Artigo Anterior

Faça menos scroll, mas melhor: como tornar o seu feed mais enriquecedor em 2021

Próximo Artigo

Blue Monday: como lidar com o “dia mais triste do ano”

Curiosidades 12. 1. 2021

Mercúrio retrogrado: a história, como sobreviver e as datas a ter em conta em 2021

by Suzanne Scott

 

Das datas-chave ao significado de cada uma, aqui está um guia essencial para navegar por Mercúrio Retrógrado em 2021.

Vogue, 1960 © John Rawlings/Condé Nast via Getty Images

Mesmo que não seja um ávido admirador da astrologia, provavelmente já ouviu falar do Mercúrio Retrógrado - o fenómeno planetário que todos passámos a temer. Pensado para afetar a comunicação e a tecnologia, é um momento em que tudo pode parecer ligeiramente fora da sintonia normal. Pode perder as suas chaves, compromissos ou o seu computador deixar de funcionar repentinamente. 

Cientificamente falando, o Mercúrio Retrógrado é simplesmente uma ilusão de ótica onde o planeta parece mudar de curso e mover-se para trás do céu. Quando é que isto acontece? Normalmente, três ou quatro vezes por ano, sendo as datas mais importante de 2021: de 30 de janeiro a 21 de fevereiro, de 29 de maio a 22 de junho, e de 27 de setembro a 23 de outubro. 

Curiosamente, o primeiro Mercúrio Retrógrado está a acontecer no signo de Aquário, que se está a revelar um signo muito importante este ano, como a Nova Era de Aquário - um signo associado à “mudança abruta, formação de comunidades, lutar por causas e avanços tecnológicos”, de acordo com a astróloga Alice Bell. Os próximos dois retrógrados também ocorrem nos signos de ar (também conhecidos como pensamento) - Gémeos e Balança - o que significa que podem ser bons momentos para refletir. 

Isto significa que então não precisamos de adicionar o Mercúrio Retrógrado à nossa (já longa) lista de ansiedade este ano? Falamos com especialistas em astrologia para descobrir o que significa de facto este evento e como podemos tirar partido dos seus efeitos. 

Qual é a ciência por trás do Mercúrio Retrógrado?

A Dra. Maggie Aderin-Pocock, uma cientista espacial de renome, professora de ciências e autora dos livros The Sky at Night: Book of the Moon – A Guide to Our Closest Neighbour e Dr. Maggie’s Grand Tour of the Solar System, explica a ciência por trás do Mercúrio Retrógrado: “Se olharmos para Mercúrio, ele fica mais perto do Sol do que da Terra e a sua órbita à volta do Sol é muito mais curta, apenas 88 dias em comparação com o nosso 265,25. Isso significa que Mercúrio gira em torno do Sol mais quatro vezes para cada uma das nossas órbitas. Quando a Terra e Mercúrio estão no mesmo lado do Sol nas suas órbitas, Mercúrio parece mover-se no céu de oeste para leste. À medida que Mercúrio ultrapassa a Terra na sua órbita interna parece que muda de direção assumindo uma posição retrógrada. Isto acontece, geralmente, três vezes por ano.”

Para colocar isto em perspectiva: “Imagine que estamos sentados num comboio parado”, continua Maggie. “O comboio na plataforma ao lado começa lentamente a mover-se para frente, mas o nosso comboio anda rapidamente e ultrapassa. Se não sabemos que o nosso comboio se está a mover, o que vemos é o comboio próximo de nós a mover-se lentamente para a frente, então sobe de nível e, em seguida, aparentemente move-se para trás. Vemos isso mesmo que nenhum comboio esteja realmente a mover-se para trás. É tudo uma questão de posições relativas.”

Todos os planetas do nosso sistema solar ficam retrógrados e vale a pena considerar que se ficássemos na superfície de Mercúrio e olhar para a Terra, a Terra pareceria mover-se para trás também. Mas, ao contrário de Marte, por exemplo, a órbita de Mercúrio é mais rápida e por isso o evento ocorre com mais frequência, o que o torna notável para algumas pessoas. Embora haja uma explicação astronómica lógica para o porquê de Mercúrio parecer mudar de curso, os astrólogos acreditam que algo mais significativo está em jogo.

E quanto às implicações astrológicas de Mercúrio Retrógrado?

