Artigo Anterior

Massimo Dutti: Outono/Inverno 2018

Próximo Artigo

Um encontro com a Natureza

Coleções 24. 7. 2018

Diogo Miranda: é para a menina e para o menino

by Sara Andrade

 

Era um desejo antigo do criador. Passou a ser a wishlist de todas as mulheres para este verão e mais além. E dos homens também.

 

O criador do Norte que dá cartas no que à elegância no guarda-roupa feminino diz respeito ganha terreno, agora, no vestuário deles também. Numa linha de edição limitada - como são as melhores coisas da vida -, esta Unissexo Collection chegou como um relâmpago e promete não demorar-se: a preços um pouco abaixo dos praticados na linha de passerelle e um rol de propostas que revisita alguns dos nossos favoritos dessa mesma coleção de desfile, as silhuetas que já se encontram disponíveis são das que se compram já e se usam para sempre. Das que se investem agora e se usa uma vida. Das que se oferece ao namorado e rouba-se todos os dias. Ou reivindica-se como nossa na eventualidade de passar a ex.

A coleção está à venda exclusivamente online e é a primeira linha da marca para homem - apesar de já ter feito algumas coisas para si, Diogo Miranda nunca colocara, lado-a-lado com os seus icónicos vestidos, peças que podiam assentar numa audiência de cromossoma XY. A Vogue quis saber mais sobre a estreia, os bastidores dos processo e se é o primeiro passo para uma coleção só para eles. Que temos a certeza também iríamos levar emprestada.

Como surge esta ideia de fazer uma coleção única que servisse tanto o público feminino como o público masculino? Fazer masculino já era um desejo que eu tinha há algum tempo, aliás para ser mais concreto, este processo demorou mais ou menos um ano a desenvolver. O mais interessante é que, de vez em quando, eu faço umas peças para mim com corte masculino, e algumas clientes quando me viam e até mesmo amigos perguntavam onde tinha comprado, ao que respondia “ É Miranda”. E ao longo deste tempo e com o feedback que ia tendo pensei: porque não fazer uma linha unissexo?!

Mulheres e homens têm corpos diferentes: como selecionaste os cortes e silhuetas para garantir que assentariam bem a um e a outro? Eu tenho bastante noção do corpo feminino, e eu como homem sei como é o corpo masculino, por isso escolhi sempre formas mais oversized, peças com corte, mas que não fossem totalmente coladas ao corpo para funcionar no corpo masculino e feminino.

E a decisão de cores, também foi condicionada por ser uma coleção unissexo? Ou nem por isso? Escolhi maioritariamente cores neutras, tirando os padrões porque também queria dar um ar cool, dia-a-dia, prático, para que consigas usar as peças seja inverno, seja verão!

E em termos criativos, como aconteceu desenvolveres estas linhas? Revisitaste as tuas linhas mais icónicas para algumas peças? Sim, sem dúvida, fiz um throwback das coleções e pesquisei algumas peças que eram de coleções feminina, mas que tinham cortes masculinos. E porque não reinventá-las para esta coleção?

Tive sempre o cuidado das peças terem um ar clean, prático, cool e, apesar de tudo, masculino, para que os homens não se inibam de usar.

 

Querias algo que servisse para o dia a dia: é um unissexo de essenciais/básicos? Sim, penso que poderei chamar de essenciais. Eu vou usar tudo. Quando fiz a coleção, eu próprio fiz o fitting, por isso sei como as peças estão a cair no corpo. Vou usar mesmo tudo, desde a camisa com padrão leopardo ao tank.

E que tamanhos tens? Os tamanhos são iguais para homem e mulher? Sim, recebes a mesma peça, senão não fazia sentido fazer uma coleção unissexo, na maioria das peças tens os vários tamanhos S,M,L,XL outras por questões de fitting tem os tamanhos limitados, ou ate mesmo tamanhos únicos.

