Estilo   Pessoas  

Dossier de estilo: Madonna

16 Aug 2017
By Vogue Portugal

Foi a musa inspiradora do dress code dos anos 80, foi a Material Girl, foi mãe, foi realizadora, foi autora. Mas chega de elogios conjugados no passado: é Madonna.

Foi a musa inspiradora do dress code dos anos 80, foi a Material Girl, foi mãe, foi realizadora, foi autora. Mas chega de elogios conjugados no passado: é Madonna.

©GettyImages; Montrose

E o nome (que dispensa apelidos) seria suficiente para dispensar demais palavras. Mas a diva é merecedora de todas as odes, por mais modestas que sejam, que a contemporaneidade tem para lhe oferecer.

Estávamos em 1984 quando, de vestido de noiva acessorizado com o infame cinto Boy Toy, o palco dos MTV Video Music Awards é arrasado pela performance de Like a Virgin. A controvérsia e a inovação foram o nascimento de uma mulher que se reinventa, consistentemente, ano após ano e consegue manter a imagem desafiante de quem não nasceu para viver sob regras.

Os corpetes Jean-Paul Gaultier marcaram tanto o final dos anos 80 e o início da década de 90 quanto as músicas de Madonna agitaram os standards da sociedade e do sexy. Rendas e veludos, um sem-fim de acessórios, pele e crucifixos foram sendo atenuados com as modas cíclicas, mas a irreverência nunca lhe deixou o guarda-roupa. Até hoje, Madonna alterna as aparições públicas entre LBD's elegantes e coordenados extravagantes (como no Givenchy da última gala do Met) que servem para lembrar o mundo que ainda está para nascer alguém que se lhe equipare em coragem de estilo.

Vogue Portugal By Vogue Portugal

Relacionados


Lifestyle  

Hermès: reabertura da icónica loja em Lisboa

28 Feb 2024

Moda   Compras   Tendências  

Trend Alert | Midriff

28 Feb 2024

Entrevistas   Pessoas  

Chemena Kamali fala sobre a Chloé: Karl, liberdade, Phoebe, empatia e o apelo duradouro dos anos 70

28 Feb 2024

Palavra da Vogue  

O que lhe reservam os astros para a semana de 27 a 4 de março

27 Feb 2024