Susan Miller é indiscutivelmente uma das astrólogas mais famosas do mundo; o seu site Astrology Zone tem 309 milhões de visualizações por ano e 11 milhões de usuários únicos - isso fora a app do mesmo nome com um sucesso fenomenal. “Mercúrio Retrógrado é o único evento que afeta todos em geral”, disse Miller à Vogue. “No entanto, afeta mais Virgem e Gémeos porque são governados pelo planeta. Quando Mercúrio retrocede, as condições estão a mudar, mas ainda não podemos ver a direção em que as coisas estão a mover. O mundo está em fluxo durante este tempo.” Daí o caos.

A astronomia e a astrologia podem partilhar uma história de origem semelhante - ambas foram observadas pelos nossos ancestrais há milhares de anos - mas as duas são agora consideradas campos separados. Astronomia refere-se ao estudo do universo além do nosso planeta; enquanto que a astrologia é o estudo de como tudo além da Terra nos afeta. “No passado, muitas culturas observaram o movimento de objetos celestes no céu noturno”, explica a Dra. Aderin-Pocock. “Conforme a Terra gira, os objetos parecem mover-se de oeste para leste, mas alguns dos objetos observados ocasionalmente movem-se de leste para oeste, aparentemente para trás no céu. Inicialmente, eram chamadas de 'estrelas errantes' - objetos celestes que não se moviam como os outros - mas com o tempo, foi descoberto que esses objetos eram na verdade os planetas do sistema solar a orbitar o sol. ”

Para astrólogos como Miller, a mudança de direção percebida por Mercúrio pode ter consequências caóticas para nós aqui na Terra. “Mercúrio afeta todas as partes móveis,” explica. “Nunca deve comprar um computador, ou um carro ou um telefone durante o retrocesso de Mercúrio, porque provavelmente haverá um problema com o aparelho. Nem deve assinar nenhum contrato, pois vai descobrir que está a faltar alguma coisa e mais tarde terá que renegociar. Eu também não recomendaria um primeiro encontro durante Mercúrio Retrógrado; a comunicação é afetada, então pode escolher a pessoa errada. ”

Esta é uma área na qual a ciência não está envolvida. “Existem muitas teorias para tentar racionalizar a razão pelo aparente movimento retrógrado de Mercúrio e de que maneira influenciaria as pessoas na Terra”, diz a Dra. Aderin-Pocock. “Alguns sugerem que a força gravitacional que Mercúrio exerce sobre a água nos nossos corpos pode ser a chave. Mas, cálculos científicos mostram que passar por um carro a poucos metros de distância terá um efeito gravitacional mais forte do que Mercúrio, que é muito, muito mais massivo, mas está localizado a 77 milhões de km de distância. ”

Como sobreviver ao Mercúrio Retrógrado?

De acordo com Miller, de uma perspectiva astrológica, Mercúrio não é tão condenável e sombrio como acreditamos. “A astrologia é divertida, mostra possibilidades e, graças à internet, está mais popular do que nunca”, diz. “No entanto, isso significa que há muitos astrólogos que talvez não tenham estudado o suficiente, assustando as pessoas desnecessariamente. Se tiver um bebé durante o Mercúrio Retrógrado, está tudo bem. Eu nasci durante o Mercúrio Retrógrado!”

Se nem tudo se trata de computadores com mau comportamento e veículos avariados, o que se pode dizer mais sobre isto? “Mercúrio Retrógrado é um ótimo momento para voltar; volte e revisite projetos antigos, velhos conhecidos e amigos. Como humanos, gostamos de seguir em frente, mas Mercúrio Retrógrado é a oportunidade perfeita para parar e reavaliar.”

Dito isto, não há problema em ter algum cuidado extra - como verificar duas vezes se tem as chaves e a carteira ao sair de casa e garantir que todo o seu trabalho tem um (ou dois) backups. Certifique-se que está mais vigilante durante o Mercúrio Retrógrado, e pode não ser tão mau quanto pensa.

Artigos Relacionados

Curiosidades 22. 12. 2020

Estas previsões de astrologia para 2021 vão dar-lhe arrepios

O novo ano oferece o início de algo importante, de acordo com os astrólogos - e é uma boa notícia. Aqui está tudo o que precisa saber sobre 2021, incluindo todas as datas importantes, conforme previsto pelos especialistas.

Ler mais

Tendências 10. 8. 2020

Moonology: um guia especializado

Em tempos de grande incerteza, mais e mais pessoas voltam-se para as práticas espirituais como uma forma de se orientarem em relação ao futuro. Por isso, a astróloga e autora do livro Moonology, Yasmin Boland, oferece o seu guia para definir intenções.

Ler mais

Tendências 29. 5. 2018

Astromania: 5 contas a seguir

Caso ainda não se tenha apercebido, a astrologia é a nova religião do séc. XXI.

Ler mais