Moda   Tendências  

Dois em um: a tendência dos 50/50

31 Jul 2018
By Rui Matos

Ao que tudo indica, o futuro vai ser tudo menos um coordenado monocromático, pelo menos para aqueles que gostam de arriscar e de elevar a própria fasquia.

Ao que tudo indica, o futuro vai ser tudo menos um coordenado monocromático, pelo menos para aqueles que gostam de arriscar e de elevar a própria fasquia. Uma peça de roupa dividida em pelo menos duas tonalidades, ou padrões, é o próximo passo da indústria. 

© ImaxTree

Há três anos, em 2015, foi lançada a t-shirt Antwerpen, uma peça que foi divida a meio e, posteriormente, cosida para que o estampado ficasse assimétrico. O responsável? Deman Gvasalia, o fundador da Vetements que é também conhecido como o desencadeador da grande maioria de tendências que vemos hoje nas ruas e um bocadinho por todo o mundo virtual, a.k.a Instagram. 

A seguir os passos do criador georgiano, tivemos Marc Jacobs na primavera/verão de 2016, o norte-americano Virgil Abloh que, na Off-White, tem explorado a tendência ao longo de várias coleções, mais recentemente, o russo Gosha Rubchinskiy, que na passerelle da estação quente de 2018 apresentou casacos com materiais distintos e, ainda, a britânica Burberry que brincou com vários padrões na última apresentação de Bailey para a marca. 

Era tudo uma questão de tempo até esta tendência - batizada pela Dazed & Confused e pela Vogue Espanha como 50/50 - surgir nos nomes mais sonantes da indústria. Calvin Klein 205W39NYC e Alexander Wang são duas das etiquetas que, para este verão, reinterpretaram a 50/50. Para a estação fria, também a Prada - que misturou os padrões de 1996, 2005 e 2014 num só coordenado - e a francesa Céline, que se aventurou a conjugar duas cores que casaram na perfeição graças à tonalidade, fizeram as suas propostas. 

No street style e no Instagram, por exemplo, há nomes a dar o corpo ao manifesto. O Anjo sueco Elsa Hosk já se rendeu a um par de calças 50% bege e 50% pretas com riscas prateadas, uma criação Monse; e Pernille Teisbaek palmilhou as ruas com uma sandália de cada cor (50% preto, 50% branco).

Será isto uma bipolaridade estética, uma adaptação aos novos tempos ou uma mensagem de união entre linhas, cores e padrões? O tempo ditará o rumo da tendência 50/50, mas temos uma certeza: é expectável que cresça nos próximos meses.

 

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Entrevistas  

Hannah Mills, um role model dentro e fora dos oceanos

12 Jun 2024

Moda   Coleções  

Max Mara Resort 2025

12 Jun 2024

Moda  

Open Call | Metropol

11 Jun 2024

Notícias  

Como assistir à transmissão do livestream do Vogue World 2024: Paris, apresentado por Cara Delevingne

11 Jun 2024