Quais foram as principais dificuldades em criar uma linha deste género? Confesso que não tive nenhuma dificuldade em criar esta linha, porque criei sempre a pensar no que eu gostaria de usar, e o que eu poderia usar, e o que eu imaginava as minhas amigas e clientes a usarem.

Que peças achas que resultaram melhor e quais são os melhores investimentos? As camisas, for sure, acho que são ótimos investimentos porque podes usar durante o ano em diversas ocasiões. E os casacos também, desde o perfecto ao oversized.

Fala-me um pouco sobre os preços? Estão mais baixos do que as tuas outras coleções? Confesso que tivemos isso em atenção: os preços estão muito mais affordable, porque as peças também são mais simples e a minha ideia é fazer uma coleção see now, buy now! Por isso, acho que se o preço for apetecível consegues conquistar o consumidor rapidamente.

Achas que o unissexo é uma tendência com cada vez mais adeptos? Ou apenas fazia sentido algo assim para a tua marca? Esta coleção é uma experiência, se correr como eu estou à espera, desejo fazer uma coleção unissexo por ano. Não penso que a fiz por fazer sentido ou não, fiz porque me apeteceu.

A coleção é de edição limitada - mas é pontual ou é a primeira de muitas? Pensas ter uma cápsula destas de estação para estação? Sim claro, esta é limitada, até para ver como funciona, mas a ideia seria lançar uma Unissex collection por ano, para substituir de certo modo as de Resort e Pre-Fall.

Isto é um teaser para uma coleção só para Homem? Quando é que isso se torna uma realidade? Por agora, fico-me mesmo pela unissexo. Fazer Homem está nos planos para futuro, mas neste momento ainda não posso abraçar um projeto dessa importância, até porque o feminino exige muito trabalho e muito tempo, mas quem sabe! Se conseguir fazer a Unissex collection por ano já fico satisfeito.

PS: A GQ Portugal selecionou cinco peças desta coleção - um artigo para mostrar à sua cara-metade e ganhar novas peças no guarda-roupa partilhado. 

Artigos Relacionados

21. 5. 2018

Globos de Ouro 2018

Na passadeira vermelha da 23ª edição do evento, o glamour foi protagonista da noite.

Ler mais

Vídeos 27. 3. 2018

Portugal Fashion: A beleza é um lugar estranho

Rasgões de cor nos olhos, sombras metalizadas e lábios em tons forte. Penteados com volume e franjas geométricas. Os cabelos e maquilhagem desta edição do Portugal Fashion foram postos à prova.

Ler mais

Tendências 27. 3. 2018

Portugal Fashion FW18: as tendências

O tempo ajudou a veicular a estação: apesar do calendário marcar a primavera, as águas de março abençoaram as passerelles do Portugal Fashion.

Ler mais

Vídeos 26. 3. 2018

Portugal Fashion: Fall(ing) in love

Entre a azáfama do evento de Moda que viaja de Lisboa até ao Porto, quisemos celebrar os criadores nacionais com alguns dos nossos looks preferidos para o próximo inverno.

Ler mais

Coleções 25. 3. 2018

Portugal Fashion | Diogo Miranda: outono/inverno 2018

Um cristal de um candelabro de família desencadeou todo o nosso guarda-roupa para a estação fria.

Ler mais

Notícias 2. 2. 2018

Diogo Miranda acaba de desvendar Bridal

O criador português continua a expandir a sua marca: agora, mergulhou no mundo das noivas com o serviço Bridal by Diogo Miranda.

Ler mais

Coleções 19. 1. 2018

Exclusivo: Diogo Miranda pre-fall 2018

A nova linha para a meia estação do criador nacional é uma ode à versatilidade.

Ler mais

Coleções 21. 10. 2017

Portugal Fashion SS18: Diogo Miranda

Exuberância, sofisticação e sensualidade são as palavras chave do designer, perdão, da primavera-verão 2018.

Ler mais

Notícias 28. 8. 2017

10 anos de Diogo Miranda

Para comemorar o 10º aniversário da marca, o criador português juntou as suas musas para uma sessão fotográfica especial.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK