About Bruno do filme Encanto, e Billie Eilish cantou a balada No Time to Die. Esta ganhou eventualmente o Óscar de Melhor Canção Original e pareceu estar genuinamente surpreendida. “Isto é inacreditável, podia gritar,” disse a cantora, antes de abraçar o seu irmão Finneas O’Connell.

 

CODA e Jane Campion fizeram história

 

Como esperado, Campion tornou-se a terceira mulher a ganhar o prémio de Melhor Realizador pelo filme The Power of the Dog, e depois, o duo incomparável de Lady Gaga e Liza Minelli revelaram que a comédia de Apple TV+ CODA ganhou Melhor Filme. É o primeiro filme com um elenco maioritariamente surdo a receber a honra, assim como o primeiro filme de uma plataforma de streaming. E os convidados aplaudiram - um final feliz para uns Óscares inegavelmente estranhos.

Artigos Relacionados

Eventos 28. 3. 2022

Óscares 2022: os melhores looks da after-party

Depois da cerimónia oficial, houve ainda tempo para desfilar pela passadeira azul que fechou o evento.

Ler mais

Tendências 28. 3. 2022

Os melhores looks de Beleza dos Óscares 2022

Nem só de vestidos glamorosos se fez a passadeira vermelha da 94ª edição dos Óscares.

Ler mais

Notícias 28. 3. 2022

Óscares 2022: os vencedores

Ao contrário de todas as expectativas, CODA foi o grande vencedor da noite de Óscares.

Ler mais

Eventos 27. 3. 2022

Óscares 2022: a passadeira vermelha

Assim começa mais uma cerimónia de entrega dos Óscares. Mas antes de se saber os grandes vencedores da noite, é hora de olhar para os looks das estrelas mais brilhantes.

Ler mais

Palavra da Vogue 25. 3. 2022

Óscares 2022: as previsões da equipa da Vogue Portugal para a red carpet

A equipa da Vogue Portugal escolheu os looks que gostaria que marcassem presença na cerimónia do próximo domingo.

Ler mais

Notícias 8. 2. 2022

Óscares 2022: os nomeados

The Power of the Dog arrecadou 12 nomeações, liderando a lista de indicados ao Óscar. Dune, de Denis Villeneuve, arrecadou dez nomeações, enquanto West Side Story, de Steven Spielberg, e Belfast, de Kenneth Branagh, estão empatados com sete nomeações cada.

Ler mais