Artigo Anterior

Influencers juntam-se por uma causa solidária

Próximo Artigo

Uma sessão de cinema com Karlie Kloss

Notícias 13. 10. 2017

Karl Lagerfeld critica Merkel num cartoon

by Mónica Silva

 

Karl Lagerfeld culpa Angela Merkel pela representação do partido de extrema direita no Parlamento.

O seu trabalho como designer e fotógrafo já é conhecido internacionalmente, mas poucos devem saber que Lagerfeld também desenha cartoons de sátira política. Desta vez, o alvo foi a chancele Angela Merkel.

A sua última ilustração foi uma dura crítica à líder alemã, culpando-a por ter permitindo a entrada de mais de um milhão de refugiados, considerando esse o motivo que levou à emergência do partido de extrema direita Alternative for Germany nas últimas eleições - tornando-se no terceiro maior da Alemanha.

O designer alemão desenhou a figura de Hilter a dizer à chanceler “Muito obrigada por inadvertidamente deixares os meus descendentes serem representados no parlamento”. Merkel surge com um ar aterrorizado questionando “O que foi que eu fiz?”.

Lagerfeld faz caricaturas desde 2013 para a revista alemã Frankfurter Allgemeine Zeitung, que é publicada todos os meses. O diretor criativo da Chanel nasceu sob o regime nazi e afirmou que “espero que algo assim nunca mais volte a acontecer na minha vida”, acrescentando, “tenho vergonha da Alemanha”.

Alfons Kaiser, editor da revista, comentou que os desenhos de Lagerfeld “mostram que ele apoia a grande tradição política dos cartoons da Alemanha e [que] foi influenciado particularmente por “Simplicissimus”, a revista satírica líder da Alemanha dos temos do pré-guerra, que lia quando era mais novo”.

Esta não é a primeira vez que o designer desenha Merkel num dos seus cartoons. Em 2015, a chanceler apareceu ao lado de Christine Lagarde, do Fundo Monetário Internacional (FMI), numa crítica relativa à crise económica grega.

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK