Artigo Anterior

O sul de Itália à mesa

Próximo Artigo

Normal People: muito mais do que uma história de amor

Tendências 10. 8. 2020

Moonology: um guia especializado

by Tish Weinstock

 

Em tempos de grande incerteza, mais e mais pessoas voltam-se para as práticas espirituais como uma forma de se orientarem em relação ao futuro. Por isso, a astróloga e autora do livro Moonology, Yasmin Boland, oferece o seu guia para definir intenções.

©Istock Images 

Quando alguma coisa na vida corre mal - perde as chaves, o portátil avaria ou a encomenda que estava à espera chega no momento em que acabou de sair de casa - pode, talvez, atribuir estes percalços a Mercúrio Retrógrado. E como é com todas as coisas boas? Qual é o corpo astronómico no nosso sistema solar que está lá para apoiá-lo; para ajudá-lo a conseguir aquela promoção, aquela carteira Bottega Veneta que tanto deseja ou, talvez, a atenção daquele amigo do amigo?

Pode até surpreender-se ao saber que é a Lua a dar uma ajuda. Na verdade, de acordo com a astróloga e autora de Moonology, Yasmin Boland, a Lua há muito que é vista como possuidora do poder de manifestar a sua vida de sonho, se utilizada corretamente. 

“Ao longo da história, a Lua foi fortemente associada à magia,” diz Boland. “Em moonology, trabalhamos com a Lua nova e cheia, estabelecendo intenções na Lua nova e libertando-as para o divino na Lua cheia.”

Manifestar a sua vida de sonho 

Então, como é que coloca as mãos na tal carteira? Segundo Boland, tudo o que tem que fazer é pedir ao universo. A isto chama-se definir uma intenção. A prática de intenções é como fazer resoluções de Ano Novo, só que ao invés de confiar apenas na sua própria força de vontade para desistir do chocolate de uma vez por todas, ou finalmente pedir aquela promoção, ao definir intenções, está a apelar aos poderes do universo para lhe dar um pouco de apoio extra.

“Para manifestar a sua vida de sonho, precisa de definir as suas intenções,” avança Boland. E para tirar o melhor proveito do universo, Boland aconselha que alinhe essa prática com a Lua nova, que acontece duas vezes por mês. “A Lua nova é uma altura importante do mês em que a Lua não é visível da Terra. O céu está no seu tom mais escuro e o véu está no seu estado mais fino.”

Como definir as suas intenções

Segundo Boland, o processo de definição de intenções é simples. Para começar: sinta-se grato por tudo o que há de bom na sua vida. De seguida, pense nas pessoas e situações que o fizeram mais feliz. Escreva num papel entre cinco a 10 pessoas ou coisas que o deixaram feliz e pelas quais se sentiu grato no último mês . Envie amor a todas as pessoas cujos nomes aparecem na lista.

De seguida, toque uma música espiritual, acenda uma vela ou incenso. Acalme-se e concentre-se fazendo algumas respirações profundas e purificadoras. Em seguida, decida quais são as suas 10 principais intenções para as próximas quatro semanas.

“Podem ser qualquer coisa, desde conseguir um novo emprego até ser mais abundante,” diz-nos Boland. “Seja tão específico ou vago quanto quiser. Nada é muito grande ou muito pequeno. No entanto, desejos maiores podem demorar algumas voltas de desejos de Lua nova. A única regra é que nunca interfira com o livre arbítrio de outra pessoa.”

De seguida, escreva os seus 10 principais desejos numa folha de papel. “Pode usar uma esferográfica de tinta normal azul ou preta para fazer isso, ou experimentar canetas ou lápis de cor: quanto mais energia você investir no processo, melhores serão os resultados.” Leia os seus desejos, um por um, visualizando cada desejo como se já se tivesse realizado à medida que avança.

“Use a imaginação para ver realmente. E aí tente imaginar como se sentiria se e quando o desejo se tornasse realidade. Interiorize esses sentimentos e diga uma afirmação que reflita o seu desejo e anote-a também. Por exemplo, pode escrever 'Estou apaixonado!' Se deseja encontrar o amor. Ou ‘Amo o meu novo emprego!’ Se quiser fazer uma mudança de carreira.”

Faça as coisas acontecer

Naturalmente, há a tentação de escrever apenas 'carteira Bottega Veneta' e deixar que o universo a entregue como que por magia no correio, no dia seguinte. Mas, infelizmente, não é assim tão simples. Para manifestar as suas intenções, deve visualizar os passos que precisa de dar para que eles aconteçam.

“Por exemplo, se o seu desejo é encontrar um novo emprego, o primeiro passo para isso pode ser perguntar por aí ou consultar anúncios em sites de empregos. Ou, se você quiser encontrar um parceiro, os dois primeiros passos óbvios seriam pedir a amigos para arranjar alguém para si ou inscrever-se num site de encontros online. Escreva num papel como é que pretende realizar cada desejo.”

Quando se trata de assegurar essa carteira, pense em maneiras de contornar o seu preço proibitivo. Em que é que gasta o seu dinheiro durante a semana? Onde é que pode poupar? Já pensou em vender algumas roupas que não usa? Embora possa não conseguir aumentar os seus fundos da noite para o dia, talvez consiga fazer isso com o tempo, até que haja uma promoção. E será capaz de agradecer ao universo por isso.

Finalmente, termine o primeiro passo deste processo com uma meditação de 15 minutos. “Termine a sua meditação libertando-se do apego que tem aos seus desejos. Faça isso cantando Om Namo Narayani (Om Na-moe Na-RY-annee) três vezes. Em sânscrito, significa: "Eu rendo-me ao divino!" Continue com o resto da sua semana, confiante de que expressou os seus desejos ao universo. Faça tudo o que puder para torná-los realidade.”

Libertando-se para o divino

A próxima etapa deste processo é libertar tudo o que o está a impedir de manifestar a sua vida de sonho no universo. Isso, refere Boland, deve ser feito na Lua cheia, que ocorre duas vezes por mês, duas semanas após cada Lua nova.

“A Lua cheia é importante porque é quando tudo o que nos está a impedir de manifestar as nossas intenções se rende.” Se deseja obter essa promoção, libertar a resistência que tem ao trabalho árduo e engraxar o seu chefe, e se quiser assentar e casar-se com aquele estranho que acabou de conhecer, tem que pedir o número dele.

E como é que isso funciona? “Na Lua cheia, dê uma olhadela aos desejos que pediu na Lua nova. O que é que funcionou e o que é que ainda não funcionou? O que quer que não tenha acontecido, agora é o momento de libertar tudo de volta para o divino. Porquê? Porque às vezes o universo tem um plano melhor. Portanto, com todo o seu coração, diga as palavras Om Namo Narayani.”

Inevitavelmente, estas coisas levam tempo. Quer acredite no poder da Lua ou não, todo esse processo ajudá-lo-á a descobrir claramente o que é que quer, o que às vezes é a parte mais difícil, e ajudá-lo-á a traçar um caminho claro para conseguir cumprir os seus desejos, ajudando-o a perceber o que está no seu caminho e, depois, a encontrar uma solução para ultrapassar.

Moonology não é uma ciência exata. Mas num mundo cheio de incertezas, é reconfortante pensar que existe algum tipo de poder superior que nos ajudará em tudo o que estamos a tentar alcançar. Tudo o que precisamos de fazer é pedir. Afinal, deve haver algo lá fora para compensar o desastre celestial que é o Mercúrio Retrógrado.

Artigos Relacionados

Tendências 28. 12. 2018

Escrito nas estrelas

As superstições são como aquele par de sapatos que andamos a namorar. Sabemos que não precisamos deles, e não conseguimos explicar, de forma lógica ou racional, o porquê de os querermos tanto. Mas o sentimento existe, e está em todo o lado – seja na Casa Branca, nos camarins de Hollywood, na indústria da Moda ou nas missões da NASA.

Ler mais

Tendências 29. 5. 2018

Astromania: 5 contas a seguir

Caso ainda não se tenha apercebido, a astrologia é a nova religião do séc. XXI.

Ler mais