Atualidade   Notícias  

Em tons cor-de-rosa

11 Apr 2018
By Rui Matos

Janelle Monáe ressurgiu no panorama musical, em 2018, com Make Me Feel, Django Jane e Pynk, três faixas retiradas do seu próximo trabalho discográfico.

Janelle Monáe ressurgiu no panorama musical, em 2018, com Make Me Feel, Django Jane e Pynk, três faixas retiradas do seu próximo trabalho discográfico.

“Pynk é uma celebração garrida da criação, amor próprio, sexualidade, e pussy power! Pynk é a cor que nos une a todos, pois o rosa é a cor encontrada nos mais profundos e escuros recantos humanos em toda a parte. Pynk é onde o futuro nasce.”, pode ler-se na descrição do vídeo. 

Esta música, que evoca simbolismos sexuais e femininos, é uma parceria com Grimes, a canadiana que já trabalhou com Janelle em músicas anteriores como Venus Fly, e vai estar presente em Dirty Computer, o terceiro álbum da cantora a ser editado já no próximo dia 27 de abril. 

O vídeo, que já se encontra disponível, foi dirigido por Emma Westenberg e tem participação especial de Tessa Thompson. Imagens pintadas em vários tons de cor-de-rosa que se prolongam às escolhas dos coordenados, um deles, inclusive, é uma criação do designer português David Ferreira. 

 

Dirty Computer já se encontra disponível para pré-venda no site oficial da cantora norte-americana. 

 

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Atualidade  

Morreu Claude Montana, icónico designer dos anos 80

23 Feb 2024

Curiosidades   Atualidade  

Cisnes entre patos

23 Feb 2024

Moda   Street Style  

LFW | Models Off-Duty

23 Feb 2024

Beleza  

LFW outono/inverno 2024 | A beleza nos backstages

22 Feb 2024